20 abril 2016

Coluna: Na Tela #25!



Olá gente! Você já teve aquela vontade de participar do seu livro favorito? Ou ao menos visitar o local onde se passa a trama? Bom, é basicamente sobre isso que The Magicians trata.



Sinopse: Quentin Coldwater é um adolescente do Brooklyn com uma inteligência acima da média, mas o mesmo não pode se dizer sobre suas habilidades sociais. Quando ele é aceito na Academia Brakebills, uma renomada e secreta escola de magia, ele descobre que sua fantasia não irá resolveu todos os seus problemas. Assim, deverá lidar com sua falta de sociabilidade ao longo do caminho, e vai descobrir que aprender magia não é tão animador quanto ele imaginava.







Elenco:
Jason Ralph (Quentin Coldwater) / Stella Maeve (Julia Wicker) / Olivia Taylor Dudley (Alice Quinn) / Arjun Gupta (William 'Penny' Adiyodi) / Hale Appleman (Eliot Waugh) / Summer Bishil (Margo Hanson) / Jade Tailor (Kady Orloff-Diaz) / Rick Worthy (Dean Fogg) / Mackenzie Astin (Richard) / Kacey Rohl (Marina) / Rose Liston (Jane Chatwin) / Charles Mesure (The Beast).


The Magicians é uma das mais novas séries da temporada de 2016 do canal Syfy. O seriado é produzido por John McNamara e Sera Gamble e é baseado no homônima trilogia escrita por Lev Grossman (O Magos, O Mago Rei e A Terra dos Magos). A série está com média 8,68 no Banco de Séries, mostrando que faz um relativo sucesso (minha média é 9,81).

Antes de começar a falar da série, devo alertar que se você não tem estômago forte, talvez deva fechar os olhos em algumas cenas. Não irei fazer um paralelo série/livro, por não ter lido o livro.

Falando de enredo, The Magicians não pecou. O seriado possui um enredo muito conciso e bem amarrado. Se teve alguma falha, passou despercebido por mim (caso já tenham assistido deixem nos comentários algum furo que tenham visto). Nós somos levados a uma visão de magos mais "pesada", com muito sangue e sexo, sem falar da boquinha suja dos personagens (rsrs). Todos esses aspectos trazem uma visão um tanto mais realista, dando a pequena ilusão de que por pouco não estaríamos em Brakebills sendo grandes magos.

A séries traz um cardápio variado de personagens, dos quais temos seis protagonistas, cada tendo um diferencial; até meio que estereotipado. Quentin é o louco, que só pensa, fala e respira os seus livros de infância que contavam sobre uma terra maravilhosa e magica. Alice é a nerd e sabichona do grupo, enquanto que Penny é o "porra loca do grupo", que basicamente só pensa em sexo e drogas. Julia é a obcecada por mágica que virou quase uma drogada para ela, transformando o poder em algo que causa uma dependência anormal. E por fim, temos Margo e Eliot, que seriam os populares da escola e que vivem de festa e bebidas. Porém todos cresceram muito durante o desenvolvimento da trama, claro que uns mais que outros.

The Magicians não deixa a desejar em outro fator: efeitos especiais. Quando se trata de algo envolvendo poderes nós já esperamos por grandes efeitos, efeitos esses que nos façam ter a ilusão de que aquilo é realmente de verdade, claro que muitas vezes não sai como esperávamos e a expectativa acaba falhando totalmente. Esse não é o caso desse seriado, os efeitos são muito bem feitos e nos trazem realmente aquela necessidade de parece real.

AVALIAÇÃO

Espero que vocês possam dar a chance que eu dei para The Magicians. Nos primeiros quatro episódios há mistérios e nenhuma resolução, o que deixa a história lenta e chata, mas não desista, garanto que os demais episódios vai compensar isso.




Um comentário:

  1. Oi, Anderson!
    Primeiramente, devo dizer que amei o novo look do blog. Ficou lindo!
    Eu fiquei ansiosa por The Magicians desde que vi o trailer e não me decepcionei. Agora estou ansiosa pela segunda temporada.
    Realmente a série não é pra quem tem estômago fraco.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Expresse-se