Resenha #184 - Garota Online (Garota Online Vol 1)!



Ficha Técnica
Título: Garota Online
Autor: Zoe Sugg
Editora: Verus
Edição: 1
Ano: 2015
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 266 páginas
ISBN:978-85-7686-415-8
 Sinopse
Com o nickname Garota Online, Penny escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida. Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum. De repente, ela percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre.
Cortesia da Editora Verus (Grupo Editorial Record) 



**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Antes de iniciarmos a resenha, apresento a vocês, queridos leitores, nosso mais novo integrante aqui no blog. Glauber será nosso novo resenhista, e esperamos que gostem das sinceras palavras dele :) Não deixem de comentar hein. Para saber mais dele, acessem a aba de membros do blog logo ao lado.


A vida não vem com um manual. Quando você tem 15 anos, não ter esse manual realmente faz muita falta.” 

Estas palavras pertencentes a um autor desconhecido e vieram em um panfleto que acompanhou a minha edição do primeiro livro da Zoe Sugg (ou Zoella, para quem conhece o seu trabalho como vlogueira), Garota Online, que condiz completamente com o enredo do livro e as problemáticas de sua personagem principal. 

O livro Garota Online traz como protagonista Penny Porter, uma tímida e desastrada garota de quinze anos que mora em Brighton – Reino Unido e possui um blog, onde usa o nickname “garota online” para manter sua identidade anônima. Em seu blog, Penny costuma compartilhar com os seus leitores os seus pensamentos e sentimentos íntimos sobre episódios do cotidiano, e imagens que consegue captar quando exercita o seu hobby predileto: fotografia. 

Cerca de um ano depois de ter criado o blog Garota OnlinePenny começou a ter ataques de pânico após sofrer um acidente de carro com os seus pais, no entanto, vinha tentando superar esses ataques escondido dos pais com a ajuda de seu melhor amigo e vizinho, Elliot. Depois de vários eventos desconcertantes que pioraram os ataques de pânico, Penny acaba tendo que acompanhar os pais em uma viagem de trabalho para Nova York – onde Elliot também vai junto com a família de Penny. Em Nova York, Penny conhece Noah, um jovem músico mais velho e cheio de mistérios, que acaba mexendo bastante com o emocional da garota. A jovem blogueira se permite viver um “romance de férias” com Noah, entretanto, alguns segredos do rapaz podem complicar mais a vida da garota e tornar a sua convivência com os seus ataques de pânico nada agradável. 

Garota Online me levou em uma viagem interessante, pois mesmo não sendo tão velho e não me considerar um adulto, sinto-me muito distante dos meus quinze anos de idade e todas as aventuras que essa idade proporcionava. A narrativa ser feita pela perspectiva de Pennytorna a leitura muito mais divertida, pois passamos a ver o mundo sob a perspectiva de uma adolescente desastrada com problemas que só temos durante a adolescência. 

Ao falar de Penny, podemos falar que ela segue o estereótipo de “mocinha romântica” do século XXI com tudo que tem direito. Desde a ingenuidade em suas ações e o romantismo na espera do “príncipe encantado”, até a falta de coordenação motora, que parece ter se tornado um pré-requisito para ser protagonista dos livros best-sellers da atualidade (Bella Swan do “Crepúsculo” e a Anastácia Steele do “Cinquenta Tons de Cinza” que o diga). No entanto, mesmo seguindo esse padrão que sofre muitas críticas por tornar as personagens “sem sal”, Sugg optou por diversificar a narrativa expondo em vários momentos recursos comuns na vida de um adolescente, como: mensagens de texto, postagens em blog e referências da atualidade (You Tube, Justin BieberCrepúsculo, entre outros). Tal comportamento da narrativa trouxe uma quebra na monotonia do enredo, comum em protagonistas que segue esse estereótipo de “mocinha romântica”, entretanto, em alguns momentos da história a Penny parecia muito mais ingênua do que sua essência durante o resto da trama, o que me pareceu uma tentativa de forçar esse estereótipo frágil para a personagem. 

Os personagens coadjuvantes de Garota Online são muito interessantes em suas particularidades. Elliot, melhor amigo de Penny que é gay e que tem graves problemas de comunicação com os seus pais, é o que podemos chamar de “fiel escudeiro”, pois, mesmo quando está com problemas corre para ajudar a sua melhor amiga. Megan e Ollie são os personagens que mais se aproximam de vilões para o enredo de Penny, por serem personagens egocêntricos e fúteis. Já o Noah, o par romântico de Penny que segue o estilo “roqueiro alternativo misterioso”, é um personagem que me surpreendeu no decorrer da história, pois quando eu não esperava nada além do “felizes para sempre” (chato e sem sal), o segredo dele é revelado e você fica louco para saber o desfecho da confusão que se instaura. Além desses personagens, eu gostei muito como foi construída a personalidade da família da Penny. Porque? Em primeiro momento, parece ser uma “família de comercial de margarina”, no entanto, com o decorre dos acontecimentos você consegue perceber que o segredo deles é a união e o amor incondicional. Outro aspecto que chamou muito a minha atenção foi os cenários adotados por Sugg para a sua trama. Nova York durante os festejos de Natal e Ano Novo se tornou um cenário perfeito para o “conto de fadas” de Penny, porque a cidade na descrição da autora ganhou uma magia romântica e juvenil que me deixou impressionado. E, pessoalmente, as descrições do Waldorf Astoria ficaram lindas, pois Sugg se atém as minúcias dos lugares, que vai desde a colocação dos móveis até a iluminação natural do local.


