Resenha #94 - A Ascensão dos Nove (Os Legados de Lorien Vol 3)!



Coleção: Os Legados de Lorien
Título: A Ascensão Dos Nove 
Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca 
Edição: 1 
Ano: 2012 
Idioma: Português 
Especificações: Brochura | 230 páginas 
ISBN: 978-85-8057-262-9 
Peso: 400g 
Dimensões: 160mm x 288mm
Antes de encontrar John Smith, o Número Quatro, Número Seis estava sozinha, lutando e se escondendo para continuar viva. Juntos, eles eram bastante poderosos. Mas precisaram se separar para localizar os demais lorienos sobreviventes.

Seis foi até a Espanha em busca da Número Sete e encontrou mais do que esperava: um décimo membro da Garde, que conseguiu escapar de Lorien. Ella é mais jovem que os outros, mas igualmente corajosa. Juntas, elas partem em uma jornada pela Índia, movidas por boatos que talvez as levem a outro Garde. 
Ao mesmo tempo, Quatro e Nove ainda se recuperam da fuga da caverna dos mogadorianos, em West Virginia, e travam uma briga particular: John se culpa por ter abandonado seu melhor amigo, o humano Sam Goode, e Nove menospreza a lealdade de John e o acusa de não se dedicar ao que deveria ser o principal propósito deles: destruir Setrákus Ra e vencer a guerra contra os mogs.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************
★★☆☆


CONTÉM SPOLERS



Quatro finalmente encontrou outro membro da Garde, o número Nove, que estava preso na caverna dos mogadorianos a qual ele invadiu. Mas para salvá-lo, um preço alto foi custado e agora Sam corre um sério perigo de vida. Enquanto isso, Seis encontra-se na Espanha, após reunir-se com mais dois membros da Garde, Marina e Ella, juntamente ao Cepân de Ella, Clayton. Mas numa arriscada busca, todos partem rumo à Índia, onde Clayton acredita que achará o penúltimo número que falta. Ao chegarem lá, porém, deparam-se com uma espécie de milícia, que segundo eles, protegem o número Oito. Seis vai se encontrar entre guerras internas do país.

A Terra está cada vez mais tomada pelos mogadorianos. O retorno de Setrakus , o líder alienígena, significa a indicação da batalha final. Mas John e Nove vão fazer descobertas perigosas sobre o governo americano, e no fim, um preço ainda maior pode lhe ser cobrado. Sarah foi pega pelo FBI e está presa a oeste dos Estados Unidos. Mas sem uma localização certa, Quatro e Nove ficam andando pelo país, fixando-se em Chicago, onde novas revelações serão feitas. A história de Lorien com a Terra fica cada vez mais complexa e o objetivo de deter a invasão mogadoriana parece cada vez mais impossível, mesmo com a Garde junta outra vez.

"Às vezes, fico triste quando penso em tudo o que queria já saber e em como minha infância devia ter sido. Mas não tenho tempo para lamentar o que não posso mudar. (Pag: 119)

A Ascensão dos Nove foi um volume que começou excelentemente bem, mas que deixou a desejar em seu final. Depois de um volume mais ou menos, Pittacus Lore retorna com o terceiro volume da série Os Legados de Lorien. Dessa vez, vemos o desenrolar dos acontecimentos ocorridos anteriormente em O Poder dos Seis.

Primeiro ponto negativo desse livro: Não temos em página alguma o retorno de Sam (não vou contar o que aconteceu com ele. Leiam). Para mim, ele e a número Seis são os personagens mais bem construídos do autor e os que mais parecem verídicos. Até claro, a entrada do número Nove. Apesar de ser bem repetitivo ou meio grosseiro em alguns momentos, o personagem toma espaço e pouco a pouco você vai se apegando a ele. Acho sinceramente que o autor pouco explora estes personagens! Quatro por outro lado, continua chato e seus capítulos são os que têm o ritmo mais insuportável, sem falar que ele narra maior parte do livro.

A obra tem bastante ação e isso pode ser visto como um problema sério. Lore passa tanto tempo causando problemas internos que em minha opinião acaba se perdendo no enredo central, o que acabou marcando bastante o final altamente sem sentido que o livro ganhou. Na realidade, achei esse livro totalmente apelativo e repetitivo. A Ascensão dos Nove parece uma versão resumo de Eu Sou o Número Quatro e o Poder dos Seis. Cenas já ocorridas nesses volumes anteriores voltam se repetir aqui e tudo se transforma num grande círculo de repetições e chateações. Pessoalmente acredito que ele viajou “na maionese” sugerindo certos pontos um tanto desnecessários. Não vi noção alguma para dar uma seqüência ao livro, mas como o marketing hoje fala muito mais alto, estamos ai, com mais futuros volumes para a série. Espero sinceramente que a escrita do autor também melhore. Certos momentos essa escrita transforma a leitura em algo bem maçante. 



Um comentário

  1. Essa é uma série que no começo, logo quando surgiu, tive curiosidade de ler. Hoje em dia, nenhuma rs.
    Até assisti o filme, mas não gostei rs.

    Beijos,
    Myris
    http://www.nacabeceiradacama.com.br

    ResponderExcluir

Expresse-se