Resenha #289! - Perdidos Por Ai!






Título: Perdidos Por Ai
AutorAdi Alsaid
Editora: Verus
Ano2015
Especificações: Brochura | 294 páginas
ISBN9788576863977
 Sinopse
Quatro jovens ao redor do país têm apenas uma coisa em comum: uma garota chamada Leila. Ela entra na vida de cada um com seu carro absurdamente vermelho no momento em que eles mais precisam de alguém.
Entre eles está Hudson, mecânico em uma cidadezinha, que está disposto a jogar fora seus sonhos de amor verdadeiro. E Bree, uma garota que fugiu de casa e curte todas as terças-feiras — além de algumas transgressões ao longo do caminho. Elliot acredita em finais felizes... até sua vida sair totalmente do script. Enquanto isso, Sonia pensa que, quando perdeu o namorado, também perdeu a capacidade de amar.
Hudson, Bree, Elliot e Sonia encontram uma amiga em Leila. E, quando ela vai embora, a vida de cada um deles está transformada para sempre. Mas é durante sua própria jornada de quase sete mil quilômetros através do país que Leila descobre a verdade mais importante: às vezes, aquilo de que você mais precisa está exatamente no ponto onde começou. E talvez a única maneira de encontrar o que você está procurando seja se perder ao longo do caminho.
Cortesia Editora Verus (Grupo Editorial Record)




**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************



Leila é uma adolescente diferente que decide viajar em seu carro vermelho para ver a aurora boreal, escapando da mesmice. Até chegar ao seu destino, ela acaba conhecendo pessoas que de uma forma especial e com muitos momentos divertidos lhe ajudam em suas necessidades ou duvidas. Em uma viagem inesperada, tudo pode acontecer.

A primeira pessoa que Leila encontra e Hudson, um mecânico de uma cidadezinha que concerta seu carro e acaba se encantando pela sua beleza, convidando-a para conhecer seu lar. Este momento entre os dois dura apenas uma noite e acaba mudando a vida deles para sempre. 

A segunda pessoa é Bree, uma adolescente que decidiu sair de casa apenas com uma mochila nas costas sem rumo e acaba cruzando o caminho de Leila. As duas se envolvem em muitos eventos, eventos estes que levam Leila até Elliot, terceira pessoa que ela encontra em sua viagem. Ele é um rapaz que acredita no amor e que a vida pode ser inspirada em filmes. Inocente, acaba descobrindo que não é bem desta forma que as coisas acontecem na vida real. 

A quarta e última pessoa pessoa que entra na vida de Leila é Sonia, uma jovem que esta passando por um momento complicado de sua vida, pois tem que tomar uma decisão muito importante e acaba vendo em Leila e em seu carro uma forma de fugir de tudo isto. As duas acabam se envolvendo em vários momentos bem engraçados e de muita agonia.

Quatro adolescentes, uma garota. Leila passa na vida de todos com muita rapidez, mas essa passagem marca o começo e o seguimento de novas modificações que podem não só alterar aqueles por quem ela se envolve, como também sua própria viagem.

“Porque às vezes é preciso se perder para poder se encontrar”

A primeira coisa que tenho para falar sobre o livro é que Adi Alsaid esta de parabéns, pois ele consegue nos mostrar que adolescentes também passam por problemas e tem que tomar decisões difíceis que não estão preparados para acerta naquele momento. Podemos ver que mesmo Leila sendo uma adolescente de 17 anos possui muita sabedoria e acaba ajudando as pessoas que entram em seu caminho sem pedir nada em troca, e ao ajudar estas pessoas, ela acaba descobrindo o seu próprio caminho e se ajudando.

Perdidos Por Ai é narrado em terceira pessoas e é divido em cinco partes, cada uma delas com seis ou sete capítulos contando a historia de cada personagem. Uma historia bem escrita que nos deixa cada vez mais apaixonado pelos personagens e em algum momento você se idêntica com alguém ou vê um amigo, tornando a obra uma leitura bem tranquila que quando percebemos, já acabou. Os personagens nos contagiam com seus dramas e problemas, cativando o leitor a todo instante. Leila em particular cresce muito no decorrer do enredo e torna a história única, assim como sua visão de mundo.

Vou classificar o livro com cinco estrelas, pois o mesmo é perfeito, possuindo uma capa que tem tudo a ver com a historia, sem erros de português. E como li a história durante o natal, vou agradecer a Editora Verus pelo presente, pois tornou a data ainda mais especial.



Adi Alsaid nasceu e foi criado na Cidade do Méximo. Ele se formou na Universidade de Nevada, em Las Vegas, e é fluente em inglês, espanhol e hebraico. Depois de se formar, arrumou as malas e foi para a costa da Califórnia para se tornar escritor. Agora ele está de volta à sua cidade natal, onde escreve, treina times infantis e juvenis de basquete e faz com que cada prato que ele come seja tão picante quanto possível. Além do México, ele já viveu em Tel Aviv (Israel), Las Vegas e Monterey, na Califórnia.






2 comentários

  1. Nunca tinha visto nem ouvido falar desse livro. De primeira já achei a capa muito bonita :)
    Pela sua resenha, parece que a história é muito boa mesmo :D

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Elizane, adorei a resenha! Eu já tinha visto a capa do livro, mas ainda não tinha me interessado muito. Depois da sua resenha considero realmente ler essa estória. Parece ser uma leitura leve e bastante fluida, espero curtir!

    Até mais!

    http://prologodaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se