03 maio 2016

Cinema #6 - Capitão America 3: Guerra Civil!





Título: Capitão America - Guerra Civil
Gênero: Ação
Direção: Anthony Russo, Joe Russo
Elenco: Anthony Mackie, Chadwick Boseman, Chris Evans, Daniel Brühl, Don Cheadle, Elizabeth Olsen, Emily VanCamp, Frank Grillo, Jeremy Renner, Martin Freeman, Paul Bettany, Paul Rudd, Robert Downey Jr., Scarlett Johansson, Sebastian Stan, Tom Holland, William Hurt
Roteiro: Christopher Markus, Jack Kirby, Joe Simon, Stephen McFeely
Produção: Kevin Feige
Duração: 146 min.
EstúdioMarvel Entertainment / Marvel Studios
 Sinopse
Depois dos eventos de Vingadores: Era de Ultron, Steve Rogers lidera o recém formado grupo de Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Mas após outro incidente, envolvendo os Vingadores, resultar em danos colaterais, aumenta a pressão política para instalar um sistema de responsabilização, comandado por uma agência do governo para supervisionar e dirigir a equipe. O novo status quo divide os Vingadores, resultando em duas frentes - uma liderada por Steve Rogers e seu desejo de manter os Vingadores livres para defender a humanidade sem a interferência do governo, e a outra que segue a surpreendente decisão de Tony Stark de apoiar a responsabilização e supervisão do governo.

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************



 
 


Tão fantástico quanto já esperava, Guerra Civil foi o filme da Marvel com maior envolvimento dos heróis, podendo ser considerado uma prelúdio para o que iremos encontrar em Guerra Infinita. Com ação do começo ao fim, cheio de batalhas chocantes e engraçadas, o longa é o tiro certo para os fãs da produtora que mais uma vez conseguiu cativar e acelerar meu coração.

Após as diversas perdas ocorridas em Sokóvia, o país foi perdido e a confiança nos heróis também. Meses depois, os Vingadores ainda tentam estabelecer uma maneira de se reaproximarem da população, mas um novo embate com um perigoso vilão tem resultados catastróficos e mais uma vez, eles são colocados perante a justiça, vilanizados pela a impressa. Agora, o governo quer os vigiar, e para isso, leis foram criadas, propondo que todos os heróis se registrem. Enquanto que Tony Stark só quer fazer o melhor para a população, tentando se redimir de seus pecados. Steve Rogers vê o registro como maneira de ser manipulado. E a situação não facilita quando seu colega Bucky, agora o Soldado Invernal, começa a ser caçado por um crime que não cometeu. Estaria o símbolo da América, Capitão América, disposto a desafiar a lei por um amigo? Que consequências essa ruptura terá? Em um embate épico, nada de vilões, a briga é heróis contra heróis; uma ideologia a favor e outra contra.

 
 

Em tempos de politicas e opiniões tão fervorosas, Guerra Civil é uma maneira mais que genial de humanizar ainda mais seus personagens, colocando-os em um embate ideológico que debate não só uma briga pela liberdade, mas também pelo controle dela. Com uma trama atraente, o filme, novamente, foi muito mais do que eu podia imaginar. Enquanto que a dúvida dos fãs era quanto a originalidade e fidelidade ao HQ, o longa se mostrou ainda mais promissor, sem qualquer risco de ser julgado menos do que ótimo, apesar das diferenças.

 

Espetacularmente, tivemos diversas interpretações que merecem destaque. Na verdade, o cast do filme em um todo estava em uma sincronia incrível, até mesmo os atores e atrizes que foram introduzidos neste filme. Destaquemos o nosso incrível  Robert Downey Jr, que nesse filme, mais do que em qualquer outro, foi o rei nas telonas, tanto na pele de vilão, quanto na de herói. As mudanças de humor de Stark, suas transformações; tudo, com mínimos detalhes, feita com extrema perfeição pelo ator. Mas não tiremos os méritos de Chris Evans, fiel aos seus conceitos, e nesse filme, conseguiu se superar, mostrando um lado mais sombrio do herói "bonzinho" e cheio de reprimendas. Mas daremos a coroa de melhor rainha para  Elizabeth Olsen. Sua personagem não só roubou a cena, como salvou a maioria delas. Tímida, simples e bem sutil, a atriz apareceu nas telinhas sem querer muito e mesmo assim, se tornou grandiosa no longa, sendo poderosa e magistral (MEU DEUS, ALGUÉM SEGURA ESSA MULHER PORQUE ELA ACABOU COMIGO). Na verdade, as personagens femininas de Capitão América 3 merecem total destaque, não só pelo trabalho excelente executado, como também pela posição protagonista, que em diversas cenas, ressaltou-se mais que a dos próprios personagens centrais.

Em termo de estrutura ou efeito especial, apenas mais elogios a citar. Tanto personagens como o Homem Aranha e Pantera Negra, que foram introduzidos agora, tiveram uma boa exploração, e embora a importância para o cabeça de teia não tenha sido tão grandiosa quanto o esperado, foi muito mais do que eu pensei. Ah, e não esqueçam do Homem Formiga. O núcleo comédia não seria nada sem ele, sem dúvidas. 

Em poucas palavras, eu amei cada instante do longa. Quero ver, rever e rever novamente porque uma vez não é suficiente. Guerra Civil era minha aposta de melhor filme para 2016 e com certeza, já posso encerar o ano crente de que essa expectativa foi atingida. Se teve algo a se reclamar, talvez o final do filme, que ao meu ver, poderia ter sido muito melhor, sem parecer tão aberto, mas também não é nada extravagante. Um problema da Marvel é justamente a preocupação com o link para as próximas produções, esquecendo de finalizar os arcos com mais preocupação. Esse aspecto poderia ser melhorado para que no futuro, tudo seja ainda mais perfeitamente estruturado.



2 comentários:

  1. Oi, David!
    Moço, eu pulei sua crítica porque ainda não assisti. Apesar de saber que não vai ser igual nas HQs, não quero spoilers hahahahah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Ahh, mas você podia ter lido a resenha toda. Eu não coloco spoler em nenhuma delas. Sempre falo dos aspectos no geral, pra não acabar com a graça de quem não viu ^^ Da próxima vez pode ler sem medo.

      Abraços
      David
      https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

      Excluir

Expresse-se