Resenha #253 - O Encantador de Flechas (Supernova Vol 1)!






Título: O Encantador de Flechas
Coleção: Supernova
Autor: Renan Carvalho
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Especificações: Brochura |440 páginas
ISBN: 9788581636795
 Sinopse
Imersa em uma ditadura implacável, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que utiliza os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir direitos para a população. Do outro, um governo tirano, resguardado por soldados especialistas em aniquilar magos — nome vulgar dado aos praticantes da tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, que, após ser tragado para a rebelião, tenta aprender mais sobre sua misteriosa habilidade de encantar objetos com a energia dos elementos.
Com uma narrativa envolvente e reviravoltas incríveis, Supernova: O Encantador de Flechas é um livro que vai arrebatar os fãs de fantasia.
Cortesia Editora Novo Conceito


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************



RESENHA POSTADA ORIGINALMENTE NO BLOG GUILDA DOS LEITORES




Acigam vive uma época de prosperidade na visão do tirano rei. Isolada de todo o mundo afora, a cidade e tomada nas caladas da noite por uma guerra civil implacável entre o exército real e os dominadores de energia que se nomeiam como magos. Avançados, os povos começam uma verdadeira briga para ver quem vai controlar o que, enquanto a população sofre baixas e a opressão do governo.

No meio de toda essa loucura conhecemos Leran, um garoto comum, que sonha em um dia viajar pelo mundo e conhecer mais deste enigmático universo. O que Leran não sabe é que sua família tem uma estreita ligação com a rebelião, e ele pode ser o futuro que definirá para que lado esta guerra irá pender. Tomado por um dever de proteger aqueles que ama, Leran embarcará em uma perigosa jornada rumo a deter a tirania do rei e seus soldados apavorantes.

Estupendamente inteligente, Supernova – O Encantador de Flechas é a aposta certa para os amantes de distopia e fantasia. O livro que peguei tão despretensiosamente para ler me encantou a cada página. A narrativa é vista sobre dois pontos de vistas diferentes. O livro vem repartido em quatro partes, sendo três delas narradas por Leran, e uma intermediária narrada por Judra (outra protagonista de suma importância na trama). Confesso que no começo do livro não esperei grandes reviravoltas. Ao primeiro olhar, Leran me pareceu bem imaturo e extremamente bobo, o que fez automaticamente com que eu não me prendesse muito a trama, mas com o decorrer dos acontecimentos, Renan Carvalho vai fisgando o leitor com doses envolventes de mistério, ação e romance. O que em uma primeira vista se mostra tão previsível, ao fim torna-se algo surpreendente e totalmente sufocante. A trama de Carvalho é instigante, e a mitologia criada pelo autor me encantou intimamente; me sentir revendo as aventuras de Avatar a Lenga de Aang. O conceito geral da trama tem características bem semelhantes, já que os magos aqui controlam as energias elementares que regem o universo. Conforme a leitura vai se desenvolvendo, o mundo de Supernova vai ficando mais complexo e misterioso, e com o desfecho próximo, perguntas extremamente atrativas (que garantem sua vontade para ler o próximo volume da série) são o que mais você irá encontrar.

Leran, como disse, não foi um protagonista que me cativou no primeiro olhar. Sua postura e a maneira como se mostrou na narrativa não me atraiu muito. Talvez pelo fato de no começo do livro ele se mostrar extremamente submisso, e nada como esperava ou imaginava que seria após ler a sinopse da capa. Felizmente, o personagem cresce bastante com o decorrer da trama e isto é muito positivo, levando-se em consideração todas as provações que ele passa. O livro que decorrer em meses a fio, tem uma escrita tão empolgante na visão dos personagens, que parecem, ao leitor, que os dias realmente correm. Renan Carvalho trabalhou muito bem também a lógica temporal da sua obra e mostrou ao leitor o que era realmente necessário, sem grandes detalhes, mas descrevendo o suficiente.

Pra mim, o que livro ganhou seu ápice nos capítulos narrados por Judra, par romântico de Leran. A personagem que em uma primeira impressão também não se mostra lá grande coisa, trás uma perspectiva totalmente diferente do que já vimos anteriormente. Os capítulos de Judra quebram toda a visão que o leitor constrói do mundo de Carvalho, e O Encantador de Flechas ganha um novo arcabouço de possibilidades a serem exploradas, ou personagens a serem inseridos. Vemos os pontos opostos destes dois personagens distintos, sem romantizar demais a trama, ou igualar os ideais.

Supernova também possui uma dose ácida e crítica, bem estruturada, que afeta, principalmente, o meio político. A estrutura social de Acigam fascina e faz com o que o leitor queira conhecer mais; explorar mais. Nesta características, em particular, vemos o lado distópico do livro aflorar ainda mais alto, de acordo com que os aspectos do gênero literário vão se ressaltando sobre a fantasia. E o estudo do autor também não deixou a pecar. Embora não explore muito profundamente o caos dessa sociedade monárquica, Carvalho levantou os pontos certos, e explicou com perfeição o que foi introduzido, sem deixar brechas, ou parecer forçado.

 
 
 

Por fim, não daria para resenhar e não comentar a edição mega linda que a Editora Novo Conceito arquitetou. Cheio de materiais extras, como capítulos, curiosidades e ilustrações (são o mais incrível), o livro teve uma capa bem chamativa (já usada na primeira edição que o autor lançou, tendo algumas pequenas diferenças) e não pecou no quesito revisão. Como dito acima, uma pedida certa para os amantes de fantasia.


Renan cresceu com um gosto inexplicável por histórias fantásticas. Amante de desenhos, HQs, filmes, games e livros, aprendeu, desde cedo, a criar seu próprio mundo. Era o garoto que escrevia mais de vinte páginas nas lições de redação e tirava zero por ter fugido do tema proposto. Com o passar dos anos, deixou a fantasia de lado e voltou-se para o mundo real. Graduado em Marketing, passou a trabalhar dentro de sua área de formação. Foi apenas com vinte e cinco anos que decidiu buscar os cadernos empoeirados da época de criança e redescobriu sua paixão.



Um comentário

  1. Oi, adorei a resenha.
    Sempre vejo esse livro no instagram mas nunca tinha parado para ler sobre... Adorei conhecer.
    bj

    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se