Resenha #163 - Os Irmãos Sister!



Ficha Técnica
Título: Os Irmãos Sister
Autor:Patrick DeWitt
Editora: Planeta
Edição: 1
Ano: 2013
Especificações: Brochura | 208 páginas
ISBN: 978-85-4220-105-5
 Sinopse
Em "Os irmãos Sister", Patrick deWitt faz uma homenagem ao universo clássico do Velho Oeste, transformando o cenário comum em uma inesquecível viagem cômica com personagens marcantes - perdedores, trapaceiros, românticos, confusos - e uma narrativa empolgante. Uma ficção histórica sobre os anos 1850 que mostra dois irmãos unidos pelo sangue, a violência e o amor.
O Velho Oeste não foi mais o mesmo depois que eles chegaram. Será que você conseguirá acompanhar o gatilho desses dois irmãos?
Cuidado! Você está na mira deles!


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


O autor de Irmãos Sister, retoma as aventuras pelo sangrento velho oeste, evocando toda a coragem e ganância dos homens destas eras, entre estes se destacam os violentos irmãos Sister. Em seu ofício, os mais conhecidos assassinos de toda a região, mais uma vez partem em missão ao mando do Comodoro, líder que constantemente parece ser trapaceado por aqueles a quem está sempre disposto a oferecer seu apoio. Sua viagem os fará trilhar o mesmo caminho dos homens ambiciosos durante a conhecida corrida do ouro, rumo à Califórnia, porém muitos acontecimentos os aguardam durante sua jornada e algo está preste a mudar na relação dos irmãos.  Sendo coroados pela comicidade irônica do destino acarretado pelas decisões desses personagens tão marcantes, confusos, românticos e mesmo trapaceiros, perdedores.

O livro abordando apenas a perspectiva do irmão mais novo, Eli, ganha uma narrativa com foco sentimental muito distinto, ao contrário de seu irmão, Charlie, frigido e calculista. Eli parece estar cansado de trilhar os caminhos de sangue e destruição e procura convencer seu irmão a renunciar juntamente com ele, ao mundo violento que marca suas existências desde pequenos, e trilhar o caminho da redenção. A narrativa que por muitas vezes pode chocar o leitor por sua frieza, faz validar os desejos encontrados em Eli, criando certo nível de empatia por ele. No velho oeste recriado por Patrick de Witt podemos presenciar ainda o encontro de realidade com a ficção com passagens metafóricas dos pensamentos que inundam a mente do jovem Eli, realçada apenas pela sutileza e riqueza descritiva do autor.  Características das quais se beneficiam a história de seus personagens secundários que mesmo em um segundo plano desempenham papel tão importante na construção da obra. Cada morte relatada contendo um peso a ser medido na balança da consciência de seus personagens principais.

Sendo o primeiro livro do autor com o qual tenho contato, achei interessante a forma como de Witt consegue nos prender em sua narrativa, fazendo-nos sentir empatia por seus personagens apesar de suas ações, pelo contrário, as ações cometidas por eles parecem humanizá-los a tal ponto que se torna impossível não compartilhamos sentimentos por estes.

Muito mais que um livro repleto por violência gratuita, Patrick de Witt retoma com maestria uma faceta pouco divulgada dos homens do velho oeste, os conflitos internos travados contra si mesmos.


Patrick deWitt (nascido em 1975) é um escritor e roteirista canadense. Ele nasceu em Vancouver Island , British Columbia e mais tarde viveu na Califórnia e Washington . Ele atualmente vive em Portland, Oregon







20 comentários

  1. adoro livros nesse estilo. afinal quem n curte uma boa violência gratuita?
    já ta na minha lista de leitura do skoob!

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. A história me parece bem interessante, mas eu já fico com um pé atrás de ler só por ser da editora Planeta. O último livro que li desta editora era de tradução mal-feita e revisão inexistente.

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elisa!
      Esse está bem revisado viu. E a tradução estava legal. Não se amedronte e pode cair de boca na leitura. O final é muito emocionante.

      Abraços
      David Andrade
      http://www.olimpicoliterario.com/

      Excluir
  3. Oie, Lena!
    Meu deus, eu amei esse livro! Em especial a capa. Preciso ler! Nunca li nada ambientado no Velho Oeste, mas não tem problema não, esse será o primeiro!
    Tem post novo esperando por você no Me Livrando.

