Coluna: Na Tela #14!




Olá gente! Quase um mês depois, eu estou aqui de volta. No mês passado, Bia e David roubaram minha coluna, mas hoje eu tô de volta (rsrs). E hoje, eu vou trazer para vocês a série que acabei de ver recentemente. Vamos hoje de True Blood.



Numa nova era de evolução científica, os vampiros conseguiram deixar de ser monstros lendários para se tornarem cidadãos comuns. Essa mudança, que aconteceu do dia para a noite, deve-se a cientistas japoneses, que inventaram um sangue sintético, fazendo com que os humanos deixassem de ser o seu prato principal. Já os humanos ainda não se sentem totalmente seguros convivendo lado a lado com toda a legião de vampiros que está saindo de seus caixões. Ao redor do mundo, cada um escolheu o seu lado a favor ou contra essa revolução, mas numa pequena cidade de Louisiana, chamada Bon Temps as pessoas ainda estão formando a sua opinião. Sookie, garçonete de um pequena lanchonete, tem o poder de ouvir os pensamentos das pessoas e não vê problemas na integração desses novos membros à sociedade, principalmente quando se trata de Bill Compton, um atraente vampiro de 173 anos de idade. Mas ela pode vir a mudar de opinião, à medida que desvenda os mistérios que envolvem a chegada de Bill a sua cidade.


Elenco:
Anna Paquin (Sookie Stackhouse) / Stephen Moyer (Bill Compton) / Sam Trammell (Sam Merlotte) / Ryan Kwanten (Jason Stackhouse) / Rutina Wesley (Tara Thornton) / Chris Bauer (Andy Bellefleur) / Nelsan Ellis (Lafayette Reynolds) / Carrier Preston (Arlene Fowler) / Alexander Skarsgård (Eric Northman) / Deborah Ann Woll (Jessica Hamby) / Kristin Bauer Van Straten (Pamela De Beaufort) / Todd Lowe (Terry Bellefleur) / Jim Parrack (Hoyt Fortenberry) / Lorren Bowles (Holly Cleary) / Joe Manganiello (Alcide Herveaux).



True Blood foi uma série criada por Alan Ball e se manteve até a sétima temporada, tendo sua transmissão feita pelo canal americano HBO. Foi finalizada com média 8 no site IMDb. A série é uma adaptação do livros As Crônicas de Sookie Stackhouseque foi publicado pela editora Prestígio e foi escrito pela autora Charlaine Harris

.


O seriado tem um enredo com um tom um tanto quanto pesado, contém várias cenas de nudez, assassinato e vocabulário de baixo escalão e engloba temas como drama, romance, fantasia, mistério e suspense. Embora esse fatores, True Blood possui um enredo bem amarrado e também possui uma certa fidelidade ao seu material original (claro que há divergências, mas nada de tão grave). O elenco também não deixa a desejar, tendo Anna Paquim como protagonista você se encontra encantado pela história.

Temos uma grande diversidade no quesito personagens, tendos vampiros, lobisomens, bruxas, transmorfos, skinwalkers (são transmorfos que além de se transformarem em animais, podem assumir a forma de um humano), fadas,  mênade, werepanthers (pessoas que se transformam em panteras), Ifrit, Lilith (primeira vampira criada por Deus) e fantasmas; ou seja, um repertório de personagens bem variado, do mais original do meio sobrenatural.

Confesso que a quinta temporada foi um tanto que fraca para mim, e foi onde levei um bom tempo para assistir, mas no geral, é uma ótima séria e que consegue cativar seus telespectadores. E esses são os fatores que me levaram a dar essa nota.

AVALIAÇÃO




Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se