22 abril 2017

Resenha #133 - A Lâmina da Assassina!





Título: A Lâmina da Assassina
Coleção: Trono de Vidro (0,5)
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Especificações: Brochura | 406 páginas
ISBN: 13: 9788501103147
 Sinopse
Conheça o caminho da assassina. Pavimentado com sangue, lágrimas e suor. Implacável, sedutora, letal. Poucos conhecem seu rosto, menos ainda sobrevivem à sua fúria. Não à toa Celaena Sardothian é sinônimo de morte. Suas lâminas são certeiras, assim como seu estranho código de honra e seu aguçado senso de justiça. Mas como uma menina, encontrada agonizando pelo rei dos Assassinos de Adarlan, se tornaria a campeã do rei? Disputada pelo capitão da guarda real e o próprio príncipe herdeiro? No centro de intrigas políticas?
Acompanhe Celaena vencer um lorde pirata e toda sua tripulação; o encontro como uma curandeira; seu treinamento com o Mestre Mudo, senhor dos assassinos silenciosos, nas dunas do deserto Vermelho; a prisão nas Minas de Sal de Endovier; ou, ainda, sua luta contra o mais escorregadio e traiçoeiro dos adversários — o próprio coração.

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


'A Lâmina da Assassina' é sem dúvidas o livro mais pesado da série 'Trono de Vidro'. Embora traga histórias envolvendo acontecimentos que antecedem o começo da série, são fortemente marcados por violência e brutalidade, e isso não poderia ser mais genial. Se você sentia uma falta ou um Q de conhecer o lado mais obscuro de Celaena, sua espera está finalizada. Esse livro é uma viagem por um rio formado de sangue, sofrimento e perda. 

Esse livro apresenta 5 contos envolvendo o passado da assassina mais famosa de Adarlan. Cada conto puxa o outro, em uma sucessão de eventos que se fecha com sua prisão e ida para as minas de sal de Endovier, onde é escravizada pelo rei. Sem dúvidas, a tonalidade nesses contos são cruas, e veremos violência do começo ao fim. Sarah J. Maas não poupa esforços e nem se prende a suavizar certos acontecimentos. Pelo contrário, o leitor se depara constantemente com cenas marcantes e fortes que formam e reforçam toda a imagem de fria e calculista que a personagem vai construindo ao longo da série e depois desfazendo.


Narrado em terceira pessoa, acompanhamos os eventos se desenrolar pelos olhos da protagonista, Celaena enquanto ela vai se emaranhando em uma verdadeira rede de intrigas e conspirações. Maas explora esses pontos em específicos muito bem, sem falhar um só instante. A linha de tempo do livro na realidade é muito boa e casa com perfeição com o que vem acontecer ao iniciar do primeiro volume da série. 

Eu posso dizer que com certeza esse livro foi emocionante e diferente. 'A Lâmina da Assassina' me fez mergulhar novamente em um universo que me cativa demais. Foi bom reencontrar essa protagonista tão forte, e melhor ainda, conhecer mais dela, principalmente em histórias tão cheias de sentimentos e realísticas. Como eu mencionei a autora não esconde fatos da trama e tudo fica exposto para que o leitor sofra na mais diferenciadas situações. Eu gostei do tom pesado, isso não me incomodou. Pelo contrário. Tomando como base a ideia da história, isso pareceu muito mais coerente do que vê Celaena como uma mocinha seguindo as ordens de um príncipe/rei. Ela é muito mais que isso desde a primeira impressão, e sério, nessa obra em especifico, ela mostra a que veio.

A vida não é fácil, não importa onde esteja. Fará escolhas que acharam serem certas.

Em particular não tive um conto que eu não tenha gostado. Me apaixonei mais e mais a cada página, me vendo envolvido por todo o sofrimentos, dúvidas e lutas que a personagem trava desde o primeiro instante dessa leitura. Maas foi muito verdadeira e extremamente brilhante por trazer tantas personalidades e tantos acontecimentos inéditos do passado de sua protagonistas. Gostei não só do desenvolvimento dela, da forma como ela mudava seu comportamento, mas também como personagens icônicos da série são citados, explorados e ganham um maior espaço dentro da trama. Esse livro quebra o esteriótipo de "mais um livor extra pra gastar", Eu achei necessário cada momento narrado, cada escolha de "vilão" e cada evento que acontecia. Essa cronologia expandida deu uma nova visão não só da própria série, como da protagonista, dando toda uma construção mais concreta de como ela é, e de porque ela agia ou agiu de certa forma depois. Celaena passa por muita coisa e claramente teria reflexo no seu futuro.

'A Lâmina da Assassina' ampliou o universo 'Trono de Vidro' para mim. Maas acrescenta as doses certas para romance, drama e violência, sem deixar que nenhum desses momento atropele o outro. Os jogos de poder são muito concretos e transmitem todo um ar cru e verídico para casar com a personalidade da protagonista, além de apresentar fatos importantes do passado de Celaena que vale muito a pena conhecer.


Sarah J. Maas vive no sul da Califórnia, gosta dos filmes da Disney e música pop. Ela adora contos de fadas e balé, bebidas de café, e assistir programas de TV. Quando ela não está ocupada escrevendo romances de fantasia YA, gosta de explorar a costa da Califórnia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse-se