Cinema #14 - As Aventuras de Pi!



Diretor: Ang Lee
Produção: Ang Lee, Gil Netter, David Womark 
Roteiro: David Magee, baseado na novela Yann Martel
Fotografia: Claudio Miranda 
Trilha Sonora: Mychael Danna 
Duração: 129 min. 
Ano: 2012 
País: EUA 
Gênero: Drama 
Cor: Colorido 
Distribuidora: Fox Film 
Estúdio: Fox 2000 Pictures / Rhythm and Hues 
Classificação: Livre
Uma família de um dono de um zoológico localizado em Pondicherry, na Índia, decide se mudar para o Canadá, viajando a bordo de um imenso cargueiro. O navio naufraga e Pi consegue sobreviver em um barco salva-vidas. Perdido em meio ao oceano Pacífico, ele precisa dividir o pouco espaço disponível com um tigre-de-bengala chamado Richard Parker. Que acaba por realizar o resto da sua viagem.

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************
★★★★★

    Fantástico! Com um ritmo que deixa você preso ao filme e promete te emocionar.



    Em As Aventuras de Pi, você aprende não só a enxergar além daquilo que podemos ver, mas a crer que milagres existem, e que nada é maior que Deus. Esse filme realmente reforça sua fé, e apesar de ser uma ficção, gera na pessoa que estiver assistindo, sensações verdadeiras e maciças, capazes de mostrarem um horizonte diferenciado de tudo que já pudemos imaginar.

    Após o naufrago do navio onde estava viajando com sua família, Pi acaba preso em um pequeno barco na companhia de uma zebra, um macaco, uma hiena e um tigre de bengala chamado Richard Parker. Naufragados, os animais e Pi tem que dividir uma dificil batalha pela sobrevivencia, prevendo seu fim a cada segundo. Perdido na imensidão azul, Pi se vê muitas vezes pego pela incerteza se realmente vai sobreviver, mas sua fé naquilo que acredita é muito maior e isso o leva a vivenciar e provar amargamente o gosto de uma emoção poderosa: a fé.



    O filme possui muitas frases fortes, algumas que realmente jamais deixarei de me lembrar, e não por que isso é uma espécie de clichê mas porque elas geraram coisas diferentes dentro de mim. Essa mistura entre animal e homem é realmente forte, porque, fica sempre a pergunta: o que nos diferencia deles? Seriam os animais tão irracionais como julgamos? Sinceramente, se olharmos, no reino animalesco, existem criaturas inacreditáveis com um inteligencia muito notável e isto não é segredo algum para os estudiosos.

    Dentre as frases que mais gostei, essa abaixo foi minha preferida. Achei profunda e muito semelhante a mim.

    "Palavras são tudo que restou para eu me apegar." 

    Das coisas que mais gostei no filme, devo admitir que foram os cenários. A filmagem ficou perfeita, sem erros algum, e não existe canto ou cena que eu aponte defeito em vista desse tema. A cinematografia em cima do ambiente foi muito bem arquitetada, e concordo plenamente com o Oscar Pi realmente fez por merecer seu Oscar na categoria cenário. A cena da baleia é incrivelmente mágica. Acabei ficando de boca aberta com as tonalidades magnificas que o mar ganhava, seja dia ou seja noite.




    O que posso dizer por fim foi que o filme me fez chorar, de tão profundo que é. Apesar de aparentemente não parecer tão forte, é extremamente reflexivo e admito, eu simplesmente adorei, mesmo tendo descartado bem antes, a possibilidade de assisti-lo. Só assistindo para entender.


     

    Nenhum comentário

    Postar um comentário

    Expresse-se