Resenha #41- Sombra e Ossos (Trilogia Grisha Vol 1)!



Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.
A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.
Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★★★★


Sombra e Ossos é uma distopia que não só possui um pequeno Q de igualdade com Jogos Vorazes, mas um enredo tão envolvente e sedutor quanto ele. Esse é aquele típico livro que você pega pra ler sem imaginar que possa ter um conteúdo tão maravilhoso e chamativo.

O que é infinito? O universo e a ambição do homem.” - (Sombra e Ossos, pag 145)


Alina e Maly vivem em uma época complicada, no sombrio reino de Ravka, um lugar controlado pelos reis, que está em constante guerra com os outros reinos vizinhos. Mas isso está prestes a mudar. Se o reino conseguir subjugar a temível Dobra das Sombras (Ou Não-Mar), um lugar tenebroso, cercado de criaturas grotescas que se alimentam de humanos, terá uma chance de vitória. Mas planos muito mais diabólicos estão por trás de todo esse empenho para salvar Ravka, e o surgimento dos dons de Alina pode levar o Darkling a cumprir seus objetivos, sejam eles bons ou ruins.

Entre misticismo e combates, complementado com cenas de ação, Sombras e Ossos proporciona ao leitor um leitura dinâmica, repleta de momentos de tirar o fôlego, atiçando sempre mais sua curiosidade. Bardugo não só possui uma grande comunicação com seus personagens em cena, como sabe ser bem direta no ponto ao qual quer chegar. Se você achava que algo desconhecido não valia muita pena, ai vai uma excelente dica. A diagramação do livro é impecável (A Gutenberg novamente deu show), e a escrita envolvem permanentemente o leitor, levando você a torcer a cada segundo para Alina conseguia vencer os obstáculos.

Sinceramente, não via um livro tão bom de leitura há algum tempo, mais especificamente, desde que terminei de ler Em Chamas (Segundo volume da trilogia distópica de Suzanne Collins). É inacreditável o número de semelhanças que o livro e os personagens possuem de igualdade, mas isso não faz de Sombra e Ossos uma cópia de Jogos Vorazes. Nada disso, com um enredo inovador, envolvendo uma distopia onde a sociedade sabe da existência de bruxos e bruxas, Leigh Bardugo acaba seduzindo não só os amantes de distopias (como eu), como também os bons e inesquecíveis fãs de fantasia, aventura e romance.

O problema de querer, é que nos deixa mais fraco." - (Sombra e Ossos, pag 182)


O livro contém um pouco de tudo. Tudo delicadamente selecionado para não deixar uma leitura repetitiva nem muito menos tediosa. O ritmo é perfeito e a cada capítulo você fica muito mais curioso para saber o que vai acontecer no próximo.

Então se você está querendo sair das modinhas distopicas e conhecer algo novo e impressionante, não perca mais tempo. Acaba de encontra a Trilogia Grisha, uma fabulosa história que promete tirar muitos suspiros de prazer de você.



Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se