19 agosto 2017

Resenha #155 - O Sol o Também é uma Estrela!




Título: O Sol Também é uma Estrela
Autora: Nicola Yoon
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Especificações: Brochura |288 páginas
ISBN13: 9788580416589
 Sinopse
Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.
Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Poético, diversificado e importante. 'O Sol Também é uma Estrela' é um prato cheio de cultura e frases impactantes que tocam o leitor profundamente.

Em seu enredo iremos acompanhar a história sob a perspectiva de dois personagens distintos. Por um lado temos Natasha, imigrante ilegal da Jamaica que está sendo deportada e tudo que deseja, nesse último dia, é conseguir ficar nos Estados Unidos e continuar sua vida como havia planejado. Por outro, conhecemos Daniel, um jovem coreano que sofre da pressão dos pais que idealizam seu futuro e os abusos do irmão mais velho problemático. Em uma colisão improvável do destino, os dois jovens acabam se cruzando em uma espiral de diferenças. Seria o romantismos inacabável de Daniel capaz de lidar com o ceticismo aflorado de Natasha?


'O Sol Também é uma Estrela' é uma leitura leve e poética que brinca e comenta dos mais variados temas sociais. Narrado por três diferentes narradores (o terceiro eu vou manter em segredo pra não acabar com a graça da descoberta), a história se passa totalmente em um dia, e no desenvolvimento da leitura, parece-se muito mais, pois a autora narra com muita grandeza as características de seus personagens, de forma que você os conhece rapidamente e mesmo assim parece que você já os conhecia há tempos antes. Romântico, espontâneo e cru, mais uma vez Nicola Yoon não tenta idealizar os finais perfeitos e nem ao menos apresenta isso no começo da obra. O relacionamento entre os dois protagonistas é conturbado e inesperado. Suas formas de enxergar o mundo garantem uma variedade de opinião nas situações em que vivem, de forma que comigo, acontecia momentos de me identificar mais com Natasha e outros de me identificar mais com Daniel.

Secretamente, no fundo do coração, quase todo mundo acredita que existe algum sentindo, alguma objetividade na vida. Justiça. Coisas boas acontecem com pessoas boas. Coisas ruins acontecem com pessoas ruins. Ninguém quer acreditar que a vida é aleatória.

Pessoalmente gostei de ambos os protagonistas. Como disse, em diversos momentos da narrativa, me vi identificando tanto com um quanto com outro. Mas tive algumas ressalvar com a personalidade de Natasha. Daniel é apaixonado, acredita no destino e na impossibilidade de que amanhã tudo pode acontecer. Essas características me fizeram ter uma empatia com o personagem desde o começo da obra. Já Natasha é descrente, pessimista demais e não acredita em possibilidades que não possam ser explicadas cientificamente. Dessa maneira, sua participação no desenvolvimento do romance deles é em grande parte seca demais e sua atitude me incomodava, porque ela sempre parecia muito apática a tudo o que estavam vivendo, mesmo quando sabíamos o que ela estava pensando.

Outra ressalva também fica por conta do arco envolvendo a problemática deles com os pais. Achei que o assunto não foi bem fechado dentro do livro. Pelo menos não com Daniel. Ele merecia mais espaço para vermos sua voz contra os pais que idealizavam sempre um futuro para ele. O mesmo para explorar um pouco mais do pai da Natasha, um grande problema mal resolvido nesse enredo. Pelo fato de narrar apenas um dia, são muitas coisas para acontecer, muitas temáticas para abordar e algumas delas ficaram superficiais. Além disso, o grande número de fluxo de pensamento também me atrapalhou um pouco. Demorei para engatar na história e mergulha na ideia da autora.

