Resenha #282 - A Menina da Neve!






Título: A Menina da Neve
Autor: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Especificações: Brochura |352 páginas
ISBN9788581638010
 Sinopse
Alasca, 1920: Um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece.
Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca.
Enquanto o casal se esforça para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas , eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.
Cortesia Editora Novo Conceito

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************



Uma história incrivelmente rica em detalhes, cheia de mistérios e magia, é o que aguarda por trás das páginas de A Menina da Neve. Qualidades realçadas pela belíssima arte da edição confeccionada pela Editora Novo Conceito, cada tomo e cada capítulo pensados com uma riqueza de detalhes e cuidados estonteantes, para emoldurar essa inexplicável obra finalista do prêmio Pulitzer.


 

O primeiro pensamento de Mabel, naquela manhã de inverno ao se deparar com as pequenas pegadas de criança em seu jardim, foi de uma história que seu pai lhe contava durante a infância, uma história contida em uma capa de couro azul, com um delicado floco de gelo emoldurando sua frente, a história da menina da neve. Era uma lenda russa, onde no primeiro dia de neve do inverno, um casal de velhinhos que nunca tiveram filhos resolve construir uma menina de neve, e com seus corações desejam que sua boneca ganhe vida e se torne a filha que eles nunca tiveram. Durante a noite, compadecidos com seu sofrimento, os espíritos do inverno abençoam o casal lhe concedendo seu desejo...

Em uma piscar de olhos, Mabel Jack, seu marido, reencenavam a história. Em uma noite, uma menina feita de neve e ao amanhecer, lá estava ela, uma criança de carne e osso, com grandes olhos azuis, um pequeno rosto pálido emoldurado por cabelos longos e loiros espiando-a através das árvores da floresta. Teriam suas preces sido atendidas pelos espíritos do inverno? Será que Mabel estaria pronta para cuidar daquela pequena, após o acontecimento de seu passado que ainda povoa seus pesadelos? Seria aquela a chance tão esperada por ela e seu marido de recomeçar suas vidas longe da opinião e julgamento dos parentes?

Uma obra perdida entre a ficção e a realidade, A Menina da Neve, surpreende por trazer em sua narrativa elementos que põe em dúvida o elemento fantástico da história. Da primeira até a última linha nos são apresentados fatos que sustentam ambas as teorias, a primeira de que a menina seria o mágico fruto do desejo de um casal de velhos de ter filhos e a segunda, a triste história de uma menina perdida que teve de aprender a se cuidar sozinha nas terras selvagens onde nasceu.

Eowyn Ivey, nos faz duvidar da origem da garota, mas deixa bem claro que existe uma mistério que a envolve, porém, ao fim somos levados a tomar nossas próprias conclusões. A minha, neste caso é de que cada um é capaz de enxergar algo de magico no mundo, algo só nosso e que é irrelevante para os olhos de outros.




Eowyn Ivey mudou-se para o Alasca ainda pequena e continua vivendo por lá com seu marido e duas filhas. Formou-se com honras em Jornalismo pela Universidade de Western em Washington e fez pós-graduação em Escrita Criativa pela Alaska Anchorage. A Menina da Neve é seu livro de estreia e foi finalista na categoria ficção do Prêmio Pulitzer, em 2013.




5 comentários

  1. Olá Lena!
    Adorei a resenha! Fiquei curiosa para ler o livro. Gosto desse mistério, essa dúvida, onde o leitor precisa tirar as suas conclusões.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lena
    Amei sua resenha! Sério! Muito bem feita, parabéns!
    Infelizmente, a premissa do livro não me chama atenção, mas não sabia que havia sido finalista do Pullitzer.
    Beijos
    Balaio de Babados || Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Ultimamente eu estou vendo tantas resenhas desse livro e a cada uma minha vontade de lê-lo aumenta, nossa, só vejo bons comentários a respeito, preciso logo comprar e ler esse livro!
    Estou seguindo e adorando o conteúdo do blog <3
    Beijos.
    Criei, recentemente, um blog para falar sobre filmes, séries, cultura e artes no geral. Se você puder dar uma conferida eu ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
  4. Olá :)
    Apesar da premissa parecer muito boa o livro não faz muito meu estilo!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!! Tudo bom? Nossa eu amei A Menina da Neve. Amei o suspense, a história e o rumo que ela tomou. Acho que foi uma escolha super acertada da editora =D
    Adorei seu blog, já estou fazendo parte ;D
    Bjos
    www.euvoceeoslivros.com

    ResponderExcluir

Expresse-se