12 junho 2017

Resenha #143 - Winter (As Crônicas Lunares Vol 4)!






Título: Winter
Coleção: Crônicas Lunares Vol 4
Autora: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Ano: 2016
Especificações: Brochura | 688 páginas
ISBN: 13: 9788579803086
 Sinopse
Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?
Cortesia Editora Rocco 

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Um final angustiante, com reviravoltas, mortes, felizes para sempre e tudo que um bom reconto que se prese tem. 'Winter' foi o desfecho impactante, matador, sufocante e lindo que eu esperava para a série 'As Cronicas Lunares', uma leitura que começou despretensiosa, mas que me seduziu de uma forma a fazer com que eu torcesse por cada personagem e me apaixonasse por cada instante do enredo.


Nesse quarto volume da série, continuamos a acompanhar a jornada de Cinder em busca de salvar a si mesma e a Terra das garras da tirana rainha Levana. Ao mesmo tempo, somos apresentados a uma nova personagem, Winter, princesa de Luna e atual alvo da raiva da rainha. A garota sempre foi invejada e amada por sua beleza notável e agora, mais do que nunca, Levana quer ofuscar esse brilho. Winter está próxima a fazer descobertas que podem ajudar Cinder a vencer o embate, contudo, o risco de ter que enfrentar a madrasta fica cada vez maior.

Eu acho que já utilizei a maioria dos meus adjetivos acima para descrever a sensação de leitura deste livro. Ela variava de indignação, curiosidade, ansiedade e amor total. Marissa Meyer com certeza faz um jogo com o leitor da primeira a última página, deixando o romance envolvente a todo instante. Dividido em cinco partes, tendo quase 700 páginas, 'Winter' é um livro completo, embora, na minha opinião, no final, mais páginas não fossem me fazer odiá-lo ou amá-lo menos. Pelo contrário, tudo é tão calmamente narrado que você senti até uma certa pressa ao final, querendo que as coisas sejam mais prolongadas e que não precise dizer adeus a personagens tão cativantes. Se nos outros volumes nossa visão era dividida entre dois à três personagens, aqui, o saldo se multiplica e você também conhece mais não só das leis e da cultura que cerca o povo Lunar, como também as motivações da vilã Levana.

Eu AMEI cada personagem desta obra e vou levá-los no meu coração. Desde que comecei a resenhar a série aqui no blog, eu sempre ressalto meu amor pelos personagens criados por Meyer. No final, foi só uma fortificação desse laço. De Winter e Jacin, aos mais antigos como Cinder e Iko, me apaixonei ainda mais. Como já mencionado em outras resenhas da série, a maneira como a autora vai inserindo um na história do outro, sempre tendo um espaço reservado para que os novos se mostrem e cresçam na trama, me fascina. É um conto de fada que sai puxando diversos outros e abrindo os mais intermináveis leques de possibilidade. No mundo criado por Meyer ela poderia explorar as mais variadas histórias infantis, mas ela escolheu realmente brincar com as princesas mais famosas, em releituras maravilhosamente inovadoras que beiram a originalidade, mas não abandonam um só instante a tonalidade clássica, sempre trazendo cenas marcantes e inesquecíveis dessas histórias. Cinder, Iko, Scarlet, Cress e Winter são sem dúvida minhas princesas favoritas. Empoderadas, destemidas, donas de si, fofas, inteligentes, originais, apaixonantes. E eu não escolheria par romântico melhores para elas. Apesar de todo o instalove, 'As Crônicas Lunares' é uma série que beira a paixão ao primeiro instante, então esse aspecto não me incomodou um só segundo. Pelo contrário. Eu me vi envolvido pelos casais do começo ao fim, principalmente no envolvimento entre Thorne (melhor personagem masculino) e Cress. E sem deixar de ressaltar toda a sabedoria, jogo de cintura e momentos engraçados que são sempre introduzidos pela personagem Scarlet, que além de muito forte, serve na maior parte do tempo como link para interligar essa verdadeira liga das princesas.

Apesar de longo, essa leitura não teve um só instante de cansativa. Pelo contrário, cada página era mais deliciosa que a anterior. Me vi dominado de curiosidade pela mitologia, mundo e situações narrados por Meyer, e com todo o carisma de seus personagens, é impossível não se apaixonar.

'Winter' foi um desfecho perfeito para uma série que me fez amá-la da primeira a última página. Com releituras dignas e lindas, cheias de suas próprias singularidades, Marissa Meyer vai deixar saudade e aquele gostinho de quero mais, em um universo que por mim, poderia ter mais 50 livros sem problema algum e eu ainda iria me apaixonar.


Marissa vive em Tacoma, Washington, com o seu noivo e dois gatos. Além de uma leve obsessão por livros e escrever, é uma grande degustadora de vinhos e caçadora de antiguidades. CINDER, seu romance de estréia, é uma nova visão futurística da Cinderela em que Cinder é uma cyborgue mecânica.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse-se