Cinema #17 - A Hospedeira!





Diretor: Andrew Niccol
Produção: Stephenie Meyer, Paula Mae Schwartz, Steve Schwartz
Roteiro: Andrew Niccol
Fotografia: Roberto Shcaefer 
Duração: 125 min. 
Ano: 2013 
País: EUA 
Cor: Colorido 
Distribuidora: Imagem Filmes 
Estúdio: Chockstone Pictures / Inferno Entertainment 
Classificação: 12 anos 
Melanie (Saoirse Ronan) e Jared (Max Irons) foram feitos um para o outro, e esta seria mais uma simples história de amor se não fosse um detalhe: estamos no futuro e a humanidade está quase extinta. A Terra foi invadida por um parasita alienígena, que controla mente e corpo. Melanie e Jared fazem parte dos poucos humanos que ainda lutam para sobreviver, até que Melanie é capturada por Peregrina (Diane Kruger), que usa de suas lembranças para localizar o esconderijo dos humanos. Melanie não vê outra saída se não ocupar a sua mente com visões do homem que ama, desviando a atenção da Peregrina que, incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, começa a se sentir intensamente atraída por Jared.


********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
********************************************************************
★★★★★


Bem, posso dizer que o filme tem sido polemico, e a crítica tem caído em cima, buscando cantinhos para reclamar. Eu, sinceramente? AMEI! Muito perfeito. Me senti vendo as páginas do livro ganhando vida, uma após a outra. Eu já havia adorado o livro, e é um da lista dos meus favoritos (e olhe que não tem muitos), mas realmente superou as expectativas. Lógico que algumas mudanças iam ocorrer no enredo original, mas acreditem, quase não modificaram nada. Ficou inteiramente digno, e discordo totalmente de quem disser o contrário. Eu vi, li e julguei desta forma, o filme realmente foi promissor e espero que se houver uma sequencia, que tenham tanto capricho no próximo quanto tiveram neste.

A história seguiu o percurso certo. Sem muitos cortes é claro, o que facilita demais você, que já leu, identificar diversos detalhes. Posso dizer o que sobre os detalhes que foram tirados do livro? Bem, no começo, temos umas pequenas modificações, o que era de se esperar. Não vemos a Conselheira que ajuda Peg durante seus primeiros dias se adaptando ao corpo novo, ou até as cenas que se passam no livro dela trabalhando na Universidade como palestrante. Não, isto foi tirado (o que me chateou, porque fiquei imaginando como seria legal as cenas na Universidade). Temos uns flashblack contando a história de Melanie e Jared e os sufocantes sonhos ardentes que Peg começa a ter com esse romance dos dois. Os efeitos visuais são muito legais, apesar da cena de ação, na troca de tiros parecer bastante fajuta, com aqueles tiros que me lembram brilhinhos de purpurina. Mas não se deixe enganar por este pequeno detalhe. A história se mantem fiel ao livro em grande parte do enredo.

Gostei bastante deles terem dados uma atenção especial aos Buscadores, principalmente a Buscadora central. A história se expande na adaptação, e em vez de ficarmos presos apenas na visão de Mel, podemos ter uma nova vista do enredo, observando pelo lado dos Buscadores também, e todo o seu planejamento durante a perseguição.





Admito que o livro e o filme deixaram alguns pontos a desejar, e a história parece não muito coerente em alguns pontos, mas pelo amor de Deus, eu vi críticas que citavam Crepúsculo! Posso dar uma sugestão, o pessoal ta muito preso a ideia de que Stephenie Meyer se deriva apenas a Twilight. Perai gente! Vamos enxergar a história com olhos diferentes!

Posso sobressaltar como característica principal do filme é o romantismo.Era de se esperar que fosse um amor impossível, claro, geralmente são. Mas A Hospedeira me transmitiu um lado mais natural desse amor, bem mais verdadeiro que qualquer dessas outras ficções onde o "destino e coisa e tal" são sempre as primeiras citações a se alavancar. Não aqui! Não neste filme! A hospedeira Peg encontra dificuldades para separar seus sentimentos dos sentimentos de Melanie, e isto gera o triangulo amoroso avassalador



Se você estava buscando uma boa adaptação, com realces para um livro que realmente te cativou, ótimo, vá assistir, mas se estiver indo, em busca de encontrar modelos diferente, ou associáveis a Twilight, por favor, economize seu dinheiro e seu tempo.

PS: Ainda acho que esses atores deveriam ser repensados. Eles não tem muitas características dos personagens mesmo. Tirando o Tio Jeb e o Jaime. Esses sim são muito bem parecidos.



 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se