10 novembro 2017

Resenha #168 - Enraizados!







Título: Enraizados
Autor: Naomi Novik
Editora: Rocco | Fantastica
Ano: 2017
Especificações: Brochura |384 páginas
ISBN: 13: 9788568263518
 Sinopse
Autora da aclamada série Temeraire, bestseller do The New York Times, Naomi Novik introduz um mundo novo e ousado, com raízes fincadas no folclore eslavo, em Enraizados, indicado ao Hugo e vencedor do Nebula, entre outros prêmios literários. Na trama, Agnieszka e Kasia são melhores amigas e levam uma vida tranquila no vale. Mas essa tranquilidade cobra seu preço. Afinal, às margens do vilarejo onde moram fica a temida Floresta corrompida, cheia de um poder maligno desconhecido, e para impedir que ele avance para além das fronteiras da Floresta, o povo do vale conta somente com a proteção de um mago frio e ambicioso, que a cada dez anos exige que uma jovem do vilarejo seja entregue para servi-lo. Enquanto a próxima escolha se aproxima, Agnieska teme por sua bela, graciosa e corajosa amiga. Mas pode ser que ela esteja errada. Porque, quando o Dragão chegar, não é Kasia que ele vai escolher.
Cortesia Grupo Editorial Rocco (Selo Fantastica)


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Uma narrativa mística, detalhista e completa. Retomando os contos de fadas e propondo uma protagonista diferente do padrão do gênero, Naomi Novik conseguiu com 'Enraizados' ser indicada ao Hugo Award e vencer o Nebula Award (ambos prêmios relacionados a literatura de ficção científica e fantasia). 

Em 'Enraizados', Novik nos leva a um mundo mágico, onde a sua narrativa é centrada no reino da Ponlya, lugar cheio de mistérios e que faz fronteira com uma floresta portadora de uma magia altamente destrutiva. Próximo à floresta, existe um vale onde diversas vilas estão expostas aos perigos que vêm dela, porém, esse vale é protegido por um mago poderoso conhecido como Dragão. Dragão não socializa com o seu povo, não cobra altos impostos, nem recruta os jovens para integrar um exército para a defesa do vale; em troca da proteção que proporciona aos moradores. No entanto, uma garota de dezessete anos é recrutada para morar confinada com ele durante dez anos, sem poder voltar para a sua família por longos períodos. 

Aproxima-se do período de seleção da nova garota. Na vila de Dvernik, Kasia, uma jovem muito inteligente e corajosa, é considerada a favorita para ser escolhida pelo Dragão. No entanto, no dia da escolha da nova jovem, Agnieszka, uma garota sem modos e bem desajeitada, é escolhida de forma inesperada para viver na torre durante os próximos dez anos com o lorde do vale. Agnieszka fica confusa com a sua escolha, pois ela não se enquadrava no perfil de garota escolhida por Dragão, porém, com o passar dos dias servindo ao misterioso lorde do vale, a jovem percebe que sua existência guarda segredos místicos muito importantes para a proteção do vale. 

Com a história narrada pelo olhar Agnieszka, o leitor se envolve em uma narrativa mística e muito sensorial, pois as emoções da narradora ficam claras, mas, além disso, o mundo mágico o qual ela está inserida se abre para o leitor. Quando a compreensão sobre magia da personagem principal começa a crescer, Novik nos traz metáforas e narra o cenário com tamanha precisão, que consegui me sentir usando a magia fluída e desordenada dela. No entanto, os detalhes da narrativa da autora também proporcionaram a demora para a leitura fluir, pois o excesso de detalhes do cenário chega a tornar a leitura lenta em alguns momentos. 

Sobre o enredo e os personagens, os acontecimentos da obra e a sua influência sobre os personagens fluem muito bem, quando se refere ao núcleo central (Agnieszka e Dragão/Sarkan), poiso enredo caminha para um romance seguindo o clichê de “os opostos se atraem”, mas isso ocorre de uma forma mágica e mística, e não me incomodou. No entanto, pelo fato do livro ficar focada em alguns poucos personagens, outros personagens importantes para a narradora são apagados e esquecidos (inclusive, seus nomes não são citados durante a obra). Mesmo com isso, o misticismo e as lendas polonesas que inspiraram a trama da autora trazem a obra um caráter de conto de fadas, mas de uma perspectiva diferente do que conhecemos, fazendo o leitor admirar muito a protagonista. 

As características físicas do livro precisam ser exaltadas, pois quando tive acesso a ele, pensei o quanto ele era bonito e cheio de diversos detalhes que contribuíram para a edição ficar muito linda. A atenção da Rocco com a obra foi imensa, pois o livro, mesmo sendo bom em sua narrativa, possui uma edição bem organizada e esteticamente agradável (não compre um livro pela capa, mas não faz mal ter capas bonitas em sua estante, né? Rs). 

