19 janeiro 2017

Resenha #111 - Agosto (A Garota do Calendário Vol 8)!





Título: Agosto
Coleção: A Garota do Calendário
Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
Especificações: Brochura |160 páginas
ISBN: 9788576865292
 Sinopse
O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Agosto virá com uma tarefa diferente para Mia: ir a Dallas fingir ser irmã do jovem magnata e caubói Max. Mia sabe que sua contratação tem a ver com os negócios de Max, mas nunca poderia imaginar o que está prestes a acontecer.
Cortesia Editora Verus (Grupo Editorial Record)

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************
  


Mais um volume para desconstruir tudo que já havia sido mostrado em 'A Garota do Calendário'. Em 'Agosto' veremos basicamente uma nova Mia, um novo começo e a promessa para um desfecho bonito que se aproxima.

Este mês Mia terá que se passar por irmã de um cara rico do petróleo Maxwell Cunningham, serviço comum e bem mais simples de tudo que ela já havia feito. Mal sabe ela que sua vida pode mudar para sempre.

Nesse volume, o foco maior da historia é a família do seu cliente. Mia começa a se passar por irmã e depois deseja que isso realmente seja verdade, pois acaba se acostumando com todo o carinho e o aconchego no lar de Max. Aqui, Audrey Carlan apresenta um lado mais sentimental de sua protagonista, sua fragilidade. A garota que conhecemos tão forte, nos volumes anteriores, se mostra mais solitária e machucada do que jamais antes evidenciado. Veremos uma Mia totalmente diferente. E isso não deve ser considerado algo ruim. Eu diria que 'Agosto' foi uma ruptura na série, e as sequências que virão a seguir, trazem um ar de novas possibilidades. Com sua narrativa instigante, a autora faz o leitor devorar as páginas conforme vai construindo novas ideias para sua trama.  

O que gostei neste mês, foi o destaque que a autora deu a outros personagens e em outros acontecimentos, desfocando um pouco só da protagonista. Para quem acha que os livros são apenas sobre sexo, já informo que esta totalmente errado, pois em agosto são quase ocasionais essas cenas. O central desse volume é realmente o drama familiar e os questionamentos de Mia. A autora sabe explorar pontos secundários e ainda trazer instantes mais picantes.

Infelizmente, devido a tanto drama, alguns momentos tornam-se desnecessários para o desenrolar dos eventos desse volume, servindo apenas para encher algumas páginas. Outro fator não tão positivo foi a  falta de surpresa que temos em algumas revelações, tornadas em algo tão grandioso para no fim serem algo que já suspeita ou já havia deduzido muito antes de ser realmente revelado. Isso quebra um pouco a estética de verossimilhança no romance, e faz a protagonista parecer meio inocente demais. Eu, por exemplo, já havia imaginado o que iria acontecer no inicio do livro, e por este motivo não foi o melhor mês. Acho que a autora deixa muito claro o que iria acontecer nos próximos dias. Por esse motivo vu classificá-lo com quatro estrelas, por conta das partes desnecessárias que não acrescentam em nada ao enredo.


Audrey Carlan é uma autora best-seller do New York Times, USA Today e do Wall Street Journal. Alguns de seus trabalhos incluem as séries Falling e Calendar Girl (no Brasil, "A Garota do Calendário", pelo Grupo Editorial Record, sob o selo Verus).





3 comentários:

  1. Oii!!!
    Eu já ouvi falar muito desses livros, mas apesar de ter gostado da resenha, eu não tenho a menor vontade de ler. Não faz meu estilo de leitura de jeito nenhum. haha
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  2. É tão legal que a autora tenha conseguido manejar a história de forma que não se resumisse ao sexo, né? É difícil encontrar livros do gênero que fujam disso, mas é evidente que a autora aproveitou a oportunidade de doze volumes para apresentar um pouco de cada lado da Mia. Suas fraquezas, seus sonhos, sua determinação. Ótima resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol,
      Pois é a autora está apresentando vários lados de Mia em vários momentos e citações.

      Excluir

Expresse-se