Resenha #261 - Boneca de Ossos!






Título: Boneca de Ossos
Autor: Holly Black
Editora: #Irado (Editora Novo Conceito)
Ano: 2014
Especificações: Brochura |224 páginas
ISBN: 9788581633916
 Sinopse
POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam.
Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...
Mas, de repente, Poppy conta para os amigos que começou a ter sonhos com a Rainha – e também com o fantasma de uma menininha que não conseguirá descansar enquanto a boneca de ossos não for enterrada no seu túmulo vazio.
Então, Poppy, Zach e Alice partem para uma última aventura a fim de ajudar o fantasma da Rainha a encontrar seu descanso eterno. Mas nada acontece do jeito que eles planejaram... A missão se transforma em uma jornada de arrepiar.
Será que a boneca é apenas uma boneca ou existe algo mais sinistro por trás desses fatos? Poppy está mesmo dizendo a verdade ou tudo isso não passa de um truque para que voltem a brincar juntos?
Se existe mesmo um fantasma, o que vai ser das crianças agora que elas estão nas suas mãos?


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Poppy, Zach e Alice são amigos há muito tempo. Há anos atrás, os três descobriram algo que amam fazer junto e desde então, não se separam mais. Mesmo depois de muitos problemas que enfrentaram, desde a separação dos pais de Zach, a morte dos de Alice, a amizade permanece intacta e todas as tardes eles se juntam para viajar pelo mundo da imaginação, brincando com seus bonecos de ação.


Nesta terra de fantasia criada pelo trio, seus personagens são regidos por uma Rainha poderosa, que os enviou em uma verdadeira missão rumo a terras desconhecidas para recuperar sua liberdade e escapar de sua maldição. Mas o que Poppy não esperava é que a brincadeira acabaria virando realidade. Com o retorno do pai de Zach a sua casa, problemas novos se mostram e o garoto se vê cada vez mais ligado ao basquete, querendo encerrar a brincadeira para sempre. Na mesma noite, Poppy recebe a visita do fantasma da boneca Rainha, que lhes envia em uma perigosa missão em busca de um túmulo, sobre a ameaça de aterrorizar os três eternamente se não cumprirem com ela. Em vista disto, o trio que se partiu reuni-se novamente e parte na aventura, guiado por uma boneca aterrorizante e um sentimento de dever a cumprir. Existe mesmo um fantasma? Quais consequências terão que aguentar se falharem? Que planos teria este ser colocando as crianças em suas mãos?

Boneca de Ossos, infanto-juvenil da autora Holly Black chegou ao Brasil no ano passado e rendeu muitos comentários positivos sobre seu conteúdo. Pessoalmente, a impressão não foi a mesma comigo. O livro, narrado em terceira pessoa, sobre o foco de Zach, conta muito mais uma aventura de reconciliação do que um conto apavorante. E isto não foi um dos piores pontos para mim. Mais uma vez, insistindo na escrita de Black, me vi jogado em um livro seco, sem muita profundidade, com cenários e personagens extremamente rasos, de forma que não me apeguei ou me identifiquei com nenhum. É complicado resenhar esta obra, visando que a narrativa de Black não me conquista. Já é o terceiro contato que tenho com ela, e posso dizer que desta vez desisti. A autora, a meu ver, tem uma escrita tão superficial e lenta, que acaba tornando, até o enredo, bem instrutivo e legal, em algo sem graça e nada agradável. A história que deveria ter um mínimo de tom obscuro, assustador, fica boba e sem nexo, devido às informações enxutas demais a quais recebemos.


Como disse acima, especificamente, nenhum dos personagens me cativou. Zach foi o que chegou mais perto disto. No começo do livro, a autora trabalhou muito bem ele; bem o suficiente para me prender. Com o decorrer da trama, infelizmente, a leitura ficou maçante e mais me pareceu uma tonelada de acontecimentos sem nexos e improváveis, que ultrapassam, totalmente, a realidade vivaz que Black quis trazer. Levando-se em conta que o livro trás uma criatura sobrenatural, esperava-se que tivessem mais elementos fantásticos, o que realmente não aconteceu. Os três protagonistas ficaram secos, fracos e brigavam por qualquer detalhe totalmente fútil e sem compreensão. Alice por exemplo, a meu ver, não evolui um mínimo se quer durante o decorrer de todo o enredo. E tratando de temáticas como a reconciliação e amadurecimento (crianças que estão entrando na adolescência), Boneca de Ossos também não se saiu muito bem. Como disse, os dramas pessoais dos personagens, seus segredos, de nada tem ligação com a verdadeira central de todos os eventos: a boneca. E ao final da obra, a impressão que fica é uma totalmente oposta a que a autora descreveu no começo. O fantasma que apareceu como alguém perturbador, sanguinário e apavorante, acaba se transformando em um verdadeiro Gasparzinho, assim, sem mais nem menos.



A idéia de Black foi legal, sem dúvidas. O enredo tem um Q atrativo, e poderia ter conquistado bem mais, se não fosse a desestruturação de seu próprio enredo, que se contradiz; seus personagens fúteis e superficiais, e especificamente para mim, esta narrativa rasa e seca, sem aprofundamento suficiente para que eu pudesse me envolver mais na trama e viajar juntamente com os protagonista. Uma pena, sem dúvidas. A edição publicada pelo Selo #Irado, da Editora Novo Conceito ficou muito singela, cheia de detalhes que fazem toda diferença e ilustrações bonitas para se admirar.



Holly Black é uma escritora norte-americana que mora em West Long Beach, New Jersey. Ela ficou mundialmente famosa após escrever a série de livros As Crônicas de Spiderwick. Holly Black é uma grande colecionadora de livros raros de folclore. Em seus primeiros anos de vida ela morou em uma mansão abandonada em estilo vitoriano com sua mãe, que contava a ela várias estórias de fantasmas e fadas.
Seu primeiro livro, Tithe: A Modern Faerie Tale, foi muito bem recebido pela crítica e foi publicado no outono de 2002. A escritora só viria a ficar famosa um pouco mais tarde, com o lançamento do livro As Crônicas de Spiderwick: O Guia de Campo, primeiro livro da série As Crônicas de Spiderwick.



3 comentários

  1. Ahhh sei la vi que você deu pouco pontinhos mas eu gostei do livro! A história querendo ou não tem um pouco de suspense =D

    Indiquei você para uma tag, venha visitar e participe =D

    http://acidadeliteraria.blogspot.com.br/2015/10/tag-esse-ou-esse.html

    BJUS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cah!
      Obrigado pela indicação da tag *-*
      Irei responder e te aviso quando postar. Pode deixar <3 Adoro tags!

      Abraços
      David Andrade
      http://www.olimpicoliterario.com/

      Excluir
  2. Olá David, tudo joia? Interessante sua resenha e impressões da obra meu querido. No meu caso, lerei este tipo, por conta da sinopse. Não sei como a autora desenrola ao longo da trama, mas se eu tiver a mesma impressão que você, de uma leitura seca e muito enxuta, também vou detestar. As ilustrações são realmente lindas e - mais uma vez - o livro me ganhou pela visualização. hahaha Vou ler e vejo se vou curtir. Obrigado por resenha tão sincera. Abração! ;)

    Ewerton Lenildo - Viajante das Letras.
    viajantedasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se