Cinema #114 - Cada um na sua Casa!



Título: Cada um na Sua Casa (Home)
Gênero: Animação
Direção: Tim Johnson
Roteiro: Matt Ember, Tom J. Astle
Elenco: April Lawrence, April Winchell, Brian Stepanek, Jennifer Lopez, Jim Parsons, Lisa Stewart, Matt Jones, Rihanna, Stephen Kearin, Steve Martin
Duração: 94 min.
Estúdio: DreamWorks Animation
 Sinopse
Para fugir dos seus inimigos, uma raça de alienígenas acaba indo para a Terra com a preocupaçao de viverem escondidos. Lá, o mais jovem alien, J.Lo (Jim Parsons) se depara com seus inimigos e é obrigado a fugir novamente, dessa vez com a adolescente Tip (Rihanna).



**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************





Cada um na Sua Casa é um filme engraçado e divertido, e ao mesmo tempo bobo e previsível. Para um público bem infantil talvez a animação tenha agradado muito, mas um público mais maduro, que esteja buscando por uma boa animação, pode se decepcionar. Não trás grandes novidades e as piadas não são melhores. Garante risadas, mas nada extravagante a ponto de tornar o filme inesquecível pelo humor. Pelo contrário, em alguns momentos, fica até um tanto apelativo. Seu maior ponto positivo está no trabalho gráfico das paisagens, espetaculares e revigorantes.

O jovem Óh é de uma raça alienígena comoventemente incapaz de fazer o mal. Mas nem por isso seu planeta está protegido. Perseguidos por uma grupo perigoso de outra raça, os aliens Boovs como Óh, se refugiam no planeta Terra, tomando-o para eles. Mas uma ocasional reviravolta na vida bagunçada deste ET coloca-o em fuga junto com a humana Tip, em uma missão que envolverá não só o aprendizado e crescimento do próprio Óh, como também o futuro de todo o planeta.

Aparentemente a Dreamworks quis quebrar um pouco a visão que eles tem sobre animação. Diferentemente de outras animações da produtora que já acompanhei, o trabalho na trama desta quis passar algo mais adulto, com mais significado. A relação de Óh e Tip chega a ser semelhante a tão mais famosa amizade de Lilo e Stitch, e em momento algum se mostra superior. O longa que deveria cativar pelo o humor não conquista tanto quanto o esperado, e chega a ser meio apelativo em alguns momentos, de acordo com que a trama vai se desenrolando em uma velocidade assustadora, de forma que fica impossível se prender a algum fato. A ideia de ter uma visão mais adulta também falha. A produtora, infelizmente, não atingiu essa meta. Como falei, o trabalho gráfico foi de longe o melhor. Colorido e muito profundamente focado em cores fortes, a produção não poupou esforço para ganhar seus telespectadores pela visão, seja nos cenários instigantes ou nas cores que a personalidade de Óh assumi conforme suas emoções.



Como já esperado, porém, o filme trás sua lição de moral, tratando de temas como família, confiança e amizade e também arrecada pontos nestes quesitos. Talvez o principal erro tenha sido o foco na sociedade Boov que fica desconecta e desnecessária quando se chega a certo ponto do enredo. Embora as peculiaridades de Óh (como ser medroso e falar errado) sejam seu principal atrativo, como mencionei, em alguns momentos a piadas soam fracas ou forçadas demais, momentos onde, talvez, uma abordagem mais série e emotiva teria soado melhor.

Cada um na Sua Casa é uma boa pedida para as crianças, mas para os pais, talvez não seja. Previsível e caído no tema mais batido e clichê, o filme não chama lá tanta atenção quando parecia chamar.


3 comentários

  1. Oii!
    Sou difícil de gostar de animações.
    Nunca assisti, mas pelo visto não iria curtir muito. Gosto de animações mais "maduras", se é que isso é possível! hahaha

    Beijo
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi!!
    Eu particularmente não achei muito bom!
    Te indiquei na Tag- Hall Of Shame Literário
    bjs da Le
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa animação. Que graça seu post! *_* Amei!

    Beijos!
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se