Maratona Literária #1: Resenha - A Guerra das Duas Luas!




Ficha Técnica
Coleção: Grendon
Título: A Guerra das Duas Luas
Autor: Augusto Terto Leandro
Editora: Biblioteca 24 Horas
Edição: 1
Ano: 2013
Especificações: Brochura | 115 páginas 
 Sinopse
Grendon é um continente mágico habitado por seres fantásticos e pessoas capazes de manipular os elementos da natureza de forma ofensiva e defensiva. Essas pessoas são chamadas de Especiais. Nesse continente há um Templo Sagrado que é liderado pela sacerdotisa Elizângela e protegido pelos especiais mais fortes: os Guardiões. Neste templo estão aprisionados sete espíritos diabólicos que, outrora quase colocaram a humanidade em extinção. No entanto, forças maléficas conseguem se infiltrar no Templo Sagrado e os próprios Guardiões se voltam contra a sacerdotisa que, aterrorizada, foge. Em sua fuga encontra três jovens Especiais, David, Naty e Philipe e juntos tentarão impedir que duas cidades chamadas Nova e Cheia entrem em uma guerra arquitetada pelos Guardiões. Será a Guerra das Duas Luas o estopim para algo muito maior? Quem ou o quê está por trás da traição dos Guardiões? David, Naty, Elizângela e Philipe terão que embarcar na maior aventura de suas vidas para descobrir toda a verdade e salvar Grendon, e desta forma, o mundo.


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************



Esse livro tem gosto de infância, com uma habilidade surpreendente de prender o leitor e o fazer reviver a velha magia da alegria que sentíamos ao assistir o bom e velho desenho animado.

Em Grendon somos apresentados a David, um garoto órfão que sempre almejou ser adotado, porém, que nunca teve essa sorte devido a sempre se mostrar muito mais velho do que a maioria das crianças. Seu tempo no orfanato acabou mais rápido do que imaginava e ele está prestes a partir para um novo lar, sem saber exatamente qual seu caminho, de onde veio, para onde vai ou quem é. Entretanto, durante sua improvável fuga do orfanato, acaba se deparando com um misterioso homem que o guia ao local onde toda sua vida se transformará. Chamado como escolhido, David será treinado por um improvável homem que além de rígido parece guardar muito mais segredos do que demonstra. 

Uma brutal batalha pelo equilíbrio do planeta está para começar e David e seus amigos, Naty e Phillip, podem ser a única esperança do fim desse caos.

Está é mais uma daquelas obras que você se senta para ler e mal percebe o tempo passar. Além de possuir uma narrativa simples, tem uma linguagem super acessível a todos. Tão acessível que infelizmente me fez achá-la breve demais em diversos momentos. Achei a narrativa muito curta, não muito rica em detalhes. Acredito que uma centralização em todo o contexto ao qual os personagens estão inseridos viria muito bem a calhar. As descrições acabaram ficando bem escassas e faltou, ao meu ver, aprofundar mais nos sentimentos pessoais dos personagens. Foram muitos fatos atropelando uns aos outros, de forma que você não tem muito tempo de se apegar aos personagens em questão. Além disso, um alerta vai especialmente para a revisão do livro, que também deixou muito a desejar, com alguns erros bem chatinhos durante a narrativa. Uma coisa posso garantir: deve-se avaliar que este é o primeiro livro do autor, e ele sempre tende a melhorar nos volumes seguintes. Acho que me identifiquei com a escrita de Terto, porque me vi cometendo os mesmo deslizes, algo natural para alguém que está adquirindo experiência. Acredito que tanto história quanto autor vão se auto amadurecer conforme novos volumes da série vão chegando.

O enredo é um ponto imensamente forte para se aventurar nesta leitura. Apesar de meio infantilizado, não deixa a desejar em ponto algum, e o universo Grendon é muito atraente e sufocante, de forma que você quer conhecer sempre muito mais.


Antes de terminar, quero ressaltar que não tomem esses pontos que alavanquei como negativos. Pelo contrário, são dicas que achei importante ressaltar. Com uma melhor narração e ênfase nos sentimentos pessoais dos personagens, podem aguardar uma aventura de tirar o fôlego. 

PS: Como essa é minha primeira resenha da maratona, lá vai minha escolha para a música que eu selecionei para essa música. Como disse, ela me lembrou minha infância, então não poderia ser outra. Só lembrei de Inuyasha <3

MUSICA: SONHO SEM FIM




Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se