Resenha #110 - A Batalha do Labirinto (Percy Jackson e os Olimpianos Vol 4)!




 Ficha Tecnica
Coleção: Percy Jackson e os Olimpianos
Título: A Batalha do Labirinto (Vol. 4)
Autor: Rick Riordan
Tradução: Raquel Zampil
Editora: Intrínseca
Edição: 1
Ano: 2010
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 392 páginas
ISBN: 978-85-9807-870-0
Peso: 480g
Dimensões: 210mm x 140mm
 Sinopse:
Com mais de 150 mil exemplares vendidos em todo o país e prestes a estrear nos cinemas, a série Percy Jackson e os Olimpianos chega agora a seu aguardado quarto volume: "A Batalha do Labirinto".
O Monte Olimpo está em perigo. Cronos, o perverso titã que foi destronado e feito em pedaços pelos doze deuses olimpianos, prepara um retorno triunfal. O primeiro passo de suas tropas será atacar e destruir o campo de treinamento dos heróis, filhos de deuses com mortais, que desde a Grécia Antiga combatem na linha de frente em defesa dos olimpianos. Para assegurar que esse refúgio de semideuses - o Acampamento Meio-Sangue - não seja invadido, Percy Jackson e um jovem ciclope, ambos filhos de Poseidon, Annabeth Chase, filha de Atena, e Grover, um sátiro, são destacados para uma importante missão: deter as forças de Cronos antes que se aproximem do acampamento. Para isso, será preciso sobreviver ao emaranhado de corredores do temido Labirinto de Dédalo - um interminável universo subterrâneo que, a cada curva, revela as mais aterrorizantes surpresas.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************




No quarto livro de Percy Jackson a batalha torna-se cada vez mais próxima, assim como o despertar de Cronos. Diante da ameaça de uma possível invasão do exercito de Luke ao acampamento meio sangue por meio do lendário Labirinto de Dédalos, Percy, Grover e Tyson, liderados por Annabeth terão de impedir o traidor, entrando no temido labirinto em busca de seu criador e convencê-lo a ajudá-los. Porém esta será a missão mais difícil enfrentada por nossos heróis, pois a confusão em suas mentes ergue-se como o labirinto diante de seus olhos, a busca para suas questões pessoais assemelha-se a busca por Dédalo e além dos muitos perigos e ilusões escondidas por trás das encruzilhadas desta jornada, será necessária uma ajuda extra para enxergar o que não se pode ver. E uma reaparição de Nico Di Angelo poderá por a missão a perder devido a sua cede de vingança pela morte de sua irmã e também pelo jovem estar sendo manipulado pelo cruel e nefasto espírito do rei Minos a fim de extinguir algumas pendencias que tinha em vida.

Acabo de eleger A Batalha do Labirinto como meu livro favorito da saga, não só pela intensidade das batalhas descritas no livro como também pelos sentimentos reivindicarem sua parte da narrativa. Foi realmente fantástica a visão do autor de solidificar a metáfora do labirinto não só de maneira física como na mente de cada um de nossos personagens à leva-los a confrontar suas maiores dúvidas e medos, como o centimano Briareu, que antes era tido como um herói para Tyson, e acaba se mostrando frágil e amedrontado, dissipando a ilusão que o jovem ciclope tinha sobre o mesmo.

É mais difícil trabalhar com pessoas que com máquinas. E quando você destrói uma pessoa, não pode consertá-la.” A Batalha do Labirinto (Hefesto)

Os monstros que aparecem na série parecem estar evoluindo cada vez mais, tornando-se a cada livro, mais terríveis e bizarros. Alguns parecem ter sido a junção mal feita de várias partes de animais, como se algo estivesse sobrando e para não perder foi reutilizado (creio que se houver uma continuação dos filmes, esses monstros não proporcionaram uma visão nada bonita). E mais uma coisinha, é impressão minha ou Nico voltou para roubar o posto de mocinho de Percy? (#TeamNico)

Adorei o final do livro, como uma grande calmaria antes da tempestade, e devo mencionar que minha vontade de dar spoilers sobre alguns acontecimentos entre nossos personagens esta enorme, principalmente depois de alguns acontecimentos na ilha de Ogígia (se é que vocês me entendem). Enfim, não percam a oportunidade de ler A Batalha do Labirinto, ou reler para matar a saudade dos acontecimentos que se passam no livro.

Tome cuidado com o amor. Ele distorce suas ideias e faz você pensar que em cima é embaixo e que o certo é errado.” A Batalha do Labirinto (Hefesto)

Ela sorriu pela primeira vez em dias, e isso fez tudo valer a pena.” A Batalha do Labirinto (Hefesto)



 

3 comentários

  1. Olá, David!
    Parabéns por estar lendo a saga "Percy Jackson e os Olimpianos". Tenho que concordar que esse foi um dos melhores livros da série, principalmente pela "chuva" de sentimentos e emoções que encontramos nas páginas, porém não é o meu favorito.
    Abração, Miguel. Parágrafos & Capítulos || @PrCapitulos

    ResponderExcluir
  2. Nunca li percy jackson... meu irmao pequeno leu e diz que é ótimo!
    Adorei a capa da batalha do labirinto! Linda demais!
    Adorei o blog! Parabéns!
    Estou passando também para divulgar meu blog literário:

    www.livreeespontanealeitura.blogspot.com

    Aguardo sua visita!
    Espero que siga e goste do blog =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Esse é um dos meus favoritos da saga porque eu adoro as partes Tyson/Grover e Annabeth/Rachel.
    O mais legal de tudo é reler esse livro já conhecendo a verdade sobre o Nico.
    Abraço,
    Isabella
    http://agalileu.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se