Coluna: Anime da Semana!



Há pouco tempo atrás estive aqui no Anime da Semana apresentando Naruto Shippuuden. Hoje, no entanto, retorno para apresentar as raízes, o começo deste anime que faz tanto sucesso atualmente no mercado editorial japonês!

Tanto o anime quanto o mangá foram criados por Masashi Kishimoto e serializada na revista semanal Weekly Shōnen Jump desde 1999. Recebeu adaptação para anime em 2002, produzida pelo Studio Pierrot e exibida pela TV Tokyo, seguida de Naruto Shippuden em fevereiro de 2007, correspondente à segunda parte do mangá. A trama gira em torno de Naruto Uzumaki, um jovem ninja que constantemente procura por reconhecimento e tem o sonho de se tornar um Hokage, o líder máximo e mais poderoso de sua vila. Mas não apenas Hokage, Naruto, busca reconhecimento das pessoas de sua vida, que sempre lhe viram como algo a temer ou a odiar. Na trama o jovem menino ninja vive em Konohagakure no Sato ou simplesmente Konoha ou Vila Oculta da Folha, a vila ninja do País do Fogo. Quando ainda bebê, Naruto teve aprisionada em seu corpo a Kyuubi no Youko (Raposa de Nove Caudas na tradução literal) por Minato Namikaze (quarto Hokage, e seu pai), com a finalidade de salvar a Vila da Folha. Desde então, Naruto é visto por muitas pessoas como um monstro, não só pelos familiares das pessoas mortas pela Kyuubi, mas também por pessoas que não toleram suas brincadeiras, já que o mesmo é extremamente hiperativo, incompreendido e solitário. Depois de diversas reprovações, ele entra na academia ninja, onde sofre com as notas baixas, mas é ajudado por seu professor, Iruka Umino, que posteriormente se torna seu amigo. Consegue finalmente se tornar Gennin (nível mais baixo e iniciante de ninja), e a partir daí passa a ser ensinado por um ninja de elite (ou Jounin como são conhecidos) chamado Kakashi Hatake, ex aluno de seu pai, Minato. Posteriormente, Naruto formará uma equipe com Sasuke Uchiha (que no começo é apenas seu rival) e Sakura Haruno, sua grande paixão.
No Brasil, seu mangá é distribuído pela Panini Comics (mesma editora de Dragoon Ball Z) e já contando com grande sucesso estrangeiro, o anime não fez diferente aqui. Tendo sido exibido já pelo Cartoon Network e pelo SBT, a franquia rendeu tanto que ganhou uma continuação, numa versão mais madura e adulta dos personagens (o lado shippuuden que eu já citei aqui).

A primeira versão de Naruto, intitulada pelos fãs como versão clássica, conta com 220 episódios, sendo dividido em nove temporadas, o que somaria ao otakus de plantão um bom tempo para assistir a todos! Contudo, sua franquia verdadeiramente fiel ao mangá só conta com mínimos 100 capítulos, ou seja, em termos de temporadas, teríamos uma boa caída. O anime se torna mais longo pelos famosos fillers, que o autor tem um imenso prazer de sempre executar. Para quem quiser se arriscar a assistir, a dica que eu dou é: veja até a sétima temporada. A duas temporadas seguinte são apenas fillers. Depois, se quiser ter um arcabouço para o início do Shippuuden, então pule para a 9º temporada e assista os 3 últimos capítulos! Serão mais do que suficiente para conseguir entender a história por si. Só para ter uma ideia da quantidade de fillers, o mangá clássico só conta com 25 volumes :D. Ta! Ok, não é curto, mas para quem tem paciência e gosta de animes com ação, bem Naruto ta mais que indicado. Além é claro de ser cômico!

A franquia também conta com diversos jogos para as mais variadas plataformas, ovas e três filmes.

Confira algumas imagens:










Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se