Mas isso não me fez gostar menos da obra. Foram só algumas ressalvas para não favoritar. Além disso, apesar de se tratar de um instalove, não me incomodou a forma rápida como tudo aconteceu. Pelo contrário. Fez total sentido a intensidade e maneira como viveram a paixão e como esse sentimento se desenvolveu. Em resumo, 85% da obra foi perfeita e muito envolvente. A escrita de Yoon é fluida, e ela trata de assuntos importantes demais dentro dessa história. Além de explorar muito bem o conflito da personagem separada culturalmente de seu país, mas indecisa entre suas raízes e sua realidade, ela ainda traz um terceiro narrador lindo, que mostra o quanto nossa participação no dia a dia pode afetar tudo e todos a nossa volta.

Talvez parte de se apaixonar por alguém também seja se apaixonar por si mesmo.

Somos capazes de grandes vidas. De uma grande história. Por que aceitar menos? Por que escolher a coisa prática, a coisa corriqueira? Nós nascemos para sonhar e fazer as coisas com as quais sonhamos.

Já havia me apaixonado por 'Tudo e Todas as Coisas'. Com 'O Sol Também é uma Estrela' Nicola Yoon falou de assuntos pesados e importantes como racismo, abuso familiar e imigração com muita gentileza e habilidade. Com citações lindas e marcantes, vale o esforço de conhecer.





Nicola Yoon nasceu na Jamaica (a ilha) e no Brooklyn (parte de Long Island). Atualmente vive em Los Angeles, Califórnia, com seu marido e sua filha. Antes de escrever, fabricava jóias. Everything, Everything é seu primeiro romance.





12 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro faz tempo. Logo que vi me apaixonei pela capa e por esse nome lindo.
    As fotografias do post estão lindas :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Betânia!
      É uma história encantadora. Me apaixonei pela escrita da autora *-* Espero que consiga ler.

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Oi, David!
    Eu sou traumatizada com a autora. Eu tinha muito expectativa com Tudo e Todas as Coisas e me decepcionei horrores.
    Vi muitas reviews dizendo que esse livro melhor que o outro dela, mas ainda assim não bateu a vontade. Pelo menos foi uma boa leitura pra você :)
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Eu amei Tudo e Todas as Coisas, mas quando li confesso realmente que não tinha expectativa. Talvez tenha ajudado. Eu prefiro mais o outro do que esse, mas esse trás assuntos mais interessantes e pesados.

      Abraços
      David

      Excluir
  3. Olá, David.
    Eu nunca li nada da autora, mas já li muitas resenhas positivas dos livros dela. Eu li um livro que se passa em um dia e amei que foi A Probabilidade estatística do amar a primeira vista. E acho normal nesse tipo de livro as coisas serem um pouco mais superficiais e não se aprofundar tanto quanto gostaríamos em alguns assuntos. Mas entendo suas ressalvas. Se der eu vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      Eu já li esse também! Inclusive é um dos meus favoritos. Adoro a escrita da Smith. É um romance doce e bem levezinho para ler. Não tem como não amar.
      Espero que goste desse <3 Depois me conta.

      Abraços
      David

      Excluir
  4. Amei a resenha, já quero ler, e essa capa maravilinda? haha

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monyque!
      Ahh, obrigado <3 Espero que goste da leitura
      E sim, a capa é linda.

      Abraços
      David

      Excluir
  5. Olá! Eu ainda não conhecia o livro, mas como amo passar pelos blogs e ler novas resenhas, acabei me interessando muito pelo livro. E a capa é maravilhosa também!
    Beijos,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Re!
      Ahhh, fico feliz que ele tenha chamado sua atenção. Eu amei. Espero que tenha a oportunidade de lê-lo e conhecer e se apaixonar também. E sim, a capa é linda <3 Amo essa arte. Simples mas bonita.

      Abraços
      David

      Excluir
  6. Oii
    quero muito ler algo dessa autora, acho legal essa história se passar em um dia, mas fico com medo do desenvolvimento por conta do romance, pelo menos apesar das ressalvas você gostou de ler ele.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!
      É bem instalove mesmo, mas eu curti a forma como eles vão se relacionando, então, eu recomendo que vá sem muitas expectativas se tiver a oportunidade de lê-lo.

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se