Resenha #191 - A Estréia de Fani (Fazendo Meu Filme Vol 1)!



Ficha Técnica
Coleção: Fazendo Meu Filme
Título: Fazendo Meu Filme Vol 1: A Estréia de Fani
Autor: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Edição: 5
Ano: 2011
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 336 páginas
ISBN:978-85-8923-984-4 
 Sinopse
Fazendo meu filme é um livro encantador, daqueles que lemos compulsivamente e, quando terminamos, sentimos saudade. Não há como não se envolver com Fani, suas descobertas e seus anseios, típicos da adolescência. Uma história bem-humorada e divertida que conquista o leitor a cada página. Seja a relação com a família, consigo mesma e com o mundo; seja a convivência com as amigas, na escola e nas festas; seja a relação com seu melhor amigo e confidente.


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Quando comecei a ler Fazendo Meu Filme imaginei que era um livro feito para adolescentes (que não deixa de ser também), mas percebi que não é verdade, pois neste livro consegui lembra tudo que vivi na minha adolescência, Paula Pimenta consegue narrar com perfeição tudo que toda adolescente “normal” viveu ou vai viver um dia, penetrando em nossa mente.

Ao conhecer Fani achei que ela era uma patricinha, mas estava enganada. Ela é meiga, inocente, companheira, amiga, divertida e sonhadora. Ela tem todos os problemas de uma adolescente “normal” e todos aqueles dramas interiores. Ela tem uma paixonite pelo seu professor de biologia, coisa típica de adolescente. Ela acredita em final feliz que ver nos filme de amorzinho (como ela chama) e com mais naturalidade ainda,  todos os meninos que ela gostou nunca souberam o que ela sentiu, então ela nunca teve o final, que ver nos filmes. Ela sonha com esses amores dos filmes e nem imagina que o amor da sua vida esta bem ao seu lado.

Estefânia (Fani, pois ela odeia o seu nome) tem uma vida bem divertida com os seus amigos: Leo, Natalia, Gabi, Rodrigo, Priscila. Os dias na escola e todos os finais de semana são acompanhadas com os seus amigos e são bem divertidos como dever ser a vida dos adolescentes. Proém, tudo muda quando a sua mãe lhe diz que ela vai passar um ano em outro país, fazendo intercambio, porque poucos dias antes da viagem, Fani descobre que tem um menino que é apaixonado por ela desde que a conheceu, despertando novos sentimentos nela que ela não imaginava.

Uma historia fascinante que me identifiquei bastante. Vou dar 4 estrela, não dou mais, pois tem partes que fiquei com raiva e entediado com a inocência de Fani (mesmo sabendo que ela tem apenas 16 anos e não tem a mesma cabeça que eu). Posso garantir que é uma ótima historia e que vai fazer você relembrar todos os seus dias de adolescente se ele já passou como a minha, e se for adolescente vai ter fazer refletir todos os seus sentimentos. É a primeira historia que li que posso garantir se aproxima muito da vida real.



Paula Pimenta iniciou o curso de Jornalismo mas formou-se em Publicidade pela PUC. Em seguida, foi morar em Londres, onde estudou escrita criativa. De volta ao Brasil, trabalhou em marketing e escreveu poemas,e depois suas crônicas.
Seu primeiro livro, a coletânea de poemas Confissão, foi lançado em 2001, com edição bancada pelo seu pai. Mas o sucesso veio apenas em 2008, quando a divulgação boca-a-boca entre os fãs transformou o romance adolescente Fazendo meu filme num best-seller. As aventuras da jovem Estefânia Castelino Belluz, a Fani, personagem principal do livro, ganharam três continuações. Juntos, os quatro livros venderam mais de 100 mil exemplares até 2012.
Em 2013, foi uma das autoras incluídas na coletânea O Livro das Princesas, ao lado de Meg Cabot, Lauren Kate e Patrícia Barboza. O livro reuniu releituras de contos de fadas, e Paula Pimenta contribuiu com sua versão para a história de Cinderela. No mesmo ano, o primeiro volume da série Fazendo meu filme foi lançado em inglês, com o título Shooting my life’s script – Fani’s premiere.
Foi escolhida pela revista Época como um dos 100 brasileiros mais influentes em 2012. Pimenta atualmente escreve colunas para a revista Veja.



Um comentário

  1. Oi David!
    Nunca li nada da Paula Pimenta, mas tenho muita vontade!
    Bom saber que esse não é um livro "só para adolescentes" ;)
    Que bom que gostou! O nome da Fani é muito engraçado kkk
    Beijos
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se