Além de todos esses aspectos, considerei a leitura fluída, pois consegui ler cem páginas em uma tarde chuvosa (cem páginas numa tarde é muita coisa para pessoas com a minha capacidade de leitura, que é lenta por motivos desconhecidos). No entanto, o que posso chegar a considerar um fator negativo seria os acontecimentos do enredo comuns a romances juvenis. Esses acontecimentos me davam à impressão de previsibilidade do que iria acontecer, tornando em alguns momentos a leitura desinteressante para mim, porém, isso tudo é superado com o passar da história. Minha avaliação do livro foi quatro estrelas, pois é uma ótima “leitura para descanso” (é como uma amiga chama a leitura não obrigatória do dia-dia) e cumpre bem o papel ao que se propõe. Zoe Sugg consegue fazer um enredo adolescente atrativo e muito fofo, que para amantes dos romances juvenis (como eu), Garota Online é um ótimo livro





Zoe Elizabeth Sugg (nascido em 28 de Março de 1990) é uma vlogueira Inglês de moda e beleza. Ela é mais conhecida por seus fãs no YouTube como Zoella . Seu romance de estréia , Girl Online , foi lançado em Novembro de 2014 e quebrou o recorde de maiores vendas na primeira seman.









13 comentários

  1. Bem vindo Glauber!
    TchÊ, faz tanto tempo que passei dos 15 =/ euheuheu
    Mas, duvidas, teimosia, hormônios, bagunça, timidez x rebeldia, acompanha todo e qualquer adolescente. Creio que esse tema sempre vai render assunto para um livro ;)
    Bjs da Le
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
  2. Oiii
    Todas as resenhas que li desse livro me desanimaram de ler e conclui que ninguém gostou de verdade, sua definição de “leitura para descanso” da até uma animada.
    Talvez a galera mais adolescente pode gostar mais desse livro, as vezes não são tão exigentes rs.

    Abraços
    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  3. Oi Glauber! Bem-vindo ao mundo dos blogueiros! Devo dizer que gostei do seu post de estreia. :)
    Garota Online não chamou muito minha atenção, porque, apesar de gostar de romances, como qualquer garota, eu tendo a não gostar muito de ler clichês, mas você destacou alguns detalhes positivos e talvez eu me aventure quando quiser algo bem despretencioso.
    Beijos! Lis

    umareescrita.com.br
    facebook.com/umareescrita

    ResponderExcluir
  4. Olá, Glauber, seja bem-vindo!
    Quanto ao livro, já vi muitas resenhas e realmente ele não faz meu perfil. Mesmo você tendo destacado alguns detalhes interessantes, o livro não me agradou...
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Glauber, tudo bem?
    Boa estreia, rapaz. Gostei muito da avaliação sincera. Acho que o livro está bem alinhado com os dilemas atuais dos adolescentes, embora muito do que já vivemos continue. A trama é interessante, gostei bastante. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, flor!
    Nossa tava querendo muito esse livro, mas não consegui pedir ele mês passado.
    Lendo a resenha agora fiquei ainda mais triste por não ter pedido.

    Parabéns pela resenha, gosto de ler resenhas onde as pessoas colocam seus ponto de vista com muita sinceridade e isso é o que faz o verdadeiro blogueiro.

    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Glauber!
    Gostei muito da sua resenha! Infelizmente, o livro não me atraiu… Talvez se o enredo não fosse tão adolescente, o livro me interessasse mais. Apesar disso, me pareceu uma boa leitura para quem está na mesma idade que a protagonista. :) Por isso, vou anotar a dica. Quem sabe não seja um ótimo presente?

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Apesar de passar uma leitura divertida, do tipo "Sessão da Tarde", não me senti atraída pela história. Tive a impressão de ser mais do mesmo, no quesito romance juvenil. Definitivamente não faz o meu perfil.
    Mas a resenha está excelente, super bem argumentada!
    Beijos.

    li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  9. Oi Glauber!
    Seja bem-vindo, a resenha que você fez está muito boa, já havia lido outras resenhas antes mas a sua conseguiu despertar um pouquinho do interesse pelo livro que antes não tinha. Não sou de ler muitos romances juvenis, mas os poucos que li até o momento não me decepcionaram, vou adicionar Garota online na lista e quando ler espero gostar de verdade.
    E espero ver muitas outras resenhas suas por aqui, adorei.

    Bjuus!!
    http://livrosseriesecitacoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Bem-vindo, Glauber \0/
    Já tinha lido algumas resenhas desse livro, e ele parece ser mesmo bastante divertido. Adorei a capa ♥ Acho que nunca li um livro que tratasse de ataques de pânico, não consigo nem imaginar a sensação de ter um. Algo entre "desastrada" e "blog" me faz pensar que vou me identificar com a protagonista...haha'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Nossa que pena que vc teve essa sensação de que as coisas eram previsíveis, infelizmente isso acontece com determinados livros e se o autor não tomar cuidado pode desanimar o leitor, mesmo assim, parece ser uma ótima leitura para passar o tempo
    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  12. Olá Glauber!
    Bem vindo!
    Já adorei a sua resenha.
    Não conhecia o livro e nem o autor, mas gostei bastante da história. Me pareceu leve e de fácil entendimento. Vou anotar a sua dica e assim que puder pretendo ler.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Apesar da previsibilidade da história, acho que é uma leitura leve e despretensiosa. Fiquei bem curiosa para ler esse livro desde o lançamento por causa da capa incrível. Eu adoro essas tramas mais juvenis porque são bem agradáveis e dinâmicas.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se