Cinema #55 - Capitão America: O Primeiro Vingador!




Gênero: Aventura

Direção: Joe Johnston

Roteiro: Christopher Markus, Jack Kirby, Joe Simon, Stephen McFeely
Elenco: Amanda Righetti, Amanda Walker, Anatole Taubman, Ben Batt, Ben Uttley, Bruno Ricci, Chris Evans, Chris Jorie, Damon Driver, Darren Simpson, David Bradley, David McKail, Derek Luke, Dominic Cooper, Doug Cockle, Erich Redman, Fabrizio Santino, Fernanda Toker, Hayley Atwell, Hugo Weaving, Jack Gordon, James Payton, Jan Pohl, Jenna-Louise Coleman, JJ Feild, Katherine Press, Kenneth Choi, Kevin Millington, Kieran O'Connor, Kirsty Mather, Laura Haddock, Leander Deeny, Lex Shrapnel, Luke Allen-Gale, Marcello Marascalchi, Marek Oravec,
Steve Rogers (Chris Evans) tem saúde frágil, vem de família pobre e sonha em fazer parte do exército americano. Esse sonho se inviabiliza por conta dos problemas de saúde, mas chama a atenção de um general que vê a dedicação do garoto. Por isso, o general o convida para participar do teste do soro radioativo chamado Supersoldado. Rogers, então, fica saudável e começa o treinamento intensivo para lutar contra o mal na liderança do grupo Os Vingadores.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★★☆☆


Repleto de uma história marcante, Capitão America trás a longa e decisiva vida de um dos heróis mais famosos do universo Marvel.

Steven Rogers é um jovem determinado a proteger sua nação da guerra arrasadora que se alastra da Alemanha Nazista. Mas devido a sua estatura, já foi recusado mais vezes do que consegue contar. Até que sua sorte pode estar nas mãos da ciência. Quando um estranho Dr. lhe convida a participar de um experimento perigoso, Rogers não só vai estar prestes a revolucionar o universo cientifico, como também, a se tornar o mais novo ícone da America.

É um filme muito legal para se curtir no fim de semana, ponto. Diferentemente de Thor, Capitão America com certeza não entrou para os meus favoritos, até porque, mesmo com a quantidade de ação, achei o filme um tanto sonolento, e prefiro ver o herói lutando contra vilões mais... Vilões. Apesar do Caveira Vermelho ser seu principal inimigo, não é um dos vilões mais perigosos ou poderosos da Marvel. Contudo, depois de Thor 2: Mundo Sombrio, tenho grandes expectativas para que a seqüência do capitão seja realmente melhor, e pelo trailer já podemos visualizar estas mudanças. Até porque as cenas desse filme se passam num momento antigo, mais especificamente na Alemanha Nazista, ou seja, no meio de uma guerra. Isto de certa forma já favorece a ação que vá se desenvolver no enredo. Mas não compensa nos fracos efeitos especiais, onde fica visível que aquilo com certeza não é real (e sim, eu sei que não é, mas o objetivo dos filmes e adaptações é passar realidade, e Capitão America não me passou isto). Os tiros das armas criadas pelo Tesseract são tão esquisitos, que muitas vezes fui arremetido a lembrar do tempo de Power Ranger, com aquelas balas visivelmente falsas. Acho que a direção poderia ter caprichado mais nos efeitos visuais, principalmente porque temos uma cota bem grande de elogios aos filmes Marvel.

Como melhor interpretação eu colocaria Hugo Weaving, nosso Caveira Vermelha. O cara realmente incorporou o papel e passou com toda certeza a segurança de ser um nazista dos mais ambiciosos possíveis, assumindo até um lado pra lá de Adolf Hitler. Porém Chris Evans também teve seus méritos, em algumas cenas acredito, fechando-se principalmente nos momentos finais. Achei que sua interpretação em Os Vingadores foi muito melhor, e aparentemente com mais segurança. 



 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se