Resenha #45 - A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista!



Título: A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Edição: 1
Ano: 2013
Idioma: Português
ISBN: 978-85-0109-544-2
Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★★★★


Doçura e delicadeza são aspectos que você com toda certeza vai encontrar se resolver se aventurar pelas páginas sedutoras de A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista.

Hadley Sullivan tinha tudo planejado. Ia ser coisa bem rápida. Estava prestes ir ao novo casamento de seu pai, mas nada que não pudesse suportar. Era para ser uma simples viagem, onde ela provaria que sua raiva pelo abandono do pai fazia sentido. Se não fossem os malditos quatro minutos de atraso, e ela acabasse perdendo seu vôo. Quem imaginaria que quatro mínimos minutos seriam mais do que suficiente para abalar totalmente seu mundo, e transformar completamente sua história. Bem, a viagem poderia ser bem pior se o jovem Oliver não tivesse lhe chamado tanta atenção. Mesmo indo contra sua vontade para o casamento que mais parecia um funeral, Hadley teria o consolo do irresistível britânico fofo.  No entanto, o tempo tem uma estranha mania de pregar peças na gente, e a vida dos Sullivans estava para se modificar totalmente. Quatro minutos... O tempo para se tomar novas decisões e escrever um novo e belo futuro.

O amor é a coisa mais estranha e sem lógica do mundo.” - (A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista, pag: 158)

Quatro minutos! Essa é a chave e o tempo necessário para que você se encante totalmente por este livro. Quero dizer, não estamos falando de um romance fabuloso, onde tudo ocorre como o previsto. Pelo contrário, Jennifer E. Smith tem uma sutil forma para escrever com uma linguagem incrivelmente apaixonante. A obra não só te causa vários suspiros, como também faz seu coração se apertar em vários momentos, como quando Hadley se despede de Oliver no aeroporto. E mesmo parecendo clichê para algumas pessoas, o enredo vai te conquistar, com toda certeza, porque é uma leitura leve e cativante, que prende o leitor a dinâmica ocorrida entre os personagens, seja nas narrativas longas e nada exaustivas, ou nos diálogos cômicos entre os protagonistas.

Interessante chamar atenção que a história não se fecha totalmente em Hadley e Oliver, ou no romance que vai surgindo lentamente entre os dois. Pelo contrário, o ápice do enredo está no casamento de seu pai, e nos laços familiares que se encontram abalados. Smith traz esse tema de maneira descontraída, mostrando a dura realidade em combate com a ficção.

Apesar de saber que não passava de uma coleção de minutos, um após o outro, nunca percebeu, como hoje, o fato de que minutos viram horas, de que meses poderiam rapidamente ter virado anos, e o quão perto esteve de perder uma coisa muito importante para o movimento incessante do tempo.” - (A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista, pag: 178)

Tudo devia ser mais simples e ter um significado de verdade.” - (A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista, pag: 53)

Uma pessoa me contou certa vez que há uma fórmula para o tempo que se leva para esquecer alguém: é a metade do tempo em que ficaram juntos.” - (A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista, pag: 106)

Das minhas partes favoritas, posso dizer que foi a contradição que ocorre entre Hadley e Oliver. Adorei a forma como os dois lados parecem tão diferentes, seguindo caminhos distintos, e de como, no final, se juntam numa estrada só.

Tendo como duração, 24 horas, você provavelmente vai terminar a leitura muito mais rápido, porque sua composição envolve capítulos sucintos e breves. A relação Hadley X Oliver se desenvolve progressivamente durante a viagem de avião e posso dizer que é altamente sedutora e faz você desejar ter um momento assim, querer encontrar esse amor, nem que seja por poucos minutos. Pessoalmente, digo que este livro é doce como açúcar, e mesmo tendo um melodrama bem acentuado, não deixa de atrair seus leitores. A Probabilidade Estatística de um Amor a Primeira Vista vai não só alimentar seus sonhos de um amor perfeito, como também mostrará que os mínimos espaços de tempo são mais que suficiente para se aproveitar, ou modificar um futuro, mesmo que isto significa se apaixonar, seja pelo simples “Ola” ou pela troca de olhares implacável que quase ninguém quer mais acreditar. Acredito fielmente, que os clichês levantados por Smith nesta obra são seu ponto mais forte, pois chama atenção, e faz o leitor relembrar o velho e forte desejo de viver um amor verdadeiro e açucarado.



 

Um comentário

Expresse-se