Cinema #47 - Diário de um Banana 3: Dias de Cão!




Greg Heffley (Zachary Gordon), mesmo em férias, consegue aprontar muita confusão com suas ideias mirabolantes. Tudo por que seu pai decidiu que esta é uma boa hora para passar aqueles momentos de pai e filho. Para que nada estrague seus planos, Greg finge que trabalha em um luxuoso clube de campo, mas nem tudo sai como ele imaginou.












*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★☆☆


Fraco! Como eu definiria este volume da série Diário de Banana. Dias de Cão simplesmente decepcionou em termo história e abandonou suas lições didáticas que geralmente servem de aprendizagem ou influencia para seu público alvo: as crianças.




Greg Heffley tem passado as piores férias de verão que se pode imaginar. E este não parece estar muito diferente. Seu pai sempre surtando com a ideia de que ele tem que fazer exercícios físicos ou sair para acampar. Enquanto isto, o próprio Greg só quer se divertir no seu vídeo-game antes que as aulas recomecem. Mas Holly, a menina mais gata da escola, pode acabar tornando esse verão o mais implacável e inesquecível de todos.

Depois de Rodrick é o Cara, que situava os pequenos telespectadores que estivessem assistindo sobre as relações familiares, mais especificamente, sobre a relação de irmão caçula com irmão mais velho, esperava que este volume fosse abordar um tema mais profundo. E talvez este tenha sido meu erro. O filme foi criado para agradar e divertir, não para gerar questionamentos ou lições de morais. No fim, ele meio que retrocedeu, pelo menos para mim. Jogaram um monte de piadas sem graça para tentar compensar a falta de história. Ou seja, podemos pontuar como mais relevante o jogo de cartoon (estilo de desenho animado) e a realidade, como seu ponto mais bem feito.



Um fato: se estiver buscando outro filme com história boba e meio engraçada, Diário de um Banana 3: Dias de Cão é mais que indicado. 



 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se