Resenha #2 - Sol e Tormenta (Trilogia Grisha Vol 2)!




Ficha Técnica
Título: Sol E Tormenta
Autor: Leigh Bardugo
Tradução: Eric Novello
Editora: Gutenberg
Edição: 1
Ano: 2014
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 368 páginas
ISBN: 978-85-8235-146-8
Peso: 410g
Dimensões: 210mm x 140mm
 Sinopse
Perseguida ao longo do Mar Real e aterrorizada pela memória dos que se foram, Alina Starkov tenta levar uma vida normal com Maly em uma terra desconhecida, enquanto mantém em segredo sua identidade como Conjuradora do Sol. Mas ela não pode ocultar seu passado e nem evitar seu destino por muito mais tempo. Ressurgido de dentro da Dobra das Sombras, o Darkling retorna com um aterrorizante e novo poder e um plano que irá testar todos os limites da natureza. Contando com a ajuda e com os ardis de um admirável e excêntrico corsário, Alina retorna ao país que abandonou, determinada a combater as forças que se reúnem contra Ravka. Mas enquanto seus poderes aumentam, ela se deixa envolver pelas artimanhas do Darkling e sua magia proibida, e se distancia cada vez mais de Maly. Ela será então obrigada a fazer a escolha mais difícil de sua vida: ter sua pátria, seu poder e o amor que ela sempre pensou ser seu porto-seguro ou arriscar perder tudo na tormenta que se aproxima. 
Cortesia Editora Gutenberg

*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************


Vamos falar de coisa boa! Vamos falar de Sol e Tormenta, continuação da trilogia escrita pela autora Leigh Bardugo que volta não só para asfixiar seus leitores com seu enredo altamente envolvente, como também para matar a todo instante você e mais um batalhão de pessoas do coração. Então você pode se perguntar, o que eu posso esperar da sequência de um dos livros mais badalados do ano passado? Sou sincero a dizer que espere muita, mas muita novidade. Mistério, sedução, ação e cenas "picantemente" cômicas, porque este é aquele livro que pode ser facilmente comparado a um prato cheio, sendo servido em pratarias de ouro. Sol e Tormenta não só superou seu antecessor em número, gênero e grau, como também preparou um campo rico e irresistível para o terceiro e ultimo volume da série.

Nesse segundo volume da Trilogia Grisha começamos com Alina e Maly fugindo pelo Mar Real, em busca de se afastar o máximo possível de seu antigo lar e de seu assustador tirano, o Darkling. Mas claro, sendo ela a única Conjurado do Sol, sua vida não poderia simplesmente mudar da noite para o dia. Numa investida perigosa aos nossos heróis, Darkling consegue capturar Alina e Maly, utilizando-se de um novo e apavorante poder que desenvolveu durante sua fuga da Dobra. Alina por sua vez, é levada novamente ao mar para só lá descobrir que sua busca por poder está longe de acabar. O colar do servo de Morozova foi apenas o começo. Em meio a uma perigosa empreita, Alina se vê cada vez mais semelhante a seu pior inimigo, enquanto sua distancia com Maly só aumenta, mesmo o tendo o tão perto. Seria ela capaz de renunciar ao poder pelo amor? Que caminhos obscuros lhe aguardam tanta força? Qual o preço de tudo isso?

"Eu sou um príncipe", disse Nikolay. "Ser útil não faz parte do meu trabalho. Mas... "ele adicionou, "quando não estiver descansando e sendo lindo, estarei tentando equipar melhor o primeiro exército."

