Cinema #10 - Meu Namorado é um Zumbi!




Diretor: Jonathan Levine
Produção: David Hoberman, Todd Lieberman, Bruna Papandrea
Roteiro: Jonathan Levine
Fotografia: Javier AguirresarobePaís: EUA
Gênero: Drama
Cor: Colorido 
Distribuidora: Paris Filmes 
Estúdio: Mandeville Films / Summit Entertainment 
Classificação: 10 anos
Em um mundo pós-apocalíptico, o zumbi R. (Nicholas Hoult) faz amizade com a humana Julie (Teresa Palmer), a namorada de uma de suas vítimas. O envolvimento dos dois acaba despertando uma reação em cadeia que o transformará, assim como outros mortos-vivos, perseguidos pelo general Grigio (John Malkovich).


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************
★★★☆☆


Se você é fã de filmes de terror, gosta de zumbis e de muita carnificina, um aviso, não assista esse filme. ~~(Risos)~~ Sério, tenho certeza de que se você assisti vai acabar xingando o produtor ou até mesmo desistindo de ver até o filme. Os zumbis desse filme, no começa, realmente são zumbis, mas no final, bem, eles são um tipo "diferente", diria que um lado mortificado de Edward Cullen, sem os brilhos ~~(Risos)~~.



As atuais críticas que vi pela blogesfera foram bem positivas sobre o filme e a minha não é diferente. Gostei muito do filme, e é altamente engraçado, o que garante boas gargalhadas desde o começo até o fim. Ai você pode se perguntar, porque três estrelas? Bem, eu gostei do filme, mas não acredito que ele seja suficientemente bom para ganhar cinco. Eu geralmente não curto esses lances de zumbi. Acho muito nojento aquele lance de comer gente viva, arrancar braço, sem falar no grande número de sangue as cenas geralmente apresentam (eu tenho sérios problemas com sangue), mas como esses zumbi são bem diferentes, até que me agradou assistir. E não me arrependi, apesar de ter detestado o final. Diferente dos demais filmes que tem essa elaboração Disney, este não teve um final emocionante ou marcante como todos os outros. Na verdade o fim dele foi bem corrido e quase não entendi, porque me pareceu que os produtores precisavam encerrar e como não tinham mais tempo, deixaram um fim tão vago e sem sentido. 

O que se garante assistindo? Boas gargalhadas. R teria uma boa posição num circo, de preferencia, como palhaço. Quando numa cena, ele ligou o som e começou a escutar Gun's n Rose, eu fiquei, "Sério! Zumbi também curte Gun's n Rose.

Ri muito durante todo o longa. As cenas entre os dois protagonistas são extremamente hilárias.


O que posso dizer por fim, é que o romance entre os dois é muito bem arquitetado. Se no livro tudo acontecer da maneira como no filme (coisa que é bem difícil), devo dizer que Sangue Quente deve ser muito engraçado de ser ler. Um viva para Julie e R!





 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se