Resenha #248 - Caindo na Estrada (Diário de um Banana Vol 9)!





Título: Caindo na Estrada
Coleção: Diário de um Banana
Autor: Jeff Kinney
Editora: V&R Editoras
Ano: 2015
Especificações: Brochura |324 páginas
ISBN: 9788576838234
 Sinopse

O maior pesadelo do Greg está prestes a acontecer: a mãe organizou uma viagem de carro para toda a família, com a desculpa de que é a melhor forma de passarem tempo juntos. Não há nada que vá fazer o carro voltar para trás, nem mesmo a entrada em cena de um porco à solta ou um ataque de gaivotas assassinas. E quando parece que nada pode piorar a situação, o Greg descobre uma forma de deixar toda a gente à beira de um ataque de nervos.


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************





Greg Heffley esperou muito tempo pelas férias de verão. Tudo que ele queria era aproveitar os longos dias de sol longe da escola. Mas todo o seu planejamento desce água abaixo quando sua mãe inventa uma viagem de carro em família. O que se pode dizer de uma aventura com os Heffley dentro de um carro em pleno verão? A diversão em família que devia ser isto, uma diversão, acaba se transformando num verdadeiro desastre, enquanto Greg lida com dramáticas ocasiões marcantes, desde utilizar banheiros sujos de postos de gasolina, a gaivotas e porcos ensandecidos. Momento inesquecíveis aguardam essa maluca família durante essa divertida leitura. 

O Diário de um Banana é uma das série infantis mais cômicas que sempre tenho o prazer de ler e reler. Além de possuir um humor super leve, com piadas que realmente arrancam diversos sorrisos do leitor, o autor, Jeff Kinney, ainda consegue tornar as situações mais improváveis, na mais inesquecíveis aventuras. Contando com outra edição linda arquitetada pela V&R Editoras, em capa dura, e claro, com uma cor mega chamativa (eu adoro as cores das capas <3), Caindo na Estrada, nono volume da série, é uma pedida certa para sair da ressaca literária e ainda arrecadar boas gargalhadas. 


Os personagens de Kinney são impossíveis de não se identificar. Em algum momento você vai acabar se transferindo para o Greg de alguma maneira, sendo que vai recordar de algum momento da sua infância que tenha agido da mesma maneira. Como disse algumas resenhas atrás, o personagem não é símbolo de melhores exemplos. A lógica do autor é mostrar para seus leitores que todo ato tem suas conseqüências e como tal, Greg sempre precisa encarar de alguma forma essas conseqüências. Meio egocêntrico, o personagem divide o leitor mais experiente em um misto de raiva e amor, onde por um lado queremos que ele amadureça, e por outro não. De toda forma, não tem como não se identificar. 

Dizem as más línguas que o livro é estritamente para criança. Sou daqueles que discordam totalmente disto, com todas as minhas forças. Apesar de ter uma narrativa ingênua e bem simples, o livro arquitetado sobre quadrinhos feitos pelo próprio autor, não deixa de conquistar os leitores que se agradem por uma leitura mais infantilizada. Como já disse, o ápice escondido na série O Diário de um Banana é o humor, e isso, sem dúvidas, nunca falta. Em Caindo na Estrada a história não é diferente. Vemos Greg arrancar nossos sorrisos e render uma leitura super gostosa com as situações mais inusitadas e simplórias que podemos imaginar. Se não ler por amor, que tal dá uma chance simplesmente para rir e divertir? O Diário de um Banana tem aquele gosto de infância que nos faz amar o livro, por mais criança que venha a ser.





Kinney trabalha em tempo integral como escritor e designer de jogos online. Segundo seu site, ele também criou o garoto-friendly site Poptropica . Kinney cresceu em Fort Washington, Maryland, Estados Unidos e freqüentou a Universidade de Maryland em College Park no início de 1990. No entanto, Kinney não foi bem sucedida na obtenção de sua história em quadrinhos sindicados após a faculdade, e em 1998, ele começou a escrever suas idéias, que acabaria por se tornar Diary of a Wimpy Kid. Vagamente baseado em sua infância, a série vendeu quase 16 milhões de cópias no mundo inteiro a partir de 2009 e foi desenvolvida em um longa-metragem, para o qual Kinney também serviu de produtor executivo. Até o momento, quatro Wimpy Kid livros foram lançados, além de um do-it-yourself do livro.Pelo menos um livro adicional está previsto para ser lançado.
Em 2009, Kinney foi nomeado um dos Time Magazine's 100 "A maioria das pessoas mais influentes" do mundo.



2 comentários

  1. Heey!
    Gosto muito de Diário de um Banana, me diverti muito lendo os livros hahah, eu parei no sexto volume e espero poder continuar a série em breve ^^
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  2. Olá, David.
    Só li o primeiro volume da série do Diário de uma Banana. Assim como você, também discordo bastante, quando dizem que essa série escrita para apenas crianças.
    Quero muito engrenar nas demais leituras, lembro que achei a narrativa do autor simples, engraçada e envolvente.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se