Cinema #63 - Frozen: Uma Aventura Congelante!




Frozen gira em torno de uma profecia que condena um reino a um inverno eterno. Anna (Kristen Bell) precisa se unir a Kristoff, um ousado homem da montanha, para encontrar Snow Queen (Idina Menzel) e pôr um fim ao feitiço. Encontrando criaturas míticas, mágicas e extremas como o Everest a cada passo, Anna e Kristoff enfrentam os elementos da natureza em uma corrida para salvar o reino da destruição.










*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★★★


Você quer brincar na neve?


Em uma adaptação mágica, cheia de musicas e cenários encantadores, a Disney trás mais um longa inspirado nas obras de Hans Christian Andersen e seus famosos contos para criança.

Elsa é a irmã mais velha perfeita. Seus pais são os reis do famoso e próspero reino de Arendelle, mas por trás de toda essa beleza, esconde-se um perigoso segredo. Elsa tem dons peculiares de criar gelo, apenas com passe de mãos. Sua irmã Anna acha isso incrível, apesar de não possuir os mesmo poderes da sua irmã. Mas isto não muda o fato de que com grandes poderes, vêem grandes responsabilidades.


Ainda criança, Elsa machuca Anna acidentalmente enquanto brincavam com a neve. Um bando de trolls bondosos das montanhas curam a menina, mas uma marca fica para sempre em Anna, deixando-a com apenas uma mecha branca no cabelo. Desse dia em diante, Elsa se tranca para que nunca mais possa machucar ninguém. Seus medos dominam toda a sua vida, e quando seus pais se vão, ela tranca as portas do castelo para que ninguém tenha acesso a elas. Mas as coisas estão prestes a mudar. O dia de sua coroação se aproxima e Elsa vai descobrir que o medo pode ser um inimigo traiçoeiro. Enquanto foge para esconder seus dons das pessoas, assola Arendelle em uma torrente de neve com um frio arrasador. Agora depende de Anna salvar sua irmã de si mesma e restabelecer a paz ao seu lar.

Frozen – Uma Aventura Congelante refaz os velhos sentimentos que vivemos ao assistir Enrolados (só quem sem a dublagem do Luciano Hulk, graças a Deus). É uma aventura para todas as idades, seja para os pequenos, ou para os maiores. Na sessão que assisti, sou sincero a dizer que tinha muito mais gente adulta do que crianças. O filme é tão profundo que acaba conquistando você e faz o que todos os filmes Disney fazem: Acreditar que sonhar é bom demais!

Temos fortes pontos bem visíveis. O primeiro é a computação gráfica, muito bem produzida, com traços altamente realistas. O segundo ponto é o alto feminismo impresso em todas as cenas da animação. Mais uma vez, ambas as princesas, não necessitam de um príncipe para ter um final feliz. E apesar de achar isso bem legal, gostaria que algumas das animações tivessem um diferencial e voltassem às velhas raízes de vez em quando, só pra não ficar uma coisa tão batida, como obrigatório.

As musicas são muito animadas e grande parte levanta um coro só. Em diferencial a musica da cantora Demi Lovato, intitulada “Let It Go” que foi traduzida e cantada em português. Eu preferia que não tivessem feito isso, até porque a cena ficou meio esquisita, com uma tradução que fugia um pouco mais da letra original, contudo, não é algo assim tão relevante, que vá fazer o filme perder toda a significância que tem. Frozen é sim uma boa pedida para toda família, tanto para rir, chorar, se encantar ou até mesmo sonhar!




 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se