22 setembro 2016

Resenha #81 - Março (A Garota do Calendário Vol 3)!





Título: Março
Coleção: A Garota do Calendário
Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
Especificações: Brochura |141 páginas
ISBN: 9788576865186
 Sinopse
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.
Cortesia Editora Verus (Grupo Editorial Record)


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Março chegou. A cidade deste mês é Chicago, Massachusetts, e Mia estará acompanhada do italiano Anthony Fasano, dono do restaurante mais famoso da cidade. A questão que ela coloca-se é porque, um homem tão sexy e com tanto dinheiro necessita de uma acompanhante.O que Mia não sabe é que Anthony é gay, e esconde da família. Agora, ele precisa que ela se passe por sua noiva, para que as cobranças de sua família, sobre ele, sejam cortadas. Seria ela capaz de resistir a tanta beleza? Que rumos, o envolvimento dos dois pode ocasionar?

Eu tinha acabado de decidir que aquele seria um bom jeito de morrer. Basicamente, aos vinte e quatro anos, eu finalmente via a perfeição nua. (Pag. 27) 

'Março' foi um mês diferente tanto para Mia, quanto para mim. A narrativa de Audrey Carlan continua viciante e muito leve, tornando a leitura da obra super rápida. Ainda narrado em primeira pessoa, focando o ponto de vista de Mia, nesse mês veremos a protagonista tentando lidar com uma família super protetora, fazendo-a lembrar-se de tudo que fez e esta fazendo pela sua, tornando algumas cenas, até meio tocantes. E embora o sexo aqui seja explorado (como nos volumes anteriores), não é realmente o foco. Desta vez veremos a personagem mais sentimental, a mulher mais romântica e teremos um fortalecimento dos motivos que a protagonista teve/tem de ainda continuar na vida de acompanhante de luxo. A mim, ficou evidente não só o crescimento da narradora, como também da escrita da autora, reforçando o quanto Mia é forte e destemida. A série que mais parecia um clichê gigantesco para cenas de puro sexo e romance, acaba ganhando uma profundidade diferente.

Depois da decepção de 'Fevereiro', devido ao romance não ter me envolvido, posso dizer que 'Março' foi surpreendente, com uma temática diferente e com momentos de muita reflexão da protagonista. Podemos ver neste livro os problemas enfrentados por pessoas que guardam segredos, e quanto isso afeta sua vida. Além disso, a autora trabalha muito bem a temática da homoafetividade, e embora seja descontraída e cômica em algumas situações, o assunto não deixa de ser sério. Vemos com clareza a dificuldade que certos indivíduos tem de assumir sua sexualidade.

Em totalidade, adorei o cliente deste mês e toda sua família, principalmente, a mãe com toda a sua irreverencia. Foi muito bom conhecer um pouco mais da vida da Mia, de seu passado. Nesse ritmo a série 'Garota Calendário' tende muito a crescer, e 'Março', por essa razão de mostrar esse evidente crescimento, será classificado com cinco estrelas, entrando na minha lista dos melhores volumes da serie até o momento, junto com 'Janeiro'.



Audrey Carlan é uma autora best-seller do New York Times, USA Today e do Wall Street Journal. Alguns de seus trabalhos incluem as séries Falling e Calendar Girl (no Brasil, "A Garota do Calendário", pelo Grupo Editorial Record, sob o selo Verus).




Um comentário:

  1. A Mia vem sempre com esse papo de "tão sexy e com dinheiro, não sei porque precisa de acompanhante". Vai chegar no volume 12 e ela ainda não vai ter entendido hahaha. Eu só li janeiro e não pretendo ler os volumes seguintes, mas fico super feliz em saber que a Mia amadurece com o tempo! É legal que, com tantos volumes, a autora tem a oportunidade de explorar a personagem por completo. Seus medos, suas atitudes, seus questionamentos, seu corpo, tudo aos poucos, e acho que os caras que ela acompanha ajudam nesse processo de auto-descobrimento. Ótima resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se