Resenha #245 - No Limite do Perigo (No Limite Vol 3)!







Título: No Limite do Perigo
Coleção: No Limite
Autor: Katie McGarry
Editora: Verus
Ano: 2015
Especificações: Brochura |420 páginas
ISBN:  9788576863649
 Sinopse
O mais recente sucesso da série iniciada com No limite da atração Para todas as pessoas, Rachel Young é a menina que só tira dez, usa roupas de grife e tem uma vida perfeita. Mas ela guarda segredos de seus pais ricos e de seus irmãos dominadores, e acaba de acrescentar mais dois à lista. Um deles envolve apostar corrida contra estranhos com seu Mustang GT em estradas escuras. O outro? Isaiah Walker, um cara com quem ela não deveria nem conversar. Mas, quando o órfão tatuado e com intensos olhos acinzentados vem em seu resgate, ela não consegue tirá-lo da cabeça. Isaiah também tem segredos. A última coisa de que ele precisa é se envolver com uma riquinha que quer passear pela periferia para se divertir — por mais angelical que ela possa parecer. Mas, quando o gosto dos dois pelas corridas de rua coloca ambos em perigo, Isaiah e Rachel têm seis semanas para encontrar uma saída. Seis semanas para descobrir até onde estão dispostos a ir para salvar um ao outro. No novo volume da série iniciada com No limite da atração, você vai conhecer melhor o sombrio Isaiah, além de matar as saudades de Noah, Echo, Beth e Ryan.
Cortesia Verus Editora (Grupo Editorial Record)

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************




Autora da serie “No Limite” que inicia com No Limite da Atração, historia envolvendo Noah e Echo, seguido de No Limite da Ousadia, com os personagens Beth e Ryan, agora Katie McGarry dá outro show literário com o terceiro livro da serie que já faz o maior sucesso dos New Adults: No Limite do Perigo.


Para todas as pessoas, Rachel Young é a menina que só tira dez, usa roupas de grife e tem uma vida perfeita. Mas ela guarda segredos de seus pais ricos e de seus irmãos dominadores... e acaba de acrescentar mais dois à lista. Um deles envolve apostar corrida contra estranhos com seu Mustang GT em estradas escuras. O outro? Isaiah Walker, um cara com quem ela não deveria nem conversar. Mas, quando o órfão tatuado e com intensos olhos acinzentados vem em seu resgate, ela não consegue tirá-lo da cabeça. Isaiah, por sua vez, também tem segredos, sobre onde mora e o que realmente sente por Rachel. A última coisa de que ele precisa é se envolver com uma riquinha que quer passear pela periferia para se divertir — por mais angelical que ela possa parecer. Mas, quando o gosto dos dois pelas corridas de rua coloca ambos em perigo, Isaiah e Rachel têm seis semanas para encontrar uma saída. Seis semanas para descobrir até onde estão dispostos a ir para salvar um ao outro. 

No Limite do Perigo é o mais recente volume da série iniciada com No limite da atração. Aqui você vai conhecer melhor o sombrio Isaiah, além de matar as saudades de Noah, Echo, Beth e Ryan.

Para os que acompanharam a serie, este terceiro livro continua com uma historia bastante parecida as dos anteriores. Um romance para os que gostam do “clichê” com problemas diários vividos pelo casal, Rachel e Isaiah. Devo dizer que na minha opinião, eles são personagens extremamente envolventes e viciantes, tirando como exemplo o próprio Isaiah, um personagem que desde do primeiro livro, me chamava bastante atenção apesar do fato de ter sido deixado de lado na historia. Aliás, incrível a forma em que a autora colocou cada personagem em livros e historias distintas. 

Pela sinopse, imaginamos Rachel como uma garota popular que esconde uma vida apaixonada por carros nas fortalezas da mansão de sua família. Seguindo uma linha bastante parecida com Química Perfeita, da Simone Elkele, pelas descrições da capa e contracapa do livro. Esta ideia é desmanchada ao começarmos a leitura. Rachel de fato é uma garota, inteligente, bonita e rica mas não na opinião das pessoas a sua volta. 

- Levei meses para ter coragem de falar de novo no colegio. Todo mundo lá tem boa memoria, Ethan, e eles acabaram de esquecer.” (Pagina 11)

Rachel é introvertida e as pessoas a sua a voltam a tratam como uma criança frágil. Seus quatro irmãos, são super protetores e ao mesmo tempo são culpados da maioria das coisas que acontece com a pobre garota. Seus pais não conseguem perceber que ela tem uma personalidade diferente da irmã que morreu antes dela nascer. Aliás, Rachel passa a vida inteira tentando fazer a felicidade dos seus pais, as custam da sua própria vida, que se mistura com a personalidade da irmã que ela nunca conheceu. Por culpa disso, Rachel acaba tendo crises fortes de ansiedade e pânico, que esconde de sua família.


– Você não beija garotos – diz West. – Os garotos não devem nem chegar perto de você. Os caras só querem uma coisa, Rach, e não é conversar. Eu sei bem. – Ele encerra o assunto cheio de frustração, depois balança a cabeça enquanto volta a falar: - Por que é que estamos falando nisso? Você não está saindo com ninguém.
- Ah, merda – resmunga Jack. – Vamos ter uma conversa sobre sexo com a nossa irmãzinha. “ (Pagina 16)

Do outro lado da cidade, vulgarmente falando, na parte pobre dela. Isaiah segue sua vida sem grandes mudanças além de um coração partido por sua amiga Beth (No Limite da Ousadia) e uma crise financeira com o seu melhor amigo Noah com quem divide o apartamento em que vive. (No Limite da Atração). 

Vale lembrar que em nenhum momento chega a ser realmente necessário ler os livros anteriores. As histórias são diferentes e auto explicativas. Apenas os personagens anteriores que aparecem. Porém eu recomendo por serem historias igualmente emocionantes. 

A vida de Isaiah, nunca deixou de ser dura, sua situação piora com a saída da sua mãe da cadeia. Suas provas finais que representam o seu futuro naquilo que mais ama: mecânica. Ele trabalha em uma oficina, mas a chegada de uma “patricinha” que tem o dom de arrumar problemas, pode colocar tudo a perder. Rachel é diferente e Isaiah se sente em dívida com esta garota que entende de carros tanto quanto ele. Ele nunca encontrou ninguém assim. Rachel nunca falou com nenhum menino, muito menos um punk de olhos acinzentados com cara de mal. 

A ação do livro se dá através das corridas clandestinas de carros, apostas e dividas. Isaiah e Rachel são completamente diferentes, entretanto entendem que suas diferenças terão que ser deixadas de lado para sobreviverem aos problemas que se encontram. 

Adoro livros nesse estilo. Não tenho nenhum problema com a história ser fácil, sem grandes surpresas, além do final, que me fez chorar. Matei as saudades de personagens que me conquistaram como por exemplo, foi o caso da Echo, que continua extremamente doce. E vale lembrar, que a autora além de criar uma história maravilhosa, ela também colocou uma playlist na última página do livro, com músicas incríveis, tendo letras que se encaixam em cada cena do livro.





Katie McGarry é adolescente eterna. Durante a idade de bandas grunge e dos meninos bonitos, recorda-se desses anos como o melhor e o pior de sua vida. Ela é uma grande amante da música, finais felizes, e televisão da realidade, e é fã declarada (em segredo) do time de basquete Universidade de Kentucky.




Um comentário

  1. Olá,
    Ainda não li os livros anteriores a este, mas tenho interesse.
    Acredito que assim como você, posso vir a gostar bastante das obras da autora.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se