Especial Semana do Terror: Resenha - Formaturas Infernais!



Título: Formaturas Infernais
Autor: Kim Harrison, Lauren Myracle, Meg Cabot, Michele Faffe, Stephenie Meyer
Editora: Galera Record
Edição: 1
Ano: 2009
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 320 páginas
ISBN: 85-0108-536-7
Peso: 390g
Dimensões: 210mm x 140mm
Nessa coleção de contos de terror para adolescentes, as autoras Meg Cabot ("O Diário da Princesa"), Stephanie Meyer ("Crepúsculo"), Kim Harrison, Michele Faffe e Lauren Myracle reúnem cinco histórias que mostram que uma formatura pode ser um evento muito mais aterrorizante do que se pensa.De problemas com vampiros até uma batalha entre anjos e demônios, estas cinco histórias vão divertir mais do que qualquer DJ em um terno brega. Nada de limusine ou vestido de gala: só uma grande dose de assustadora diversão.Os leitores vão descobrir neste livro que problemas para achar a roupa ideal e um parceiro que dança mal não são nada comparados a descobrir que você está dançando com a Morte -- e que ela não está aqui para elogiar seu vestido.


********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
********************************************************************
☆☆☆☆


O fato é que eu me apaixonei pela sinopse, me apaixonei pela capa, mas o livro é na verdade uma bela porcaria. Sou apaixonada por filmes e livros de terror e não se enganem, Formaturas Infernais não vale nem o papel em que foi impresso, por isso não gaste seu dinheiro atoa nesta obra, que deveria ser de terror, mas acabou em um monte de enrolação sem propósito algum. Certo que reúne algumas boas autoras como Meg Cabot, e Stephenie Meyer, mas como posso dizer, fama não garante que todos os textos escritos por determinado autor serão bons não é mesmo? Afinal, nenhuma destas autoras escreve terror e sim romances que devo acrescentar, são um pouco açucarados demais. Mas vamos ao textos, vou contar-lhes a minha impressão sobre os contos.


A Filha da Exterminadora Meg Cabot

A melhor amiga de Mary está com um namorado novo, mas não um namorado qualquer, Drake, o filho do homem que transformou sua família quase normal em um desastre. Com a mãe vivendo ao lado do inimigo e com o pai em busca de uma cura para o vampirismo da mãe, ela vê em sua formatura a grande chance de tirar seu inimigo da toca e viver enfim um romance normal ao lado do garoto mais bonito da escola.

Alguém ai já assistiu Buff a Caçadora de Vampiros? Então é mais ou menos isso a história. Tudo nela soa parecido com o que se encontra em qualquer outra história de vampiros clássica, Meg Cabot é uma incrível autora e romancista, mas sinto muito, ela não serve para o gênero terror. Espero que lance muitos outros sucessos, mas sem esse estilo de conto.


O Buquê - Lauren Myracle

Frankie está tendo problemas para ser chamada para o baile pelo garoto que ama, então decide ir a uma cartomante para saber se ele irá chamá-la. Lá encontra um buquê amaldiçoado que concede a quem ele pertence três pedidos. Como será que Frankie lidará com este artefato?

Parece terror, mas é clichê. Se você já leu “A pata do macaco” de W.W. Jacobs, ou viu algum filme vinculado, já conhece a história toda, não preciso nem contar. Um item de vodoo muito maneiro, só que neste caso é um buquê e não uma pata mumificada de animal. Só vou dar um desconto pra autora porque foi um dos poucos contos que mais se assemelhou ao gênero terror.


Madison Avery e a Morte - Kim Harrison

Entediada com seu par no baile, Madison decide ir embora de seu baile de formatura, mas para sua surpresa, na saída ela encontra o rapaz mais lindo que já vira, e enfeitiçada por sua beleza, decide partir com ele... Uma carona com a morte. O que será que vai acontecer?

Sem dúvidas o melhor dos contos do livro, e apesar de ter um final decepcionante, eu adorei, mas quando cheguei a ultima página, mal pude acreditar que a autora realmente resolvera dar aquilo como o final. Depois de uma dessas eu ensinei meu exemplar a voar, tamanha foi a minha decepção. Kim Harrison desenvolveu muito bem a personalidade de seus personagens, só precisa de fato, melhorar nas sua estrutura.


Salada Mista - Michele Jaffe

Miranda é uma estudante quase normal, que nutre uma paixão pelo xerife da cidade. Como não tem pais vive em um colégio interno e não vai ao baile, pois o único garoto que realmente lhe chamava atenção fugiu de suas estranhezas. No dia da festa ela decide trabalhar e se depara com Sibby, uma adolescente de quatorze anos que não para de beijar todos os garotos que encontra. Além de irritante a garota a está atrasando, mas fazer o que?

Enfim quando despacha a pirralha, nota que algo naquela casa não esta normal e decide verificar. Acaba descobrindo que vão vender a menina ou coisa parecida e decide tira-la das mãos dos vilões, um dos quais é o homem por quem se achava apaixonada.

Bem, este eu achei meio confuso e um tanto chatinho, talvez seja mais pelo tema, onde a mocinha acaba tendo que proteger outra garota, que ela detesta por que tem uns tipos de poderes. Enfim, poderia ser melhor. A garota que a mocinha tem que proteger poderia ser bem menos piriguete e a própria mocinha não precisaria ser tão coitadinha, mas fazer o que, a autora quis assim. E o que esse conto tem de terror? Nada.


Inferno na Terra - Stephenie Meyer

Sheba é uma demônio da desordem e sua meta para aquele final de semana era destruir a festa de formatura da escola que estudava e se livrar logo de seu corpo mortal, só que algo ou alguma coisa a estava atrapalhando. A desordem estava espalhada, mas ainda havia alguém feliz naquele lugar e estava estragando sua noite. A visita inesperada de Jezebel, sua irmã homicida, a deixa cismada sobre a história dos anjos darem suas asas por amor e os demônios seus poderes, para serem mortais e amarem um ser humano. Mas uma aura de bondade ainda reside lá dentro, na formatura e ela precisa acabar com ela, ou melhor com ele... Gabriel. Aquele garoto estava acabando com seus planos. Ele não era um ser humano normal. E agora estava a sua procura. Ele estava encantado e ela perdida para sempre de seus sonhos imortais a se ver nos braços de um meio anjo.

E chegado ao grandfinalle do livro, temos por ultimo o conto de Stephenie Meyer, e adivinha o que ela faz? Acaba de cagar o livro. Então, você sabe o que é clichê? Dá uma olhada no dicionário, deve ter esse conto lá, porque, minha nossaaaa! Não é só uma porcaria cheia de clichês envolvendo demônios e anjos, é bem pior que isso. Não sei como consegui ler até o fim, só de lembrar já me dá agonia e mais uma vez, a história não tinha nada de terror.

Quando me dei conta, já havia acabado de ler o livro, mas não porque era bom, e sim porque estava desesperada para encontrar alguma coisa que prestasse ali, que valesse o dinheiro gasto. Mas não há. Por mais que o gênero terror seja complicado, existe uma enorme diferença entre um conto de terror e as baboseiras que colocaram no livro Formaturas Infernais. Espero sinceramente que o livro Amores Infernais e Beijos Infernais não sejam tão clichê quanto este, que não foi nada mais do que uma total perda de tempo. Dou meia estrela e ainda acho que é muito.



 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se