Resenha #88 - Segurando Vela (Diário de um Banana Vol 7)!




Coleção: Diário de um Banana
Título: Diário de um Banana (Vol. 7)
Subtítulo: Segurando Vela
Autor: Jeff Kiney
Editora: Vergara & Riba
Edição: 1
Ano: 2013 
Idioma: Português 
Especificações: Brochura | 218 páginas 
ISBN: 978-85-7683-484-7 
Peso: 320g 
Dimensões: 210mm x 140mm
O Dia dos Namorados está chegando e Greg Heffley continua sozinho. Mas um baile organizado pela escola pode mudar tudo. Ele precisa encontrar uma garota urgentemente. Para isso, conta com a ajuda de outro "solteirão", Rowley, seu melhor amigo.
A ideia de Greg é usar Rowley como isca para atrair as meninas, uma espécie de coadjuvante de luxo que auxilia o ator principal a brilhar. Será que este plano vai dar certo? Ou será que a flecha do cupido vai tomar um rumo inesperado.


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************
★★★★★


É hora de voltar às origens! Hora de ouvir a história de Greg Heffley antes do Fundamental 2, quando ele era um mero bebê, ou como sua infância foi. Em mais um volume cheio de diferencial, Jeff Kinney apresenta no sétimo volume do best-seller infantil, Diário de um Banana, as duras desvantagens de crescer.
O Dia dos Namorados está chegando, e Greg precisa correr para encontrar um par. Sua escola organizou tudo perfeitamente, mas tanta perfeição pode acabar numa grande confusão. Tentando ganhar espaço com as garotas, Greg vai usar seu amigo, Rowley como “escada”, uma espécie de coadjuvante de luxo que auxilia o ator principal a brilhar, mas esse plano pode acabar indo por água abaixo. E no meio de tanta confusão, as flechas do cupido podem trazer eventos inesperados e muita mais maluquice à vida nada normal de Greg.
Segurando Vela retratou a adolescência muito melhor que o 5° volume, A Verdade Nua e Crua. Dessa vez, vemos Greg numa situação bem embaraçosa, e temas como primeiro encontro e o primeiro amor podem ser facilmente encontrados. Evidentemente, pelo título, já se deduz que o nosso amigo não terá muita sorte no amor, e de fato, acabei ficando com pena dele no fim.
Estou começando a me sentir meio sozinho.” (Pág: 217)

Outro ponto importante a se ressaltar é o fato do autor ter centrado falar um pouco mais sobre a vida de Greg, contando para seus leitores, um pouco do passado do garoto, antes mesmo da ideia do diário surgir. Achei essa parte, pessoalmente, super interessante e muito efetiva. Além de abrir um leque novo de possibilidades, o autor ainda utilizou sua genialidade (que não é pouca) para criar charges cômicas, repletas de um Greg totalmente diferenciado, sendo bebê, criança, ou pré-adolescente. Acredito que este sétimo volume muda, de certa forma, a maneira que se enxergar o protagonista, e faz você mergulhar muito mais no enredo e nas suas características mais íntimas. Só teve outro volume da série que eu tenha gostado tanto quanto este, com certeza foi Rodrick é o Cara, o segundo volume. Contudo, Kinney se superou e eu adquiri mais um favorito pra reler.
Segurando Vela foi o primeiro volume que eu comprei a parte, e dessa vez, veio na capa dura, com uma diagramação perfeita. Sem sombra de dúvidas, quero muito mais livros dessa forma. Além de ter folhas grossas (e cheirosas demais), tem uma capa e uma montagem que deixam o livro muito mais resistente. De fato, a Editoras V&R está de parabéns com a diagramação! Aguardo ansiosamente pelos próximos lançamentos.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se