21 outubro 2015

Coluna: Na Tela #17!




Cá estou eu mais uma vez roubando a coluna do Anderson, haha, então, vão ter que me aguentar mais um pouquinho. Bem, como o mês de outubro, geralmente todo mundo central no universo terror por causa do Halloween, nós fizemos diferente e sempre ficamos no time infantil. Para comemorar o mês da criança, mais uma indicação de série para quem, assim como eu, jamais irá crescer. E nada melhor do que misturar literatura com televisão. Alguém aqui é fã de Como Treinar Seu Dragão? Pois é, no começo do ano tivemos o anuncio de que a Netflix produziria um seriado baseado na história, e não é que produziu e deu super certo! A série intitulada “Dragões: Corrida até o Limite” chegou ao site no meio deste ano e já conta com uma primeira temporada eletrizante e muito viciante, apresentando nossos heróis mais velhos e interligando-se excelentemente bem com as outras duas séries anteriores, produzidas pelo canal Cartoon Network e já exibida na Globo.

Na trama vemos nosso herói Soluço e seu fiel amigo dragão Banguela finalizando sua pesquisa para descobrir as espécie de dragões que existem. Agora, com sua busca quase acabada, Soluço deve voltar à aldeia de Berg para assumir seu lugar como sucessor e líder do povo, mas seu coração quer liberdade e busca conhecimento. Inesperadamente um antigo vilão retorna, trazendo consigo a descoberta de um artefato chamado de Olho do Dragão, uma espécie de luneta que quando acessa apresenta novas espécies desconhecidas de dragões e onde localizá-los. Agora, Soluço e seus amigos tem uma nova missão de catalogar esses dragões e protegê-los de possíveis ameaças. Mas uma verdadeira guerra está a espreita e perigos do passado retornam, ameaçando a segurança de todos.







Baseada no aclamado "Como Treinar Seu Dragão", essa série animada acompanha as aventuras semanais de Soluço e Banguela na Ilha de Berk, juntamente a outros treinadores de dragões, cada um com seu próprio dragão a treinar.
















Personagens:
Soluço, Banguela, Astrid, Tempestade, Perna de Peixe, Batatona, Dente de Anzol, Melequento, Stoico, Bocão, Cabeça Quente,Cabeça Dura, Gothi, Alvin, Dgaur, Vômito e Arroto.

Sem dúvidas foi um seriado muito divertido. Apelando para o humor, a série animada tem o mesmo ritmo dos filmes, só um pouco mais curta. E isso é realmente um ponto bem legal, porque de fato, temos a visibilidade de uma interligação perfeita entre a nova série e o segundo filme. Para quem queria ver mais exploração do próprio relacionamento entre Astrid Soluço, ou então o crescimento do protagonista, aqui vai encontrar. O único ponto negativo, talvez, tenha sido as referências que o seriado faz aos antigos que foram produzidos pela Cartoon Network. A dica que deixo é que se possível, assista a duas temporadas dessa primeira geração para depois se aventurar neste, ou você pode ficar confuso quanto a ligação de determinados personagens que surgem na trama, como aconteceu comigo. Sem dúvidas, não é algo extremamente aberto, deixando tudo desconecto. Pelo contrário, mesmo para quem não viu as duas primeiras temporadas, ainda dá para acompanhar essa sem problema algum, mas para um maior entendimento, é o que se recomenda.


A série conta com apenas 13 capítulos e todos podem ser encontrados no Netflix ou então no You Tube (por onde assisti) e são curtinhos. Diversão é garantida, e não vai faltar piadas e altas gargalhadas. Infelizmente até o momento não foi dito nada sobre uma provável segunda temporada, mas quem viu fica aguardando este evento, já que o 13° capítulo deixa a trama bem aberta e automaticamente exige continuação.

CLASSIFICAÇÃO

Outro ponto que me chateou um pouco foi que alguns capítulos não parecem se interligar com outros e transforma tudo em uma gigantesca “pizza” de eventos que vão acontecendo sem mais nem menos. Tendo sido produzido para crianças, talvez os produtores não tenham em si se preocupado com isto, mas confesso que esperava algo mais maduro. Quem sabe no decorrer de futuras temporadas não mude? No momento, se estiver procurando algo para se divertir e passar o tempo, Dragões: Corrida até o Limite é uma pedida indispensável



2 comentários:

  1. Gosto desse formato de série mais curtinho e divertido, então acho que vou gostar. Vi apenas o primeiro filme e adorei então estou bem curiosa ^^
    boa semana ^^

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  2. Mesmo não tendo conexão entre os episódios me interessei! A história é muito legal *o*
    Beijos.

    http://www.claramenteinsana.com/

    ResponderExcluir

Expresse-se