Cinema #25 - Depois da Terra!



Há mais de mil anos, o planeta Terra se tornou um lugar hostil e forçou os humanos a se abrigarem em Nova Prime, vivendo agora em naves espaciais. Depois de diversas missões, o general Cypher Raige (Will Smith) retorna à sua família e ao filho de treze anos (Jaden Smith). Mas pouco tempo após seu retorno, uma chuva de asteroides faz com que a nave onde moram caia na Terra. Com o pai correndo risco de morte, o jovem adolescente deverá aprender a se virar sozinho.








********************************************************************* 
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★★★★


Adrenalina do inicio ao fim. Depois da Terra, garante aos seus telespectadores uma viagem só de ida para um planeta perigoso, cheio de suspense e ação, onde tudo está mortalmente programado para lhe matar.

O enredo centraliza-se na Terra, décadas após sua destruição. A sobrevivência no planeta se tornou insuportável, e o governo foi obrigado a formar a partícula Rangers, uma organização encoberta da missão de evacuar o planeta com todas as pessoas sobreviventes. Chegando a Nova Prime, os humanos se ocupam da terra e começam a viver harmonicamente ali. Até a chegada dos Skrel, uma raça alienígena que considerava o planeta, terra sagrada.  Eles dão origem aos Ursas, criaturas monstruosas, que sentem o medo das pessoas para poderem liquidar seus inimigos. Só alguém sem medo seria capaz de vencê-los, alguém como o general Cypher Raige (Will Smith). Depois de uma longa missão, ele retorna para sua casa, e seu filho, um jovem cadete dos Rangers, está pronto para sua primeira missão, ou pelo menos se considera assim. Um acidente que leva seu pai, e toda a tripulação de uma nave a pousar forçadamente na Terra, o garoto a ser testado, tendo que sobreviver a um lugar que está inteiramente preparado para lhe matar. Tornar-se um Fantasma (pessoa capaz de suprimir seus medos), é o único modo de escapar vivo dessa armadilha em forma de planeta.

O medo não é real. É um produto de idéias que você cria. Entenda bem... Perigo, é real. Mas o medo, é uma escolha.

O filme é muito bom. Eu realmente gostei. Apesar de ter visto que o livro é totalmente diferenciado, estou supondo que o filme não seja levado para o lado literário. Como sempre a crítica detestou. Eu tenho esses sérios problemas de gostar de filmes que todo mundo detesta. Sinceramente sou do contra. Mas se não levarmos a coisa para o lado de comparar com o livro, você realmente pode se apegar ao filme. Não só a história é bem feita (pelo menos para mim ficou), como as explicações são bem cientificas, atribuindo à ficção aquele toque bem real. Depois da Terra, claro contou com Will Smith no elenco, e claro que o papel foi impecável. O cara realmente penetra no personagem, principalmente tendo que assumir um lado paternal. Acho que deve ter sido mais fácil contracenar com o próprio filho, que também teve uma desenvoltura boa. Quero dizer, pelo menos, ele me fez acreditar que aquilo tudo era real.

As cenas de ação e o cenário pré-histórico e tecnológico que contracenam é impressionante. É até meio chocante imaginar a nossa Terra daquela forma, mas não impossível, principalmente levando a ver que os eventos que transformam nosso planeta são meramente verdadeiros, como o próprio aquecimento global. Acho bem interessantes filmes que frisam esses aspectos. Sempre fico a espera que as pessoas assistam, e de alguma forma, se conscientizem sobre os atos que tem feito.



Apenas pra ressaltar, um ponto bem estranho que achei foi na tradução, assemelharem a palavra Guardião a Rangers. Sério, fiquei pensando em Power Ranger (eu sei, tenho sérios problemas), mas é esquisito. Esse tipo de detalhe poderia ter sido retirado, acredito. Ou atribuído um outro nome.



 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se