Resenha #54 - O Confronto (Diários do Vampiro Vol 2)!



Coleção: Diários do Vampiro
Título: O Confronto (Vol. 2)
Autor: L. J. Smith
Tradução: Ryta Vinagre
Editora: Galera Record
Edição: 1
Ano: 2009
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 224 páginas
ISBN: 978-85-0108-616-7
Peso: 270g
Dimensões: 210mm x 140mm
Elena está apaixonada por Stefan Salvatore e está certa de que esse amor é para toda a eternidade. Mas o irmão de Stefan, Damon continua rondando e o seu vínculo com Elena fica cada vez mais eficiente.
Em sua determinação para conquistar a jovem, o vampiro infiltra-se no cotidiano de Fell's Church, fazendo com que Stefan arrisque até mesmo os seus princípios para evitar perder Elena.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★☆☆☆


Depois de ceder a Elena, Stefan acredita que o amor pode redimi-lo. Só que a chegada de Damon o faz temer pela vida de sua amada, e ele a cerca de cuidados. Mas, conseguirá Stefan protegê-la de si mesmo? Damon escolheu Elena para ser sua companheira nas sombras, e a atração entre os dois é inegável.

Nesse segundo volume, Elena consegue conquistar Stefan, mas acaba perdendo a amizade de Caroline, não só a dela, mas a de todos da escola.

Sinto como se alguém o tivesse magoado muito no passado e ele nunca tivesse superado. Mas também me parece algo que o deixa temeroso, um segredo que ele tem medo que eu descubra.” (Diários de um Vampiro Vol 2: O Confronto, Pag. 93)

Na festa do dia das bruxas em uma das casas que está decorada para a festa, o senhor Tanner foi assassinado e todas as evidências caíram em cima de Stefan. Será que foi ele? Toda a cidade acha que sim e todos os amigos da escola de Elena também acham. E isso acaba com a vida social dela, sendo isto de grande importância para ela.

Quando Damon conhece Elena ele fica fascinado com a semelhança dela com seu antigo amor, Katherine, que morreu para fazer com que os irmão Salvatore não brigassem mais (uma coisa que não deu muito certo, já que eles continuam brigando e se odiando depois de décadas). E ele vai fazer de tudo para tê-la ao seu lado (tudo mesmo).

Com a chegada de coisas estranhas na cidade, varias meninas começam a agir diferente, começando a surta e a fazer coisas inesperadas. Também chega à cidade um professor lindo e misterioso de historia, o Sr. Alarac Saltzman.

Pessoalmente esse segundo volume não teve nada de muito impressionante. Tem umas coisinhas aqui e ali, mas se resume em Elena tentando salva a vida de Stefan ou fazendo com que as pessoas acreditem que ele é inocente dos crimes. Uma leitura bem cansativa quando fica em uma discussão sobre a vida social de Elena. Resumiria este volume em uma baboseira de menina popular.

O mais engraçado é que eu queria me tornar uma pessoa melhor para ele. Queria ser digna do amor dele.” (Diários de um Vampiro Vol 2: O Confronto, Pag. 176)

As partes que me chamavam mais atenção eram as de Damon. Além de marcar presença no livro (e pessoalmente no meu coração) suas passagens no livro são as mais cômicas e irônicas.

Outra coisa que me chamou a atenção foi os pontos fracos dos vampiros desse livro: eles não gostam de muita luz (machuca seus olhos), e se você estiver fugindo de um deles, procure um rio ou algum outro lugar que possua água corrente (eles não conseguem atravessar). Além disto, eles também têm o poder de se transforma em animais (agora viraram metamorfos). Damon, por exemplo, vira um corvo e Stefan um gavião.

Vou dar apenas duas estrelas, pois como falei anteriormente a leitura é bem chata com Elena e seus dramas de garotinha fútil. Salvou-se com duas, porque tipo... Tinha Damon. 


 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se