27 julho 2017

Cinema #35 - Mulher Maravilha!





Título: Mulher Maravilha
Gênero: Ação
Direção: Michelle MacLaren
Elenco: Ann Ogbomo, Chris Pine, Connie Nielsen, Eleanor Matsuura, Emily Carey, Eugene Brave Rock, Ewen Bremner, Florence Kasumba, Gal Gadot, Lisa Loven Kongsli, Lucy Davis, Madeleine Vall, Mayling Ng, Robin Wright, Roman Green
Roteiro: Allan Heinberg, Flor Ferraco
Produção: Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder
Duração: 140 min.
EstúdioAtlas Entertainment / Cruel & Unusual Films / DC Entertainment
 Sinopse: Antes de ser a Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das amazonas, treinada para ser uma guerreira invencível. Criada em uma ilha paradisíaca isolada, ela descobre que um enorme conflito assola o mundo exterior quando um piloto americano cai em suas terras. Diana deixa sua casa, convencida de que pode parar a ameaça. Lutando ao lado de homens em uma guerra para acabar com todas as guerras, Diana descobre a dimensão de seus plenos poderes... e seu verdadeiro destino.

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Puro feminismo, heroína poderosa e um enredo que separa com perfeição tanto ação quanto drama. 'Mulher Maravilha' é sim o melhor filme de super herói desse ano! E isso não me resta dúvidas.

Na história iremos conhecer um pouco mais da personagem Diana (Gal Gadot), introduzida em 'Batman Vs. Superman'. Antes de ser o ícone Mulher Maravilha, ela foi a princesa guerreira das Amazonas, destinada a grandes feito e criada em uma ilha mística oculta do mundo humano. Quando um homem acaba ultrapassando as barreiras que separam o mundo de Diana de outro totalmente novo, ela descobre que uma guerra brutal está fazendo milhares de pessoas perecerem. Em vista de cumprir seu papel como protetora da humanidade, Diana entra no front da batalha em busca de derrotar a origem de todo esse caos: Ares, o deus da guerra. Mas seria ela, uma mera Amazona, capaz de deter um deus? Mal sabe ela a extensão de seus poderes. E descobrirá das formas mais dificies.



Patty Jenkins tem todo o meu amor após um trabalho tão espetacular com uma personagem tão marcante e representativa. 'Mulher Maravilha' foi um filme brilhante e sem dúvidas o primeiro passo na direção certa para o universo cinematográfico da DC Comics. Depois da falha com 'Batman Vs. Superman', eu fiquei apreensivo em acompanhar mais filmes da produtora. Tive medo de mais um longa recheado de cenas de ação e quase nada de drama ou de construção de personagem. Mas isso pelo jeito está mudando, ou pelo menos mudou no longa dirigido por Jenkins. Sua forma de estruturar a narrativa do filme através de flashbacks foi brilhantes, de maneira que tudo é muito bem contado e não se torna cansativo. Até as cenas mais paradas são gostosas de acompanhar por trazerem sempre um ar instrutivo. A mitologia da heroína foi bem explicada, sua relação com os outros personagens bem explorados, e a cenas de ação são impagáveis. Sem falar nos momentos de alívio cômico que são sem dúvidas necessários e encaixados nos melhores instantes.


Em minha opinião sobre 'Batman Vs. Superman' eu já havia mencionado que Gal Gadot era a rainha desse filme. Aqui ela consagrou o quanto é incrível e que com certeza nasceu para interpretar esse papel. Ela não só assumi bem sua personagem como também convence o telespectador com sua ingenuidade fofa e suas embriaguez de coragem. A química da atriz funcionou excelentemente bem tanto para retratar a relação de Diana com sua mãe, Hipólita (Connie Nielsen) como para mostrar o forte de laço de amizade dela com Antiope (Robin Wright). E não esquecemos do par romântico com Chris Pine (Steven Trevor) que também rouba a cena do longa em diversos momentos, embora nunca ofusque o brilho da protagonista, que está sempre gritando frases de efeito que fazem o telespectador se arrepiar.


Gostei demais também de todo o mistério envolvendo o vilão e a forma como a situação é solucionada. Vale cada instante do longa esperar pelo combate final que foi sufocante e eletrizantes, com efeitos dignos e magníficos. Se tem um ponto que a DC supera a Marvel em produção, pra mim é na computação gráfica. As câmeras lenta são mais paralisantes, os efeitos mais realísticos e garantem um show de entretenimento revigorante. Dessa forma, 'Mulher Maravilha' é um filme cheio de questões éticas e sociais, debates importantes e representatividade na figura de uma mulher que faria tudo para realmente conseguir a paz. E uma pedida imperdível para os fãs de super heróis.


6 comentários:

  1. Oi, David!
    EU AMEI ESSE FILME <3 Sai da sala de cinema com uma sensação maravilhosa!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      GENTE, esse filme ficou muito completo. A sensação no fim é de dever cumprida. FINALMENTE UM FILME DC pra realmente merecer elogios.

      Abraços

      Excluir
  2. Eu adorei o filme, não só por tudo que ele representa e pela força que ele tem, mas por ter sido MUITO bem executado. Gosto da dinâmica dos personagens, gosto da jornada da Diana, gosto das sequências que a Patty orquestrou... Fora que Gal Gadot pisa e Chris Pine é mito!
    Mulher-Maravilha é a maior bilheteria de super heroi solo da história do cinema e merecido!
    Quenhé Capitão-América, Batman, Spider-Man??! Em história de origem esse filme humilha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MDS, SIM! FOI UM BANHO NESSES OUTROS.
      Gal Gadot já tinha pegado a coroa nos longas anteriores. Agora nesse solo ela pisou com segurança e provou! Quero Mulher Maravilha 2 na minha mesa pra ontem.

      Abraços

      Excluir
  3. Olá
    Estou doida pra ver Mulher maravilha. Acredito que tem muito Girl Power mesmo no filme. Acho que já estava na hora de uma heroína ganhar um filme solo bem feito.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Eu fiquei muito feliz com essa aposta da DC. Porque me decepciona muito a Marvel não ter coragem de arriscar um filme solo da Viuva Negra. Veja sim. É excelente o filme.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se