Cinema #22 - Naruto: Road To Ninja!




Dezesseis anos atrás, um ninja mascarado desencadeou uma poderosa criatura conhecida como a Raposa de Nove Caudas na Aldeia da Folha, matando muitas pessoas. Em resposta, o líder da Aldeia da Folha, o quarto Hokage Minato Namikaze, e sua esposa Kushina Uzumaki, Minato sela a Raposa em seu filho recém-nascido. Com o Bijuu selado, as coisas continuaram como normal, exceto as personalidades dos personagens que são diferentes: Uma Hinata mais "assanhada" e um Sasuke apaixonado pela Sakura. No entanto, nos dias de hoje, a paz termina quando um grupo de ninjas se auto-intitulando Akatsuki liderados por Pain atacam a aldeia, que tem a intenção de executar seu plano para governar o mundo, encobrindo-o em ilusões. Este filme faz as pessoas acreditarem que os pais de Naruto estão vivos e os de Sakura estão mortos. Sasuke tem uma personalidade diferente também, e acaba estando apaixonado por Sakura. Hinata tem um aspecto mais extravagante nesse filme também.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★☆☆☆


O filme não me surpreendeu! Eu esperava mais, e acabei meio que me decepcionando. Depois de um longo ano esperando para assistir esse filme que tanto estava sendo comentado, já que a direção seria feita Masashi Kishimoto, o autor original de Naruto. Eu simplesmente me apaixonei quando vi o trailer e toda as novidades que foram lançadas durante esse longo ano de espera. Para no fim, me ver diante um filme que não tinha tanto história assim, pelo contrário, era só mais um curta, falando sobre o enredo do anime que tantos já conhecem. 





O enredo do curta se fixa no personagem principal Naruto, que vem sofrendo muito ultimamente por sempre estar sozinho, e não ter mais seus pais, os grandes heróis da aldeia da folha, Konoha, que se sacrificaram para salvar a todos. A solidão é algo insuportável  e Naruto aprendeu a conviver com ela da pior maneira possível. Sentindo-se muito afetado pela inveja e sorte que tem dos amigos por eles terem seus pais vivos, Naruto se torna vítima do jutso-teste de Madara, um poder capaz de criar ilusões e realizar seus maiores desejos. Frente a isto, Naruto e Sakura são enviado para uma dimensão alternativa, onde terão seus maiores desejos realizados, mas a que preço? Sakura vai aprender um pouco mais sobre o amigo, e Naruto vai experimentar o prazer de ter pais mais uma vez!

Ação é algo que não falta no longa. Claro o anime já garanti isto aos seus fãs, mas no filme as coisas ficam menos enroladas (sem todos aqueles fillers malditos). Em meio a isso, ressalto poucas partes que realmente me tocaram. Na verdade o enredo central não me agradou. O filme tratou de uma história que o anime já trata direto. Quem acompanha Naruto no manga ou no anime, conhece o quanto ele se senti solitário e quanto seus pais fazem falta. Claro, no filme, essa parte ganhou um drama maior, mas sinceramente, não trouxe nenhuma novidade. A não ser é claro, o Naruto da outra dimensão, que não verdade, assumi o papel de antagonista do filme (Menma como é denominado). Infelizmente para um filme tão falado, tão demorado e tão, mas tão bajulado, esperava mais. A franquia na verdade, pelo que vi em outros blogs de anime, só rendeu mesmo por causa do nome da série, que custa muito caro. Fora isto, o filme pode ser considerado uma extensão do anime, com pouquíssimas novas informações. Ficou a impressão para mim que foi feito sem muito cuidado, e de forma apressada, para ter uma história tão fraca. 




 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se