Resenha #219 - A Playlist de Hayden!



Ficha Técnica
Título: A Playlist de Hayden
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Edição: 1
Ano: 2015
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 288 páginas
ISBN: 978-85-8163-704-4
 Sinopse
Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.
Cortesia Editora Novo Conceito

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************



Hayden era apenas um garoto comum, com um futuro longo e provavelmente árduo pela frente, mas um trágico acontecimento muda isto completamente. Certa noite, sem que ninguém espere, o garoto se mata, dopado de remédios, e na manhã seguinte, seu melhor amigo, Sam, é o primeiro a encontrá-lo, já desfalecido. Agora, Sam precisa conviver com seus próprios fantasmas e a culpa que insiste em lhe perseguir. Tomado de dúvidas, as respostas para suas perguntas podem estar em uma playlist que Hayden fez antes de deixá-lo, onde aparentemente, tenta explicar-lhe tudo o que aconteceu. Mas quanto mais Sam mergulha nas letras das canções selecionadas por Hayden, mas questões parecem surgir, enquanto mais e mais pessoas vão sendo pegas na rede que parece interligar os acontecimentos da noite que antecedem a morte de Hayden.

A narrativa de Michelle Falkoff é sem dúvidas muito instigante. Desde o começo, o livro prende seus leitores apenas pela emoção que transmite a nós através das palavras de Sam. Contada em primeiro pessoa, A Playlist de Hayden é uma história envolvente, forte e altamente enigmática, onde a cada página, o leitor se pega fazendo as mais mirabolantes teorias. Os personagens de Falkoff são um arcabouço de complexidade, e aparentemente, nada é o que parece ser. Este em particular é o ponto mais atrativo da obra. Embora a primeira vista seu enredo possa ser clichê ou previsível, são os diferenciais da autora que fazem de A Playlist de Hayden um livro tão misterioso e imprevisível, com um final, definitivamente chocante. Impossivel é lê-lo sem se sentir mergulhado nas lembranças de Sam, ou em seus sentimentos. São vívidas memórias que fazem não só com que o leitor se identifique, mas também como também as conviva, angustiando e desejando por mais e mais respostas.

De longe, Astrid é a personagem mais multifacetada que Falkoff criou, e embora ela seja a que menos chama atenção (apesar de sua aparência) é a que guarda mais revelações bombásticas. A autora deu uma personalidade única a personagem, e mesmo não sendo uma das protagonistas, para mim, ela roubou a cena e tornou a leitura ainda mais maravilhosa. São suas sacadas humorísticas ou satíricas que tornaram a trama mais adocicada e engraçada e humanizaram os outros personagens. Embora A Playlist de Hayden tenha uma escrita leve e poucos momentos de ação ou adrenalina, suas temáticas são fortes, envolvendo bullying, confiança, amizade e homossexualismos. E assim como outros autores destas categorias, a autora não poupou esforços em retratar a realidade o mais cruamente possível.


A amizade de Sam e Hayden é outro ponto admirável. Assim como Astrid eles também são personagens únicos, e embora Hayden esteja fisicamente indisponível na narrativa, as lembranças de Sam e dos outros personagens da trama fazem com que o leitor tenha cada vez mais vontade de conhecê-lo melhor, e claro, não deixe de querer torcer por um fim diferente para ele. Não que isso faça desmerecer os secundários. O enredo de Falkoff tem um apurado gigantesco de personagens incríveis, com suas próprias vidas.

A edição do livro não fica para trás. Tomado por títulos ilustrativos em referencia as músicas que compõe a playlist do enredo, as letras das músicas parecem bater excelentemente com os eventos da história, e torna tudo ainda mais chamativo. Mas a capa, a cor, revisão e todo o resto também encantam visualmente o leitor. A Playlista de Hayden é um livro forte, que foge aos paradigmas de seguir apenas o mero emprego que a sinopse dá ao livro. A história de Michelle Falkoff vai muito além disto, em uma narrativa emocionante, profunda e cheia de complexidade.



MICHELLE FALKOFF é graduada pela Iowa Writers’ Workshop e hoje é a Diretora de Comunicação e Lógica Jurídica da Northwestern University School of Law. A PLAYLIST DE HAYDEN é o seu primeiro livro.








8 comentários

  1. Que resenha maravilhosa, achei algo parecido com "A culpa é das estrelas" huehue.. só que com outro contexto, claro <3

    www.its-sucker.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Esse livro tem tudo pra ser bom mesmo, ainda mais com a autora tratando de assuntos recentes e polêmicos de forma tão bem abordada. Adorei a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi David!
    Já ouvi falar muito e muito bem desse livro! Acho o tema muito instigante e, ainda mais legal, é o fato de você poder ler e acompanhar a história através da playlist, deve dar um clima a mais para a leitura, com certeza!!

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  4. Realmente acho que não consegui compreender direito esse livro, não é possível que eu seja a única pessoa no mundo que não gostou, que não se envolveu e não se emocionou... rs... Levei metade do livro para realmente me interessar pela leitura, mas aí veio o final e aí... fiquei revoltada. Achei os motivos das pessoas fracos, tanto do Hayden pra se matar quando da pessoa que se vingou para se vingar, mas, enfim, valeu a leitura por todos os temas abordados.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi David, tudo bem??
    Curti a sua resenha e os pontos que você levantou referente ao livro... realmente a pegada dele tem mais intensidade por causa dos temas abordados, eu li a prova do livro, mas não irei conseguir ler o livro todo, só em um outro momento, mas vou passar para a minha resenhista que está muito interessada na história... de qualquer forma eu considero uma leitura super válida, até porque até a parte onde eu parei eu gostei muito de Astrid... e saber que ela se destacou durante todo o enredo fez o livro ganhar mais alguns pontinhos comigo.... Xero!

    ResponderExcluir
  6. Oi David, tudo bom?
    Que ideia bacana da autora, né?
    Deixar pistas em música. Acho todo mundo se pergunta o que levou outra pessoa ao suicídio :/ é algo extremamente triste isso.
    Eu acho essa capa muito linda <3
    Bjs
    Www.horadaleitur.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Fala, David! Beleza?

    Gostei muito de sua resenha!
    Ainda quero ler A Playlist de Hayden, deve ser bem divertido!

    Abraços!
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  8. Oi David, tudo bem?
    Não li a resenha completamente pois esse livro será uma das minhas próximas leituras. Adoro o tema que o livro aborda e tenho certeza que será uma leitura bem bacana. Em relação a capa do livro, realmente está linda.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir

Expresse-se