Tipo, vou ser direto ok: eu já gostava da Alina no primeiro livro, porque realmente me identifiquei com os questionamento que ela faz durante o primeiro volume. Mas ai vem o segundo livro e destrói ainda mais meu coração quando eu tenho a tristeza de chegar às últimas paginas. JESUS BARDUGO, QUE MALDADE! Sua protagonista não só aparece muito mais fixa e realista, como também madura, forte, destemida. Foi um crescimento impressionante dela, e quem leu o primeiro livro vai notar isso facilmente nas primeiras páginas. Bardugo cria uma ambientação perfeita, daquelas que você baba e nem percebe. O livro escorre por suas mãos como se você nem estivesse ao menos notando, de tão bem planejado e tão deliciosamente prazeroso. Foi uma sequencia esplendidamente pensada e produzida, com um toque pessoal que só a Bardugo tem (COM ESSA ESCRITA QUE MELHORA A CADA PÁGINA).

Entretanto não foi só Alina que cresceu. Os personagens estão muito mais bem centralizados desta vez na trama, não só os antigos. Eu acho que ganhei um novo shipper né Alina? :3 Tipo, não sou de me apegar aos personagens masculinos, mas o Sturmhond É (PERDÃO PELO PALAVREADO MAS SÓ CONSIGO PENSAR NELE NESTE MOMENTO) MUITO FODÁSTICO. Dá-le personagem legal cara! Engraçado, descontraído e inteligente; o cara é um verdadeiro gênio das estratégias e acho que sem ele no elenco a coisa poderia ter sido bem diferente. Sem sombra de dúvidas uma das grandes cartadas que autora deu nesse volume foi ter elaborado um personagem tão bacana e ironicamente cômico. Mas não vou detalhar mais nada, porque se não vou dá spolers e não quero isso :3 Leiam e aguardem muitos “COMO ASSIM?” enquanto esse carinha estiver presente nas cenas.

"Eu não sabia se chegaria a me acostumar com a ideia de que um sorriso como aquele realmente era pra mim."

A diagramação da Editora Gutenberg também não fica para trás. Muito bem montada, mais flexível e com aquelas folhas amarelinhas que todo mundo adora. Sem falar da capa né gente, porque eu já me apaixonei pela capa, imagine pelo livro? A obra tem novamente uma ilustração trazendo um mapa que contém a descrição do universo criado pela autora, sendo que se, você já for um leitor experientes, vai sacar que as gravuras no mapa já representam spolers do que vai acontecer no decorrer do enredo (só digo isso!).

O rastreador Maly também teve muito mais espaço (apesar de ele ainda ser um pé no saco pra mim). Contudo, mesmo estando mais presente, sua presença só me enraiveceu, continuando ele sendo o mesmo retardado, imaturo e infeliz de sempre (PS: Alina dê um chute na bunda dele e fique com essa seduzência toda pra mim). Mas ele não é o único. Todo o conjunto de novos coadjuvantes invade essa prazerosa leitura, enquanto Bardugo explora muito mais toda a mitologia e espiritualismo ligado ao seu universo distópico. Com cenários lindos, dignos de fotografia, você também vai desejar viajar pelos ares de Ravka ou navegar nas águas do Mar Real. Espere um final chocante, alucinante e... e... AHH CARA, TEM COMO DESCREVER ESSE FINAL NÃO, FOI SHOW DEMAIS D: Acho que os adjetivos que usei acima nem chegam aos pés de como ele foi. Argumento novamente adiantando que se você ainda não leu a trilogia, corra pra livraria e pega já a sua. Com uma história cada vez mais intricada, personagens bem montados e posicionados, enredo que envolve não só fortes críticas sociais tanto política quanto religiosa, como também muita aventura, magia, mitologia e romance, tudo assim, jogado sobre você. Leigh Bardugo bate novamente profundamente em meu coração e já garante outra vez seu nomezinho no topo da minha lista de MELHORES DO ANO, sendo também, parte da segunda lista: MAIS ESPERADOS DE 2015, PQ A SEQUENCIA PRECISA CHEGAR LOGO AQUI. JÁ, TIPO, PRA HJ!



Um comentário

  1. David, assim você me mata!

    Li Sombra e Ossos e estou MUITO ansioso para saber tudo o que acontece com Alina, o Darkling e com Maly! Cadê a Gutenberg que não lança logo o terceiro volume pra gente morrer do coração, hein? haha

    Beijo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se