Resenha #35 - Cidade das Cinzas (Os Instrumentos Mortais Vol 2)!



Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace.
Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai?
Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************
★★★★★


CONTEM SPOILERS

Com um ritmo que vai tirar o fôlego do leitor, o 2º volume da série Instrumentos Mortais, da autora Cassandra Clare promete muita ação e reviravoltas nesse romance irresistível e sedutor que é Cidade das Cinzas.

Depois da abominável revelação de Valentim, Clary está tentando enxergar Jace apenas como seu irmão, mas esconder seus sentimentos não será fácil, principalmente quando Simon começa a ocupar tanto espaço em seu coração. Mas entre sentimentos e ameaças, reviravoltas estão prestes a acontecer. O segundo Instrumento Mortal está em perigo e desta vez Jace não poderá impedir, pelo menos não enquanto a Clave estiver no seu pé.

O próximo passo de Valentim está pronto para acontecer e desta vez Clary verá que sacrifícios nem sempre são fáceis de ser fazer. Um inimigo perigoso se aproxima. Entre confusão sentimental e medo de ferir as pessoas de quem gosta, Clary fará novas descobertas apavorantes sobre seu pai e sobre seus poderes.

Quando você realmente ama alguma coisa, nunca tente conservá-la do mesmo jeito para sempre. Precisa deixá-la livre para mudar” – Cidade das Cinzas (Pág: 394)

Neste segundo volume da série, Cassandra Clare conseguiu me surpreender muito mais. Quero dizer, depois de um volume estimulante como Cidade dos Ossos, Cidade das Cinzas o superou em grau, número e gênero. A leitura é tão prazerosa e intrigante que você começa um capítulo já imaginando o que vai acontecer no próximo. As pausas dramáticas que a autora faz no meio de cada cena também fortalecem aquele ambiente altamente pensado para deixar o leitor agoniado com o próximo passo que a história vai tomar.

Quando você não consegue falar a verdade para as pessoas com quem mais se importa no mundo, eventualmente deixa de conseguir dizer a verdade para si mesmo” – Cidade das Cinzas (Pág: 397)
O amor nos tira as escolhas” - Cidade das Cinzas (Pág: 198)

A história encanta os fãs e seduz os leitores. Com uma capa muito bem trabalhada, posso dizer que a paixão já começa a nascer apenas com uma troca de olhares. O enredo em si possui mais do que um “Q” de Harry Potter (J.K Rowling). Na verdade, você encontra muitas referencias durante a leitura. O próprio trio de personagens já trás essa ideia. E isto é legal. Cassandra Clare procurou meticulosamente agradar todos os públicos. E conseguiu. Seu enredo é feito para amantes das mais diversas classes e gostos.

Só um ponto negativo que tenho para ressaltar, especificamente para a Editora Galera Record, que são alguns descuidos que houveram na impressão da 4º edição dos livros. O meu exemplar veio com muitas falhas (como letras apagadas e falta de pontuação) e isto é um pouco chato. Mas nada muito grave, claro. Só peço, a favor dos leitores, mais cuidado com o material impresso. Fora isto, super recomendo para que se aventurem a conhecer o mundo dos Caçadores de Sombra.




Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se