    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    Poxa, um livro de velho oeste. Acho que nunca li nada do tipo. Esse parece ser interessante, apesar da violência gratuita (como vc mesma disse).
    Parabéns pelo blog e pela resenha.
    Beijos

    Jéssica Polato
    www.ajessicadisse.com

    ResponderExcluir
  5. Oie.
    Fiquei curiosa para conhecer a história de Eli, nunca li nada relacionado ao velho Oeste e esse livro seria uma experiência positiva segundo sua resenha. Vou anotar aqui na minha pequena lista de desejados.
    Parabéns pela resenha.
    Juh - Surtos da Juleka

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Apesar de não ter lido nenhum livro com o tema velho oeste, é um tema que me interessa, ainda mais por saber que trás à tona os conflitos internos dos personagens. Adoro livros assim!
    Ótima resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Uau!!! Meu coração até disparou quando li "velho oeste"... Adoro de montão histórias que se passam no Velho Oeste. Essa capa é um arraso!!!!!!! Dica anotada :)

    Jéssica
    www.coracaoleitor.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Lena-flor!
    Não conhecia o autor e, confesso, não me senti tentada a ler o livro. Mas gostei do enredo e o fato de que o narrador era assim, um pouco mais sensível que o seu irmão, me atraiu. Você mencionou que é difícil encontrar livros que abordem essa vida dura do velho Oeste e notei que nunca li nada nesse contexto. Depois de assistir ao filme Bravura Indômita, tive até vontade de comprar o livro, mas esse era apenas um roteiro (foi lançado o livro a partir do filme e não o contrário). Por isso, desisti.
    Assisti recentemente uma comédia que é lançamento, você viu? O negócio deles é zoar o velho Oeste, haha. Acho que você pode não gostar, mas fica a dica do filme: Um milhão de maneiras de morrer no velho Oeste.

    Beijos, flor!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oiii.... Gostei muito da resenha...
    O livro me parece muito bom, o enredo da obra é super diferente, muito legal.
    Bjs
    www.satisfashionbrazil.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Lena, tudo bem??

    Esse tipo de livro não faz muito meu estilo de leitura... eu adorei a capa... fiquei babando nela, mas só... a sua resenha foi ótima e explicou o que podemos esperar da história, porém o enredo não me cativou para ler... essa coisa de velho oeste na leitura eu não curto muito... gosto apenas de filme... Xero!!

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Sempre gostei do tema "Velho Oeste", mas não sei se leria esse livro, não fiquei muuito curiosa para ler, sabe? Gostei bastante da capa dele.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Lena lindona ainda não li nada sobre velho oeste e sua resenha me deixou bem curiosa com esse vilão que acabamos por simpatizar. Quero conhecer a história dos irmãos. Gostei da capa , entrando para minha lista de desejados. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    A premissa desse livro é muito original porque vemos poucas narrativas ambientadas no velho oeste. Eu tenho marcador desse livro e sempre tive curiosidade para saber mais da história. A trama é diferente e instigante.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oiee.

    Ainda não li nada sobre o tema e nem sei se chegaria a ler. Mas fico pensando vai que leio e gosto dos caras? rs tudo é possível e espero um dia dar uma chance

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  15. Curti a ideia de se passar no velho oeste, mas não sou tão fã de livros assim, tão violentos! rs
    Agora, o que chamou a atenção mesmo foi a questão de nos simpatizarmos com o vilão. Ainda mais nesse tipo de história!
    Beijos
    Nica

    ResponderExcluir
  16. Oi flor, tudo bem?!
    Saudades de vir comentar aqui ;)
    Que capa é essa?!! Não curti ¬¬
    Li sua resenha e ficou muito boa, mas não leria esse livro nem a pau, não curti muito a premissa do livro. Vou passar esse.

    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  17. Oiee, tudo bem?

    Acho que nunca li um livro que e passasse no Velho Oeste, com certeza seria uma experiencia bem diferente para mim! Não sei se eu iria gostar, mas a leitura seria, no minimo, interessante

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá Lena!
    Apesar de ver que você gostou do livro, eu não me agradei.
    A história não me prendeu e a capa é muito feia.
    Pra quem gosta desse gênero é uma boa pedida.
    Sua resenha está ótima.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie Oie ;)
    Eu ainda não conhecia esse livro e achei a ambientação muito legal, Faroeste *_*
    Apesar de achar o enredo bem criativo, não é o meu gênero preferido e não sei se eu leria.
    Fico feliz que você tenha curtido o livro e eu adorei a sua resenha.

    Beijos,

    http://www.lendoeesmaltando.com

    ResponderExcluir

Expresse-se