Resenha #176 - O Herói Perdido (Os Heróis do Olimpo Vol 1)!



Ficha Técnica
Coleção: Os Heróis do Olimpo
Título:O Herói Perdido
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Edição: 1
Ano: 2011
Especificações: Brochura | 432 páginas
ISBN: 978-85-8057-008-3
 Sinopse
Depois de salvar o Olimpo do maligno titã Cronos, Percy Jackson e seus amigos trabalharam duro para reconstruir seu mais querido refúgio, o Acampamento Meio-Sangue. É lá que a próxima geração de semideuses terá de se preparar para enfrentar uma nova e aterrorizante profecia. Os campistas permanecerão nessa jornada, mas, para sobreviver, precisarão contar com a ajuda de alguns heróis - semideuses que precisarão encarar essa aventura com eles.


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Com a última batalha terminada uma nova grande profecia foi lançada...

“Sete meio-sangues responderão ao chamado.
Em tempestade ou fogo, o mundo terá acabado.
Um juramento a manter como um alento final,
E inimigos com armas às Portas da Morte, afinal.”

E é assim que se começa a jornada da Saga dos Heróis do Olimpo. Diante do repentino sumiço de Percy e do silêncio dos Deuses do Olimpo, os campistas terão de contar com uma ajuda inesperada de três semideuses recém-chegados. Um deles, Jason teve suas memórias completamente apagadas, restando apenas pistas de quem ele era: uma estranha tatuagem em seu braço indicavam as iniciais SPQR e uma camiseta roxa, além de uma moeda de ouro capaz de se transformar em uma bela espada. Logo Jason e seus amigos Piper e Leo seriam designados a sua primeira missão no acampamento meio-sangue, uma difícil empreitada que não pode ser realizada por terra.

O que posso dizer é que achei legal Rick Riordan ter dado um descanso ao Percy por pelo menos um livro, é uma chance de outros personagens ganharem espaço e público, como por exemplo, a Thalia, agora como uma caçadora de Artêmis muito bem adaptada (MOMENTO SPOLERS). E também aos novos personagens que darão um pouco mais de leveza a história, ou não.

A narrativa como sempre é ritmada e envolvente, demonstrando aos poucos a personalidade de cada um dos novos três semideuses. A própria maneira como a obra foi escrita, variando a perspectiva da narrativa a cada capítulo se torna um jogo interessante, pois, por exemplo, podemos descobrir o que se passa na cabeça de Piper em determinado momento e em seguida ver como Leo compreende aquela situação, convidando o leitor a se tornar intimo de determinado personagem e descobrindo segredos que ele não compartilhou com seus companheiros de missão seja por medo, ou por timidez. Claro, essa variação não diz respeito a cada semideus do campo, apenas para Piper, Leo e Jason, de maneira significante.

De certa forma é interessante perceber o envelhecimento dos personagens com a mudança de uma saga para outra, aliás, não envelhecimento, mas amadurecimento de suas personalidades, ou pelo menos uma faceta que ainda não havia sido demonstrada anteriormente, como o sofrimento de Annabeth pelo desaparecimento de Percy e sua incessante busca por ele, o que a leva a Jason e desencadeia os demais acontecimentos da história. Outro fato que é legal ressaltar na narrativa de Riordan é a capacidade de não deixar Percy simplesmente de lado por um momento, mas de direcionar os acontecimentos em parte a ausência dele. 

Rick Riordan nasceu em 1964, em San Antonio, Texas, Estados Unidos, onde mora com a mulher e dois filhos. Durante quinze anos ensinou inglês e história em escolas públicas e particulares de São Francisco. Além da série Percy Jackson e os Olimpianos, publicou a premiada série de mistério para adultos Tres Navarre.






4 comentários

  1. Oi David,
    Li a resenha meio por cima pq ainda nao li Percy Jackson, acredita? #ShameOnMe
    Mas comprei a coleçao na black friday do ano passado e assim que tiver um tempinho pretendo começar ler.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não gosto de mitologia... :/ E por mais que todo mundo fale bem dos livros do Tio Riordan, não me chamam atenção. Nem Percy Jackson, nem A Casa de Hades, nem nada relacionado a mitologia grega... :/

    E não vou dizer que talvez um dia eu leia, porque aí seria mentira, mas adorei a resenha, mesmo assim!

    Abs,
    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, jovem!
    Então, to tentando acompanhar suas postagens, mas ta difícil, heim amigo?!
    Confesso que pulei várias partes da sua resenha, pois ainda não comecei a ler HDO e não quero reter muita coisa. Mas sei que você é fanático...
    Quando eu ler, te conto o que achei.

    Até mais,
    www.entreserieselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca comprei nenhum livro dessa série. Mas se o filme me encanta, acredito que o livro deve ser divino!
    Bjs da Le
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir

Expresse-se