Cinema #11 - Abraham Lincolnn: Caçador de Vampiros!




Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros explora a vida secreta de um dos maiores presidentes dos Estados Unidos em uma história não contada que definiu uma nação. Os cineastas visionários Tim Burton e Timur Bekmambetov (diretor de 'O Procurado') trazem uma voz fresca e visceral para o folclore do vampiro sedento de sangue, imaginando Lincoln como o maior caçador da história dos mortos-vivos.
Depois da morte de sua mãe, causada por uma criatura sobrenatural, o jovem Abraham Lincoln (Benjamin Walker) passa a procurar vingança contra o assassino. Sua busca o leva a um mundo sombrio, no qual os vampiros usam escravos como alimento em seu império secreto localizado no sul dos Estados Unidos. Vendo que caçá-los apenas não é suficiente, Lincoln decide se tornar o líder da nação.

********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
********************************************************************
★★★☆☆


Tem um ritmo eletrizante, com cenas altamente violentas e cheias de ação. Contudo, não me cativou muito. 

Com uma história impressionante, assemelhando a luta pela liberdade, a uma verdadeira guerra entre mortais e imortais, o diretor Tim Burton fixou a história de um dos presidentes mais importantes dos EUA, a uma ficção altamente violenta, com muito sangue, mortes e vampiros de verdade.

O começo do filme é pra lá de cansativo. Eu pessoalmente, achei um tanto chato, pois a história é contada de uma forma que se alonga demais. Temos na primeira cena Lincoln, ainda garotinho e já muito disposto a lutar pela liberdade de seus amigos e familiares. Vemos com bastante representação, nessa adaptação os perigos e riscos de uma época onde possuir uma cor diferente era sinal de escravidão. Foi um dos pontos mais chamativos que achei. Desde jovem, o pequeno Lincoln já tinha em suas veias o desejo por lutar por todos aqueles que foram injustiçados. 

O lado vampiresco da história começa a se desenrolar quando sua mãe é assassinada por um vampiro e Lincoln presencia tudo, fingindo estar dormindo. É uma cena que deixa o seu coração batendo mais rápido. Daí por diante, ele jura vingança ao homem que fez aquilo com sua mãe, mesmo sem conhecê-lo ainda. Ai entra a parte legal da história! Ele vai levar uma baita surra quando for enfrentar seu primeiro vampiro e o filme não é igual a muitas adaptações que vemos, onde o protagonista apanha hoje e amanhã já acorda totalmente recuperado. O enredo conta detalhadamente cada passo que o jovem caçador tem que passar, até adquirir experiencia para matar os demais vampiros que irão cruzar seu caminho. Treinado pelo misterioso Henri (a quem mais tarde descobrirá um segredo gigantesco ( mas eu não digo :x)), Abrahan muda-se para outra cidade, onde pretende tentar levar uma vida de segredos, sem amigos ou familiares.


Suas batalhas contra as criaturas das trevas começam a ficar mais frequentes, e ele ainda anseia por sua vingança. Um ponto que achei pra lá de chato, foi que mesmo depois de algum tempo, matando diversos vampiros, ele continua a apanhar muito, e sua experiencia não parece lá grande coisa. Então, se for assistir, espere ele levar muita surra. 

Como não poderia faltar, temos a integração de um pequeno romance, um tanto esquemático, no entanto, bem chamativo, entre Lincoln e a jovem Marry.


Se está procurando ação, vai encontrar neste filme. Apesar de tudo isso, não é um dos meus favoritos. Não sei exatamente o que não me agradou, porque sicneramente o filme é muito bom e era de se esperar, já que Burton estava na jogada. Mas realmente, da metade para o final, falando apenas da história do presidente, e fugindo um pouco da ficção, deixou o filme com um tom mais histórico, o que me deixou entediado. Entretanto, o final foi digno de prêmios, pois as cenas da batalha são extremamente impressionantes, com uso e abuso de efeitos especias e golpes para lá de eletrizantes.



Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se