Resenha #143 - Maré de Azar (Diário de um Banana Vol 8)!


Ficha Técnica
Coleção: Diário de um Banana
Título: Maré de Azar
Autor: Jeff Kinney
Editora: V&R
Edição: 1
Ano: 2014
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 224 páginas
ISBN: 978-85-7683-690-2
Peso: 330g
Dimensões: 210mm x 140mm
 Sinopse
Greg Hefley está chateado. Seu companheiro de todas as horas, Rowley, o abandonou, e encontrar novos amigos na escola acabou se revelando uma tarefa muito difícil. Para mudar de estratégia, Greg decide arriscar e tomar decisões de acordo com sua sorte. Será que um lance de dados pode mudar as coisas, ou a vida de Greg está destinada a ser uma maré de azar?


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Em mais um volume engraçado e ironicamente semelhante aos anteriores, somo apresentados a mais confusões quando mergulhamos na leitura de Diário de um Banana Vol 8 – Maré de Azar, volume recente lançado pela V&R Editoras.

Greg teve o pior dia dos namorados que você poderia imaginar. Depois do fiasco total, a maré de má sorte parece não ter acabado. Agora seu amigo está namorando, e sua vida não está nada fácil, levando em conta que seu orgulho lhe impede de fazer novas amizades. Mas uma repentina descoberta pode virar as ondas a seu favor... Ou talvez piorar sua sorte.  Reviravoltas aguardam na vida complicada e confusa de Greg.


Esse volume não muito diferentemente dos anteriores, centrou novamente o imenso ego que nosso protagonista possui. Em primeiro lugar queria falar: Greg não é um personagem para se espelhar. Apesar de o leitor saber que ele é ironicamente contrário ao que os heróis de livros são, sua personalidade tem piorado, em minha opinião, no decorrer dos livros. E mesmo sendo engraçado, as coisas estão ficando meio batida, na medida em que Greg não sai do lugar e o enredo dos livros ficam cada vez mais semelhantes.

Preciso aprender a me virar sozinho, mas não sei muito bem pra onde ir, e nem o que fazer.”

Maré de Azar segui o mesmo rumo dos dois volumes anteriores, onde temos um inicio conturbado, para fechar num final mais conturbado ainda. Ainda bem, que o livro é infantil, porque sinceramente, nem na categoria infanto-juvenil, ele agradaria totalmente. Não só pelo enredo parecido, mas também pelos personagens que não evoluem, ou crescem, e se mantém da mesma maneira desde o primeiro o livro. Está complicado até mesmo de falar sobre a obra.


Apesar de tudo, a diagramação continua impecável, e diferentemente dos anteriores (e agora eu cito o ponto que mais gostei deste volume), as piadinhas não estão tão previsíveis e o amigo de Greg, Rowley, deu um diferencial a esta leitura, assumindo uma personalidade mais adulta. Claro, que para as crianças, o livro ainda é super indicado. Apesar das contradições do protagonista, temos uma boa visibilidade do ensinamento que o autor quer passar aos leitores, assumindo que eles não seguiram os passos de Greg, mas pelo contrário, tentaram ser diferentes. E eu espero, que Jeff Kinney tente ser diferente no próximo volume da série (apesar de achar que não vai mudar, pelo pouco que já pude ver da próxima capa).

Por enquanto, não estou nada feliz com os resultados das decisões que ando tomando sozinho.”




Kinney trabalha em tempo integral como escritor e designer de jogos online . Segundo seu site, ele também criou o garoto-friendly site Poptropica . Kinney cresceu em Fort Washington, Maryland , Estados Unidos e freqüentou a Universidade de Maryland em College Park no início de 1990.
No entanto, Kinney não foi bem sucedida na obtenção de sua história em quadrinhos sindicados após a faculdade, e em 1998, ele começou a escrever suas idéias, que acabaria por se tornar Diary of a Wimpy Kid . 
Vagamente baseado em sua infância, a série vendeu quase 16 milhões de cópias no mundo inteiro a partir de 2009 e foi desenvolvida em um longa-metragem, para o qual Kinney também serviu de produtor executivo.
Até o momento, quatro Wimpy Kid livros foram lançados, além de um do-it-yourself do livro.
Pelo menos um livro adicional está previsto para ser lançado.
Em 2009, Kinney foi nomeado um dos Time Magazine's 100 "A maioria das pessoas mais influentes" do mundo.



Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se