Minha avaliação para 'Enraizados' vai ser quatro estrelas, pois gostei bastante do enredo, dos personagens, do cenário, mas ainda tive certa dificuldade com o excesso de descrição da narrativa. É bom você conseguir se conectar ao cenário através dos detalhes narrativos, mas acredito que Novik se concentra tanto em coisas pequenas alguns momentos, que acabou deixando a história cansativa. No entanto, considero uma ótima leitura para as férias que se aproximam, pois a Agnieszka é uma personagem bastante cativante, além de o desfecho ser algo bem interessante e com uma lição muito bonita.

Depois, contem-me o que acharam!


Naomi Novik nasceu em Nova York. É ávida leitora de livros de fantasia desde criança, e é aficionada pela era napoleônica e pelos livros de Patrick O’Brian e Jane Austen. Estudou Literatura Inglesa na Universidade Brown e cursou mestrado em Ciências da Computação. Depois de participar do desenvolvimento de diversos jogos de computador, descobriu que preferia a escrita à programação e se aventurou a escrever romances. O Dragão de sua majestade é o seu primeiro livro. Novik vive em Nova York com seu marido e seis computadores.



8 comentários:

  1. Olá, Glauber.
    A Rocco sempre se destaca nos livros de fantasia. O enredo lembra bastante A Bela e a fera. E me interessei bastante em ler. E ainda mais por saber desses prêmios que a autora ganhou. Quem sabe eu leia.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! :3
      Então, eu tive ótimas experiências com os livros de fantasia da Rocco até o momento, recentemente eu li "O mistério da estrela" e gostei bastante (lembro que você não gosta muito do autor rs). Só que sobre "Enraizados", quem gosta de uma história com narrativas místicas, explicando como funciona a magia, Enraizados é perfeita...
      Você se empolga com a misticismo do cenários e a forma de compreender magia de cada um.

      Obrigado por ler a minha resenha, Sil! :3
      Abraços!

      Excluir
  2. Olá! Então... também tenho esse problema com livros que tem excesso de descrição, eu acabo não conseguindo me conectar com histórias assim e vou arrastando a leitura. A história me parece boa, mas não sei se leria agora.

    Beijos

    Vivian

    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vivian!

      Eu morro com livro longo demais por causa do excesso de descrição. A história flui, sabe? Entre o começo do livro e o final se passa um bom tempo, porém, tem certo momentos, que talvez seja para dar um efeito estético ao cenário, em que a autora começa a descrever o vestido, o tipo de pedra, as pinturas na parede...
      Cansava um pouquinho!
      Só que de coração, as cenas com uso de magia compensam bastante. Não sei se é porque sou apreciador dessas coisas, mas é que eu achei linda a narração dela sobre o uso de magia.

      Obrigado por ler a resenha!

      Abraços!

      Excluir
  3. Oi Glauber, tudo bem? Ás vezes eu tenho dificuldade com excesso de descrição, mas a premissa do livro é ótimas e tudo parece bem trabalhado! Curti a indicação e adorei a capa do livro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mi!
      Tudo bem, sim! E com você?

      Então, excesso de descrição cansa, mas toda a magia do cenário e a forma como ela é abordada compensa bastante, sabe? Eu gostei muito! (Não posso negar que a Naomi Novik mereceu os prêmios por esse livro:3).
      Sobre a capa, ela tem uns detalhes em dourados... Que eu guardei o livro no plático, pois a minha casa está passando por reforma e não quero que esses detalhes se percam, porque ela é muito linda. rs

      Abraços, Mi! :3
      Obrigado por ler minha resenha! :3

      Excluir
  4. Okay, me interessei muito pelo livro, a arte da capa me chamou muito a atenção e todo o fato de que a história gira em torno de um folclore com o qual não tenho muito contato só me fez ficar mais interessado ainda, gostei muito do tema e da ideia da autora, espero que seja bem trabalhado por que estou bem motivado a lê-lo agora.
    xoxo

    Planeta 94

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jason!

      Então... O que me chamou mais atenção sobre a obra, antes da leitura, foi o fato do livro ser voltado para um folclore de um povo que não conheço nada. Só que após a leitura, fiquei encantado com a narrativa de Novik sobre a magia do seu cenário, pois não é algo como um dom mutante (algo natural, como você respirar), mas sim, é algo que exige toda uma preparação física e emocional.
      Isso para mim que amo pesquisar sobre coisas místicas foi o ponto chave da história.

      Se chegar a ler, comenta comigo!
      Vou adorar conversar sobre!

      Abraços!
      Obrigado por ler a resenha!

      Excluir

Expresse-se