Cinema #68 - O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei!




Gênero: Aventura
Direção: Peter Jackson 
Roteiro: Frances Walsh, Peter Jackson, Philippa Boyens
Elenco: Alan Howard, Alexandra Astin, Alistair Browning, Andy Serkis, Bernard Hill, Billy Boyd, Billy Jackson, Brad Dourif, Bret McKenzie, Bruce Hopkins, Bruce Phillips, Bruce Spence, Cate Blanchett, Christopher Lee, David Aston, David Wenham, Dominic Monaghan, Elijah Wood, Harry Sinclair, Hugo Weaving, Ian Holm, Ian Hughes, Ian McKellen, Jason Fitch, Jed Brophy, Joel Tobeck, John Bach, John Noble, John Rhys-Davies, Karl Urban, Katie Jackson, Lawrence Makoare, Lee Hartley, Liv Tyler. , Maisy McLeod-Riera, Marton Csokas, Miranda Otto
A terceira e última seqüência da trilogia O Senhor dos Anéiscoloca cara a cara as forças do Bem e do Mal e põe fim à Guerra do Anel. Durante a guerra, Sauron (Sala Baker), o Senhor do Escuro, envia à Terra-Média sua maior força já vista e o mago Saruman (Christopher Lee), após rebelar-se contra o poder de Mordor, começa a atacar. Apesar da volta de Gandalf (Ian McKellen) consolar os cavaleiros do sul, todos sabem que é no centro de Mordor que estão os verdadeiros responsáveis pela decisão da Guerra: Frodo (Elijah Wood) e Sam (Sean Astin), os portadores do Anel. Só que, antes que eles possam concluir sua missão - de destruir a jóia de Sauron -, os dois serão capturados pelos orcs e ficarão indefesos sem Gandalf ou qualquer guerreiro para partir em seu socorro.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★☆☆


Foram 3 horas e 20 minutos de filme, tempo para você especificamente morrer de tédio ou desistir de assisti-lo. Xinguem-me quem quiser xingar, mas Senhor dos Anéis não é o que eu esperava e seu final me deixou decepcionado.


A última parte da aventura de Frodo Bolseiro chegou. Agora, enfrentando os últimos obstáculos que cercam seu caminho rumo à destruição do anel, Frodo e seu amigo Sam buscam chegar ao ponto onde toda a guerra terá fim. Mas enquanto lutam para sobreviver nas terras inimigas, os exércitos malignos marcham rumo a seus amigos, preparados para a batalha final.

O Retorno do Rei é um filme bem longo e no total cansativo. Se você não tem atrativos pelo filme é melhor nem começar a assistir. A trilogia em si conta com um histórico de longas horas, mas o último em questão supera os anteriores.

Não estaria sendo sincero se dissesse aqui que faltou ação. Na realidade a ação nesse filme é bem exagerada, ponto que eu achei bastante negativo. Os outros dois filmes enrolaram tanto centralizando brigas internas ou pessoais, que acabaram simplesmente jogando toda a história que faltava num único lugar, deixando o longa com várias cenas que parecem repetidas ou não inéditas. Centralização sempre no rei e jamais Frodo, que era para ser o pilar da história, já que a destruição do anel é o principal objetivo. Outro fato super negativo que achei: o protagonista (mesmo que meia boca) passa metade do filme oculto pelos outros personagens, que tomam totalmente as telonas durante as cenas de diálogo ou de batalha. O filme acabou e eu ainda estou buscando um sentido para Frodo está ali. Se você o considera um herói, bem, respeito sua opinião. Eu por outro lado, acho-o inútil. Ele passa o filme todo fugindo, sem fazer exatamente nada emocionante, e nem quando precisa desempenhar seu papel na trama, faz o certo, deixando tudo nas costas de seu amigo, Sam (a quem considero ser o protagonista).



O fim foi o mais decepcionante. Eu acho que já mencionei em outras resenhas o quanto abomino histórias que o mocinho morre ne? Pois bem, Frodo não morre, mas meio que dá o sentido para isto quando se assisti sua despedida dos amigos, principalmente julgando as palavras da maga que disse que a busca para destruir o anel o privaria da vida. E não reclamem por spoler, até porque, esse filme é antigo pra caramba, então, metade do universo já viu, menos eu. Mesmo Frodo não tendo feito nada muito proveitoso na trama, porque ele nem destruiu o anel, tecnicamente, acho horrível ele ter indo embora/morrido no desfecho. Cara, lembrei de Dragoon Ball GT, tipo, Goku, que lutou, lutou e morreu, nem podendo aproveitar a paz que veio depois de toda aquela luta (mesmo ele tendo morrido incontáveis vezes claro. Mas todo sabiam que aquela era para sempre ne?). Resumindo, detestei o final, e tirando os efeitos especiais e as cenas do castelo com a batalha dos exércitos, o resto foi resto.

Mas foi dar pontos pelas frases que tiveram no final. A narrativa do Frodo no desfecho ficou bem reflexivo e sábio. Este foi um momento que eu realmente curti o personagem. Ele finalmente deixou de ser tão inútil e se tornou sábio, a sua maneira. claro. 


 

Um comentário

  1. Nunca tive oportunidade, nem de assistir e nem de ler
    Mas sei o quanto a história é rica, ainda vou parar para conhecer a história

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se